Confira o Trailer Oficial de VIRAR MAR, novo filme da Sessão Vitrine

 



Partindo de um estudo no âmbito das ciências econômicas, os cineastas Danilo Carvalho e Philipp Hartmann constroem em VIRA MAR (MEER WERDEN) um filme experimental e poético que discute a sustentabilidade – especialmente a hídrica – de maneira contundente e relevante para os tempos atuais. O longa, que combina documentário e ficção, é o novo lançamento da Sessão Vitrine, que chega aos cinemas em 28/07, com ingressos a preços reduzidos, nas cidades Aracaju, Balneário Camboriú, Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Goiânia, Maceió, Manaus, Palmas, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

Alemanha e Brasil, os dois países que produzem o filme, são os cenários dessa investigação. Na região de Dithmarschen, em breve deixará de valer a pena construir diques cada vez mais altos para tentar contrariar o aumento do nível das águas do mar, resultante das alterações climáticas.

No sertão brasileiro, a situação é oposta, mas compartilhando da mesma causa: as secas periódicas, e, cada vez mais duradoras, também são resultado das mudanças no clima.

Encontrando ressonâncias na mitologia, combinando cenas documentais, nas duas regiões, encenações e um filme dentro do filme, VIRA MAR aborda a sustentabilidade, estabelecendo, mais do que um diálogo entre os dois países e suas situações, ao mesmo tempo, contrastantes e semelhantes, uma indagação filosófico-estética sobre o estado do mundo e a destruição da natureza pelo capitalismo.

Hartmann partiu de sua tese de doutorado em Economia Ambiental, e no filme, conta, que tanto ele quanto Carvalho, estavam “cientes de que uma mera análise de custo e benefício representa naturalmente apenas um entre vários outros critérios de decisão quando se visa criar uma política hídrica e ambiental que seja sustentável, nos ocupamo neste filme ainda do valor da água, numa abordagem que cientificamente é talvez menos palpável, mas que coloca as perguntas num plano mais existencial.”

Qual o valor da força mitológica da água, do modo como esta se reflete na religião e na filosofia? Que dizer a respeito da ‘água metafórica’, tal como esta surge, desde sempre, na história da arte, enquanto fonte da vida, enquanto rio para lá do qual se situa o mundo inferior, enquanto força de renovação, meio de conhecimento e tantas outras coisas? Também aí se trata obviamente da nossa ligação existencial à natureza, enquanto seres humanos; não de uma ligação existencial de cariz físico ou económico. Talvez antes uma ligação metafísica?”, indaga o cineasta alemão.

Jorge Cruz Jr escreve, no site Apostila de Cinema, que “VIRA MAR segue mais uma lógica de mapeamento crítico, de apresentação do problema de forma panorâmica e instigante. Daqueles que faz refletir, mas passando longe da solução. Ou seja, para aqueles que já se preocupam, esse novo alerta é apenas mais um gatilho de uma vida cada vez mais miserável.

Enquanto Hartmann nos mostra a criação de uma barragem que vai inundar uma cidade inteira na Alemanha e os moradores exigem a proteção dos pântanos, no Brasil, Carvalho registra a luta e o desejo de que o reservatório seco volte a ser preenchido com água e que alguma empresa abordar a criação de uma barragem para sustentar a vida presente e futura na região. A música acompanha habilmente o contraponto”, escreve Liliana Saez, do site argentino El Espectador Imaginario.

A Sessão Vitrine 2022 foi contemplada pelo PROAC Direto 38/2021, programa de fomento do Governo do Estado de São Paulo e Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.

VIRA MAR é um lançamento da Sessão Vitrine.

Sinopse:

A água como metáfora física e metafísica e como pano de fundo da existência humana. Um ensaio entre documentário e ficção, entre o Sertão Brasileiro e os pântanos de Dithmarschen no norte da Alemanha. Dramas na observação do cotidiano em tempos de mudanças climáticas.

Ficha Técnica:

Direção e Roteiro: Philipp Hartmann e Danilo Carvalho

Produção: Philipp Hartmann (flumenfilm); Danilo Carvalho; Julia Alves, Michael Wahrmann (Sancho&Punta); Ticiana Augusto de Lima (tardo filmes)

Elenco: Johannes Kirschbaum, Fernando Pimentel, Inga Richter, Larissa de Melo, Janayra Alves, Lorena Ahadzi, Jochen Picht, Angela Anzi, Astrid Adverbe, Idson Ricart, Leleda Sousa, Josafá Ferreira Duarte, Roger Ribeiro, Bernd Schoch, Jo Brauner, Friederike Kroitzsch, Severino Ferreira, Zarhi El Malek, Swantje Bues, Jürgen Warnholz, Harald Schwaldt, Carlos Gracia, Ronaldo Roger, Gisele Santos

Países: Brasil, Alemanha

Ano: 2020


Nenhum comentário:

Crítica Filme "Trem-Bala" por Rita Vaz

  Estreia nesta quinta-feira, dia 4 de agosto o filme “Trem Bala” sob a direção de David Leitch (“Dead Pool 2”, “Atômica”, “John Wick” e out...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba