Crítica Filme "O Primeiro Homem" - Rita Vaz



“O Primeiro Homem” conta a história recente de um homem que marcou a história da humanidade.
O filme começa e já somos colocados dentro de um avião de teste, que sobe, sobe e vai além da nossa atmosfera.

Dentro dele está Neil Armstrong, o homem que alguns anos depois, vai ser o primeiro a pisar na lua.
Estamos em 1961 em plena Guerra Fria e os Estados Unidos já perdeu algumas corridas espaciais para a então União Soviética e farão de tudo para não perder mais uma.

Armstrong é apresentado na telona como um homem introspectivo, de poucas palavras, bastante típico da época onde o homem trabalhava fora, era o provedor do lar e as mulheres cuidavam da casa e da família.

Além de todo o trabalho como piloto, um drama pessoal acompanha o astronauta durante toda a história que passa entre 1961 e 1969.

Os homens que na época prestavam serviço para a Nasa, corriam risco de vida a cada teste, eram voos experimentais e decolagens que não davam certo e a habilidade e sorte de cada um, desenhou a história como a conhecemos.

O diretor Damien Chazelle fez um filme focado na biografia de Armstrong.
A corrida espacial, o enorme valor gasto nesse projeto e a ansiedade do governo e da população diante de tudo isso, é somente colocado em cena algumas vezes. O que interessa realmente é Armstrong.

Você pode observar que uma boa parte da história é mostrada em closes ups, deixando aí mais uma dica do interesse maior do diretor.

Além dos closes, o filme foi feito com uma imagem toda granulada nos remetendo a imagens da década de 1960.

O design de som também é personagem no filme envolvendo ainda mais o espectador na história, tanto com o alto volume, quanto com o silêncio.
Cada um deles, tem sua importante função na história.

“O Primeiro Homem” é um filme que deve ser visto por todos, tanto pelo cinema em si, quanto pela história. Recomendo!

Título Original: First Man
Gênero: Drama/Biografia
Tempo de Duração: 2 horas e 22 minutos
Ano de Lançamento: 2018
Direção: Damien Chazelle
Elenco: Ryan Gosling, Claire Foy, Jason Clarke, Kyle Chandler, Corey Stoll, Ciaran Hinds, Patrick Fugit, Lukas Haas, Christopher Abbott, Pablo Schreiber.

Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald revela faixas da trilha sonora original



O filme Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald, a segunda das cinco novas aventuras do Mundo Bruxo criado por J.K. Rowling, tem sua trilha sonora original revelada pela WaterTower Music. O ganhador do Grammy e do Emmy Award e várias vezes indicado ao Oscar James Newton Howard retorna como compositor de Animais Fantásticos, criando uma robusta trilha sonora com 25 faixas que estará disponível para stream e compra digital em 9 de novembro.
Os fãs podem ouvir duas dessas faixas antes, já que a WaterTower Music acaba de lançar "Fantastic Beasts: The Crimes of Grindelwald" e "Salamander Eyes" para streaming e compra.

Além dessas faixas, a trilha sonora trará aos fãs três apresentações solos de piano executadas por James Newton Howard e que não serão ouvidas no filme: "Dumbledore's Theme" (Solo de piano), "Fantastic Beasts Theme" (Solo de piano) e "Leta's Theme" (Solo de piano). Essas três faixas estão programadas para serem lançadas em 26 de outubro deste ano.

"Trabalhar em 'Animais Fantásticos' é uma oportunidade musical maravilhosa", descreve o compositor James Newton Howard. "O filme é delicioso, substancial e complexo; e [o diretor] David Yates se concentra muito seriamente na música e é um colaborador verdadeiramente apaixonado e entusiasta".

O álbum está previsto para ser lançado digitalmente em 9 de novembro, uma semana antes da estreia do filme. Já o CD será lançado em 30 de novembro de 2018 e, o vinil, em janeiro de 2019.

A trilha sonora de Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald está agora disponível para pré-encomenda (em breve também estará disponível em vinil). Segue a track list:

1 The Thestral Chase
2 Newt and Leta
3 Dumbledore
4 The Kelpie
5 Newt and Jacob Pack for Paris
6 Nagini
7 Newt Tracks Tina
8 Queenie Searches for Jacob
9 Irma and the Obscurus
10 Blood Pact
11 Capturing the Zouwu
12 Traveling to Hogwarts
13 Leta's Flashback
14 Salamander Eyes
15 Matagots
16 Your Story is Our Story
17 Leta's Confession
18 Vision of War
19 Spread the Word
20 Wands into the Earth
21 Restoring Your Name
22 Fantastic Beasts: The Crimes of Grindelwald
23 Dumbledore's Theme (Solo de piano)
24 Fantastic Beasts Theme (Solo de piano)
25 Leta's Theme (Solo de piano)

Com estreia marcada para 15 de novembro de 2018, o filme será distribuído mundialmente em versões 2D e 3D, em salas selecionadas; e IMAX, pela Warner Bros. Pictures, uma empresa da Warner Bros. Entertainment

Taron Egerton é destaque no novo pôster nacional de ‘Robin Hood – A Origem’


Com estreia nacional agendada para 29 de novembro, “Robin Hood – A Origem” ganha novo pôster teaser, com destaque para Taron Egerton, intérprete do herói da trama, empunhando flechas sobre um fundo neutro.
Dirigida por Otto Bathurst (de “Black Mirror”) a superprodução ainda reúne Jamie Foxx, Jamie Dornan e Eve Hewson no elenco.

Com o intuito de retratar a mítica lenda como nunca foi vista nas telonas, “Robin Hood – A Origem” explora o período medieval onde Robin Hood (Taron Egerton), o herói dos ladrões que rouba dos ricos para dar aos pobres, se alia a Little John, um ex-rival de Robin, interpretado por Jamie Foxx.

No filme, o cruzado endurecido pela guerra e o comandante mouro montam uma audaciosa revolta contra a corrupta coroa inglesa em uma emocionante aventura de ação. Repleto de cenas no campo de batalha, coreografia de luta e um romance atemporal, o longa apresenta uma história nunca antes vista de como Robin Hood tornou-se o ícone e a lenda como o conhecemos hoje.

Na trama, Robin Hood retorna das Cruzadas para desbravar a Floresta de Sherwood, repleta de corrupção e maldade. Unindo-se a um bando de foras da lei, ele resolve o problema com suas próprias mãos para acertar as coisas.
Com roteiro de Ben Chandler e David James Kelly, o longa é produzido por Leonardo DiCaprio, Jennifer Davisson, Basil Iwanyk, Tory Tunnel e Joby Harold. O filme tem distribuição nacional Paris Filmes.


Ficha Técnica
Direção:
Otto Bathurst
Elenco: Taron Egerton, Jamie Foxx, Ben Mendelsohn, Eve Hewson, Jamie Dornan
Roteiro:
Ben Chandler e David James Kelly
Produção:
Leonardo Dicaprio, Jennifer Davisson Killoran, Basil Iwanyk, Tory Tunnel, Joby Harold
Gênero:
Ação | Aventura

Acompanhe as novidades sobre este e outros lançamentos por meio das redes sociais:
facebook.com/ParisFilmesBR
instagram.com/ParisFilmes
youtube.com/ParisFilmes 

Programa Duplo Braddock no Canal Megapix



Direto dos anos 1980 para o Megapix! Chuck Norris é pura ação e, para animar a semana, na quarta-feira, dia 17 de outubro, a partir das 19:50, ele e um dos seus personagens mais famosos vão invadir o canal em dose dupla: Braddock.

A noite começa com Braddock – O Super Comando. O coronel foi prisioneiro de guerra no Vietnã durante anos. Um tempo depois de conseguir escapar, ele descobre que vários soldados americanos ainda são mantidos lá como prisioneiros. Junto com Tucker, um antigo amigo do exército, eles lideram uma missão para resgatar seus compatriotas.

Na sequência, às 21:45, Braddock 3 – O Resgate. Enquanto serviu no Vietnã, o coronel Braddock se apaixonou por Lin Tan Cang, que achou ter morrido. Anos depois, ele descobre que ela está viva e teve um filho seu. Ao regressar ao Vietnã em busca dos dois, ele se depara com uma conspiração ainda maior envolvendo filhos de americanos.

Telecine: "Star Wars: Os Últimos Jedi" estreia neste sábado



São mais de quatro décadas dos jedi e a franquia mais aclamada dos cinemas continua conquistando fãs pelo mundo. Indicada a quatro categorias do Oscar, Star Wars: Os Últimos Jedi chega com força ao Telecine Play e ao Telecine Premium, na Superestreia deste sábado, dia 20, a partir das 22h. Idealizada por George Lucas, a saga aposta mais uma vez na nostalgia ao trazer de volta Mark Hamill e a saudosa Carrie Fisher, a eterna princesa Leia.

Depois de encontrar Luke Skywalker (Mark Hammil) em uma ilha isolada, Rey (Daisy Ridley) foca em entender o balanço da Força a partir dos ensinamentos do mestre. Ao mesmo tempo, o Primeiro Império de Kylo Ren (Adam Driver) planeja combater a Aliança Rebelde. Quer um tour completo, da República ao Império? De sábado para domingo (dia 21), a partir das 3h, o "Viradão Star Wars" vai invadir o Telecine Pipoca com oito filmes e mais de 19 horas seguidas da icônica saga. A guerra intergaláctica também está a todo vapor no Telecine Play.

Assista ao Trailer Inédito de “Sueño Florianópolis”



O trailer do filme “SUEÑO FLORIANÓPOLIS”, escrito e dirigido por Ana Katz, acaba de ser lançado. Coprodução entre Brasil, Argentina e França, o filme conta a história de uma família que viaja da Argentina para o Brasil em busca de reconexão entre si.

No elenco, estão os nomes brasileiros Andrea Beltrão, Caio Horowicz, Marco Ricca, e os argentinos Mercedes Morán, Gustavo Garzón, Manuela Martinez e Joaquin Garzon. O longa tem distribuição do projeto Sessão Vitrine Petrobras e produção da Campo Cine (ARG), Prodigo Films e Groch Filmes (BRA).

O filme conquistou três prêmios no Karlovy Vary International Film Festival: Melhor Atriz (Mercedes Morán), Prêmio Especial do Júri e Prêmio da Crítica Internacional, e foi exibido nos festivais de Toronto e San Sebastián. As filmagens aconteceram entre abril e maio de 2017, em Florianópolis, com equipe majoritariamente brasileira.
“SUEÑO FLORIANÓPOLIS” chega ao circuito comercial no dia 15 de novembro.


Sinopse
Buenos Aires, Argentina, verão de 1990, Pedro (Gustavo Garzón) e Lucrécia (Mercedes Morán), separados após vinte e dois anos de casamento, decidem viajar de férias com seus dois filhos adolescentes rumo ao litoral Sul do Brasil. Motivados pelo câmbio favorável, caem na estrada em um Renault 12, sem ar-condicionado, e viajam 1.750 km até Florianópolis (Santa Catarina). Juntos, porém separados, conhecem Marco (Marco Ricca) e Larissa (Andrea Beltrão). Pouco a pouco vão descobrindo qual é o sonho de cada um.


Ficha Técnica
Direção: Ana Katz
Roteiro: Ana Katz e Daniel Katz
Produzido por: Beto Gauss, Camila Groch, Francesco Civita, Nicólas Avruj
Produção Executiva: Camila Groch, Beto Gauss, Nicolás Avruj
Uma Produção: CAMPO CINE (ARG) e PRODIGO FILMS (BRA), em coprodução com GROCH
FILMES (BRA)
Fotografia: Gustavo Biazzi
Direção de Arte: Gonzalo Delgado
Elenco Brasil: Andrea Beltrão (Larissa), Marco Ricca (Marco), Caio Horowicz (César)
Elenco Argentina: Mercedes Morán (Lucrécia), Gustavo Garzón (Pedro), Manuela Martinez
(Flor), Joaquim Garzón (Julián)
Distribuição: VITRINE FILMES (BRA)
Sales Agent Internacional: Film Factory
 


Trailer do Novo Filme de Lars Von Trier “A Casa Que Jack Construiu” Acaba de Ser Divulgado.



Com estreia marcada para o dia 1º de novembro, “A CASA QUE JACK CONSTRUIU”, mais recente filme do diretor dinamarquês Lars von Trier, acaba de ganhar trailer oficial.
O Brasil vai  ser o primeiro território do mundo a lançar o filme em circuito comercial, distribuído pela California Filmes, responsável pelo lançamento dos filmes anteriores do diretor.  A trama é contada a partir do ponto de vista de Jack (Matt Dillon), um inteligente assassino americano da década de 70, através de cinco assassinatos que definem o seu desenvolvimento como um serial killer.

O protagonista vê cada assassinato como uma obra de arte, mesmo que isso possa lhe dar problemas no mundo externo. Embora saiba que a polícia está cada vez mais perto e que sua condenação está mais próxima, ele está determinado a ir mais e mais longe, ao contrário de toda a lógica.  
“Por muitos anos, eu fiz filmes sobre boas mulheres, agora fiz um sobre um homem mau”, revela Lars von Trier.

Durante o caminho, o filme mostra sensações, problemas e pensamentos através de recorrentes conversas com o desconhecido Verge (Bruno Ganz), que desafia e explora o consciente de Jack através de um diálogo recorrente.
Para os principais personagens de A CASA QUE JACK CONSTRUIU, Lars von Trier juntou um impressionante elenco internacional. Matt Dillon é a estrela no papel principal, como o serial killer Jack. Uma Thurman, Siobhan Fallon Hogan, Sofie Gråbøl e Riley Keough estão entre as mulheres que lamentavelmente encontram Jack em seu caminho.

SINOPSE

Um dia, durante um encontro fortuito na estrada, o arquiteto Jack (Matt Dillon) mata uma mulher. Este evento provoca um prazer inesperado no personagem, que passa a assassinar dezenas de pessoas ao longo de doze anos. Devido ao descaso das autoridades e à indiferença dos habitantes locais, o criminoso não encontra dificuldade em planejar seus crimes, executá-los ao olhar de todos e guardar os cadáveres num grande frigorífico. Tempos mais tarde, ele compartilha os seus casos mais marcantes com o sábio Virgílio (Bruno Ganz) numa jornada rumo ao inferno.


FICHA TÉCNICA

Direção: Lars von Trier
Elenco: Matt Dillon, Bruno Ganz, Uma Thurman
Gênero: Thriller
País: Dinamarca, França, Suécia, Alemanha
Ano: 2018
Duração: 155 min
Classificação: 18 anos


SOBRE O DIRETOR

Lars von Trier, nascido em 1956, é o cofundador da produtora dinamarquesa Zentropa, assim como um dos fundadores do movimento Danish Dogma nos anos 90.

Os filmes de Lars von Trier ganharam prêmios pelo mundo incluindo as principais premiações em Cannes, como a Palma de Ouro para Dançando no Escuro, o Grande Prêmio  do Júri para Ondas do Destino, o Prêmio de Melhor Atriz para Charlotte Gainsbourg em Anticristo e  o Prêmio de Melhor Atriz para Kirsten Dunst em Melancolia.



Confira Primeiro Trailer de “Rocketman”, Filme Sobre a Vida do Ícone Elton John



A Paramount Pictures acaba de divulgar o primeiro trailer de ‘ROCKETMAN’, uma fantasia épica musical, sem censura, sobre a vida do mito Elton John ao longo dos anos. 

Dirigido por Dexter Fletcher, o longa é estrelado por Taron Egerton, Jamie Bell, Richard Madden e Bryce Dallas Howard. O filme tem previsão de estreia dia 30 de maio de 2019. 
#Rocketmanofilme

Sobre a Paramount Pictures Corporation
A Paramount Pictures Corporation (PPC), uma importante produtora e distribuidora global de entretenimento filmado, é uma unidade da Viacom (NASDAQ: VIAB, VIA), casa de marcas globais famosas que cria emocionantes programas de televisão, filmes de longa-metragem, conteúdo de curta-metragem, apps, jogos, produtos de consumo, experiências nas mídias sociais e outros conteúdos de entretenimento para audiências de mais de 180 países.

"Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald" ganha trailer final e novas artes de personagens.



 A Warner Bros. Pictures divulgou o trailer final de Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald, a segunda das cinco novas aventuras do Mundo Bruxo de J.K. Rowling.

O trailer traz novas imagens do poderoso mago das trevas Gerardo Grindelwald (Johnny Depp), detalhes de Hogwarts e outras novidades da história.

Além disso, os personagens Alvo Dumbledore, Newt Scamander, Queenie e Tina Goldstein, Jacob Kowalski, Teseu Scamander, Gerardo Grindelwald, Leta Lestrange e Credence Barebone ganham novas artes individuais.

No final do primeiro filme, o poderoso mago das trevas Gerardo Grindelwald (Johnny Depp) foi capturado pelo MACUSA (Congresso Mágico dos Estados Unidos da América) com a ajuda de Newt Scamander (Eddie Redmayne). Contudo, cumprindo sua promessa, Grindelwald fugiu da prisão e passou a reunir seguidores que, na maioria dos casos, desconheciam suas verdadeiras intenções: criar magos de sangue puro para dominar todos os seres não mágicos.

Na tentativa de frustrar os planos de Grindelwald, Alvo Dumbledore (Jude Law) recruta seu ex-aluno Newt Scamander, que concorda em ajudá-lo, sem saber dos perigos que enfrentará pelo caminho. Dois lados se enfrentam, à medida que o amor e a lealdade são postos à prova, até mesmo entre amigos e famílias, em um mundo de bruxaria cada vez mais dividido.

O filme é estrelado por Eddie Redmayne, Katherine Waterston, Dan Fogler, Alison Sudol e Ezra Miller, Zoë Kravitz, Callum Turner, Claudia Kim, William Nadylam, Kevin Guthrie, Carmen Ejogo, Poppy Corby-Tuech; com Jude Law e Johnny Depp.

Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald é dirigido por David Yates, a partir de um roteiro de J.K. Rowling. O filme é produzido por David Heyman, J.K. Rowling, Steve Kloves e Lionel Wigram. Tim Lewis, Neil Blair, Rick Senat e Danny Cohen são produtores executivos.

Com estreia marcada para 15 de novembro de 2018, o filme será distribuído mundialmente em versões 2D e 3D, em salas selecionadas; e IMAX, pela Warner Bros. Pictures, uma empresa da Warner Bros. Entertainment


“Bumblebee” ganha novo trailer inédito


Distribuído pela Paramount Pictures, filme com Hailee Steinfeld e John Cena estreia dia 25 de dezembro

O spin-off da franquia de sucesso Transformers, Bumblebee, teve novo trailer divulgado.
O novo filme da Paramount Pictures acompanha a aventura solo do personagem na Califórnia dos anos 80.

Produzido por Michael Bay e Lorenzo Di Bonaventura, Bumblebee é dirigido por Travis Knight (Kubo e a Espada Mágica) e estrelado por Hailee Steinfeld (Bravura Indômita, Quase 18) e John Cena (Pai em Dose Dupla 2, Descompensada).


Sobre a Paramount Pictures Corporation

A Paramount Pictures Corporation (PPC), uma importante produtora e distribuidora global de entretenimento filmado, é uma unidade da Viacom (NASDAQ: VIAB, VIA), casa de marcas globais famosas que criam emocionantes programas de televisão, filmes de longa-metragem, conteúdo de curta metragem, apps, jogos, produtos de consumo, experiências nas mídias sociais e outros conteúdos de entretenimento para as audiências de mais de 180 países.


Crítica Filme "Tudo Por Um Pop Star" - Rita Vaz



Baseado no livro homônimo da escritora Thalita Rebouças, que é super querida pelo público adolescente, “Tudo Por Um Pop Star” chega aos cinemas com uma legião de fãs.

Acostumada a escrever para esse público, a escritora acerta mais uma vez em abordar um tema, tão representativo dessa fase da vida, a de um amor sem limites por um artista, nesse caso uma “boy band”.

No início do longa conhecemos as três “melhores amigas” Gabi, Manu e Ritinha, que moram em uma cidade do interior, e têm, além de vários interesses em comum, uma paixão descomunal pela banda pop Slavabody Disco Disco Boys, que faz sucesso internacional.

Quando Manu fica sabendo que a banda vem para o Brasil e se apresentará no Rio de Janeiro, corre contar para as duas amigas.

Cada uma tem sua história particular, Ritinha é a mais “pé no chão” das três, enquanto Gabi é pronta para festar e Manu é puro sentimento.

As três, cada uma no seu modo, vai tentar convencer os pais de quem são adultas o suficiente para viajarem sozinhas para o Rio de Janeiro.

Só que não são, e só conseguem ir na companhia de uma tia de Manu, a Babette, que tem um jeito hippie de ser.

Elas conseguem a permissão, mas tanta coisa acontece quando elas chegam lá, que elas vão precisar de muito amor mesmo, para conseguir ver a banda que tanto amam.

São amigas rivais, é a tia que dá uma sumida, são os passes de entrada que demoram para chegar às mãos delas.

Mas, elas vão precisar de muito amor mesmo, é entre as três, para que a amizade continue forte e segura.

A trama da história é simples e previsível, mas conta com um elenco afinado e que passa uma sensação real de amizade entre elas.

O filme é divertido, tem uma boa trilha sonora e vai fazer muito sucesso com os adolescentes, principalmente com as meninas que conseguirão se ver na tela grande.

Uma excelente opção de diversão para o fim de semana de toda a família.

Título Original: Tudo Por Um Pop Star
Gênero: Comédia/Romance
Tempo de Duração: 1 hora e 32 minutos
Ano de Lançamento: 2018
Direção: Bruno Garotti
Elenco: Maisa Silva, Klara Castanho, Mel Maia, João Guilherme Ávila, Felipe Neto, Giovanna Lancellotti, Isacque Lopes, Victor Aguiar.

Crítica Filme "Goosebumps 2- Halloween Assombrado" - Rita Vaz



“Goosebumps” é uma série de livros do gênero terror infanto-juvenil escrita por R.L. Stine, que é considerado o Stephen King da literatura infantil.

Suas histórias já povoaram a mente de muita gente, proporcionando noites em claro com o medo de que as possíveis criaturas inventadas por ele, não fossem somente imaginação.

Em 2015, para a alegria dos fãs, o filme “Goosebumps: Monstros e Arrepios” foi lançado e manteve o sucesso dos livros de R.L. Stine e da série de TV, mesclando ação, comédia e sustos.

Agora, um novo filme da série chega aos cinemas e mais uma vez consegue manter no longa, o mesmo clima de tensão, ação e arrepios de seus episódios.

Logo de início conhecemos os amigos Sonny e Sam, nas vésperas do Halloween.
Eles são “melhores amigos” e fazem tudo juntos, inclusive oferecem um trabalho de remoção de “tranqueiras” para juntar um dinheiro.

Eles são chamados para remover algumas coisas de uma casa abandonada, e lá, sem que percebam, são manipulados a encontrar um livro guardado dentro de um baú.

O problema é que esse livro foi escrito por R.L. Stine, que dá vida aos seus personagens, e sem querer, eles liberam o boneco ventríloquo Slappy, que a princípio se torna amigo deles, mas, só a princípio.

A partir daí vários monstros serão trazidos à vida, e eles precisarão correr muito para encontrar uma solução que salve a sua cidade e quiçá o mundo.

O filme além de proporcionar uma aventureira recheada de monstros, é muito engraçado.
A construção do suspense é bem feita, e o elenco está em ótima sintonia.

Os efeitos especiais são impressionantes, os vários monstros que aparecem na tela, são críveis e interagem muito bem com os atores.

“Goosebumps 2” é uma excelente opção de entretenimento, tanto para adolescentes, quanto para adultos e tanto para os fãs da série e para quem não a conhece ainda.
É diversão na certa! Recomendo!

Título Original: Goosebumps 2: Haunted Halloween 
Gênero: Aventura/Comédia/Terror
Tempo de Duração: 1 hora e 23 minutos
Ano de Lançamento: 2018
Direção: Ari Sandel
Elenco: Jack Black, Jeremy Ray Taylor, Madison Iseman, Caleel Hariis, Wendi McLendon-Covey, Chris Parnell, Ken Jeong, Shari Headley.

Crítica Filme "Nasce Uma Estrela" - Rita Vaz



“Nasce Uma Estrela” chega aos cinemas em sua quarta versão completamente atualizada e com dois protagonistas de peso.

Nas versões anteriores, as de 1937, 1954 e 1977 grandes astros também protagonizaram a mesma história de amor, que encanta plateias com seu romance e sua trilha musical.

Aliás, esse é um dos pontos altos dessa história, que traz novas performances, novos clipes que, com certeza, estarão na lista do Oscar 2019.

A premissa se mantém, o cantor de sucesso Jackson Maine, conhece casualmente, a jovem cantora Ally em um bar.
Ela trabalha como garçonete em um restaurante para pagar as contas e canta nesse bar.

Maine fica encantado com o talento dela e rapidamente a convida para o seu show, ele quer ajuda-la em sua carreira.

Uma grande história de amor se inicia, cheia de encantamentos de ambos os lados, mas enquanto a carreira dela cresce exponencialmente, a de Maine, perde o rumo, devido ao vício dele em drogas e álcool.

Sim, já conhecemos a história e sabemos como ela acaba, mas como ela é contada, em cada longa, é que faz a diferença.

Bradley Cooper, além de protagonizar o longa, também estreia na direção, e ele surpreende. Ele entrega um filme bem feito, tem uma ótima atuação, e acaba se revelando mesmo, como um bom cantor.

Seu par romântico é protagonizado, por ninguém mais, ninguém menos que Lady Gaga, a rainha pop que tem uma voz colossal e arrasa no filme, tanto como cantora, como atriz.

Aliás, se existisse uma categoria no Oscar de “melhor atriz revelação” ela, com certeza, ganharia.
A trilha sonora do longa está belíssima, com letras, músicas e performances que chegam a arrepiar.

Mas, apesar de todos esses acertos, faltou alguma coisa na trama, pois eu, em particular, não fui arrebatada pela história. Talvez pela repetição da mesma, ou pelo tempo de projeção, duas horas e dezesseis minutos.

Apesar disso, a história é muito bonita (e triste), as canções são belíssimas e o romantismo do casal é convincente.

Então, se você é fã da Lady Gaga, do Bradley Cooper, de histórias de amor ou de lindas canções, você tem motivos diversos para assistir esse filme.

Não esqueça que ele já é um clássico do cinema mundial.

Título Original: A Star Is Born
Gênero: Drama
Tempo de Duração: 2 horas e 16 minutos 
Ano de Lançamento: 2018
Direção: Bradley Cooper
Elenco: Bradley Cooper, Lady Gaga, Sam Elliott, Andrew Dice Clay, Rafi Gavron, Anthony Ramos, Dave Chappelle, Ron Rifkin.


Crítica Filme "Venom" - Rita Vaz



Estreia nessa semana em todos os cinemas brasileiros, o aguardado filme “Venom” que mostra o vilão da Marvel em seu primeiro filme solo.

Com pequenas aparições em filmes como “O Homem Aranha” a proximidade do longa criou bastante expectativa em seus fãs.

Mas, o que está acontecendo é estranho, pois o filme está dividindo as opiniões.
Quando fui assistir a “Venom”, fui com uma certa expectativa e fui surpreendida.

Eu esperava uma história soturna, com ares de suspense em alta escala, mas aconteceu de a trama ser recheada de alívios cômicos e foi isso que tirou um pouco da graça, para mim.

Agora, se você já for ao cinema sabendo disso, talvez aproveite muito mais o momento.

Já no início do longa uma nave espacial perde o controle e cai em algum lugar da Malásia.
A nave é da Fundação Vida do milionário Carlton Drake que tenta encontrar outros lugares onde a humanidade também possa viver.

Na nave além da tripulação, chegou à Terra uma outra forma de vida, organismos simbiontes de outro planeta que usam outros organismos vivos como hospedeiros.

Ao mesmo tempo conhecemos nos Estados Unidos, Eddie Brock, um repórter investigativo que tem um quadro de sucesso em uma emissora local.

Ele é designado para fazer uma reportagem com o tal Carlton Drake, pela sua contribuição às missões espaciais, mas por conta de algumas descobertas, ele acua o milionário e tem sua vida virada de cabeça para baixo.

Alguns meses depois ele é procurado por uma médica do laboratório de Drake que diz precisar de sua ajuda.

E tentando ajudar, Eddie se contamina com o simbionte e terá que aprender a conviver com um ser que é maior que ele e pode controlar sua mente e corpo.

O filme tem uma boa trama, tem um CGI escuro (o que atrapalha um pouco as cenas de ação), tem bastante ação, tem vários momentos engraçados e apresenta Venom, desde sua origem até suas diversas capacidades, como estender sua massa em diversas formas e aumentar o potencial de força e regeneração de seu hospedeiro.

Apesar de tudo o que estão falando, vale a pena ir ao cinema e conhecer essa versão de Venom, que tem em seu ator principal Tom Hardy, seu maior trunfo.

Hardy está especialmente à vontade nesse papel, dando credibilidade ao anti-herói Eddie
Brock e ao suposto vilão Venom.

E não saia da sala assim que o filme acabar, tem duas cenas escondidas, uma logo depois dos primeiros créditos e outra lá no final, mas fique, porque vale a pena.

Título Original: Venom
Gênero: Ação/Ficção
Tempo de Duração: 1 hora e 42 minutos 
Ano de Lançamento: 2018
Direção: Rubem Fleischer
Elenco: Tom Hardy, Michelle Williams, Riz Ahmed, Reid Scott, Scott Haze, Jenny Slate, Michelle Lee, Wayne Pére, Woody Harrelson.

Taron Egerton Revela Sua Primeira Imagem Como Elton John



“Rocketman” Estreia nos Cinemas Brasileiros em 30 de Maio de 2019

“ROCKETMAN” é uma fantasia épica musical, sem censura, sobre a vida do mito Elton John ao longo dos anos. Estrelando: Taron Egerton, Jamie Bell, Richard Madden e Bryce Dallas Howard.

DIRIGIDO POR:
Dexter Fletcher

ESTRELANDO:
Taron Egerton, Jamie Bell, Richard Madden, Gemma Jones and Bryce Dallas Howard

DISTRIBUIÇÃO: 

Paramount Pictures

#Rocketman

15ª temporada de The Voice estreia no Canal Sony




A competição musical que já recebeu 40 indicações ao Emmy retorna para a sua 15ª temporada no Canal Sony no dia 3 de outubro, às 21h. Uma das atrações de maior audiência da TV, o reality segue mostrando talentos da música sendo descobertos por artistas já consagrados.

O time de técnicos desta vez está formado pelos veteranos Blake Shelton e Adam Levine, e por Jennifer Hudson e Kelly Clarkson, que voltam para as cadeiras giratórias pela segunda vez.

Esses quatro músicos de prestígio seguem à procura da melhor voz dos Estados Unidos e se tornarão mentores dos concorrentes para que cheguem ao showbiz como artistas completos.

E logo no primeiro episódio, uma forte concorrente chama a atenção: Kennedy Holmes, de apenas 13 anos, deixa todos de boca aberta com a sua apresentação. O público é quem decide qual deles ganhará o grande prêmio do programa: US$ 100 mil, além de um contrato com uma gravadora.

The Voice – 15ª temporada
Classificação indicativa:
10 anos
#TheVoiceNoSony
Quartas e quintas, às 21h

Nova edição da “Mostra Cinefoot”, sob o comando de Xico Sá, começa dia 4 de outubro



Mais uma vez, o Canal Brasil leva para a TV a programação de importantes festivais de cinema – desta vez, é o Cinefoot – Festival de Cinema de Futebol que vira uma mostra no canal. O jornalista, escritor e amante do esporte Xico Sá será o responsável por apresentar os títulos da programação, que tem curadoria de Antonio Leal, idealizador e diretor do Cinefoot. Em 2018, a mostra, que começa no dia 4 de outubro, fará uma homenagem aos 78 anos de Pelé, e exibe os filmes Isto É Pelé (1974), Pelé – O Rei Desconhecido (2017), Pelé – O Nascimento de uma Lenda (2016) e Pelé Eterno (2014). 77 Eternos Campeões (2017), produção que dá o pontapé inicial, comemora o centenário do Botafogo de Ribeirão Preto.


MOSTRA CINEFOOT
Início: Quinta-feira, dia 4/10, às 19h
Horário: Quintas, às 19h

77 Eternos Campeões (2017) (96’)
Horário: Quinta, dia 4, às 19h
Classificação: 10 anos
Direção: Igor Ramos
Sinopse: O filme narra a conquista Botafogo de Ribeirão Preto ao título de Campeão da Taça Cidade de São Paulo, em 1977. No enredo, a trajetória épica do maior esquadrão da história do clube do interior paulista, formado por Sócrates, Zé Mário Baroni, Lorico, entre outros craques. Uma conquista inédita, contra o São Paulo no estádio do Morumbi, e que fez Ribeirão Preto literalmente parar para comemorar naquele 18 de maio de 1977. Com um enredo repleto de depoimentos e imagens inéditas, o documentário é enriquecido pelos relatos de jogadores, técnicos, dirigentes e torcedores que vivenciaram a época de ouro do futebol paulista.

Isto É Pelé (1974) (70’)
Horário: Quinta, dia 11, às 19h
Classificação: Livre
Direção: Eduardo Escorel e Luiz Carlos Barreto
Sinopse: Dirigido por Eduardo Escorel e Luiz Carlos Barreto, o longa remonta a trajetória do melhor jogador de todos os tempos, ao longo de 17 anos dedicados ao futebol. Nas cenas de arquivo, as primeiras imagens mostram sua "volta olímpica" no Maracanã, durante a despedida da Seleção Brasileira em 1971. A partir daí, a produção retorna a 1958, mostrando em detalhes seus gols e jogadas principalmente nos jogos com França e Suécia. Pelé, contudo, destaca seu gol contra o País de Gales que, segundo ele, lhe deu confiança para jogar como titular da seleção. Durante a competição, o mundo descobriu aquele que encantaria plateias de todos os tipos e lugares. Dotado de um talento natural inegável, era incansável em treinamentos para se aprimorar.

Pelé – um Rei Desconhecido (2017) (38’)
Horário: Quinta, dia 11, às 20h10
Classificação: Livre
Direção: Ernesto Rodrigues
Sinopse: Coproduzido pelo Canal Brasil em parceria com a Bizum, o documentário de Ernesto Rodrigues traz imagens raras de acervos estrangeiros, preservadas ao longo dos anos, com registros valiosos do craque em ação dentro e fora de campo, filmados no Brasil, na Europa, nas Américas e até na Oceania.

Pelé – O Nascimento de uma Lenda (2017) (108’)
Horário: Quinta, dia 18, às 19h
Classificação: 10 anos
Direção: Jeff Zimbalist e Michael Zimbalist
Sinopse: O filme foca sua atenção nos primeiros anos da vida de Pelé (vivido por Leonardo Lima Carvalho, na infância, e Kevin de Paula, na adolescência) na pequena cidade de Três Corações, em Minas Gerais. O pequeno Edson é o filho mais velho de Dondinho (Seu Jorge) e Lucia (Mariana Nunes), um casal humilde com dificuldades para educar outras duas crianças em um pequeno casebre. Nos campos de terra batida do bairro, o menino começa a mostrar seu talento com a bola nos pés e a encantar plateias com dribles cheios de ginga e gols memoráveis. A vontade de se tornar um jogador de futebol, no entanto, esbarra nas amarras sociais – ele é obrigado a trabalhar como engraxate para ajudar na insuficiente renda familiar – e na vontade dos pais, focados em manter o menino na escola e contrários aos seus sonhos nos gramados.

Pelé Eterno (2004) (123’)
Horário: Quinta, dia 25, às 19h
Classificação: Livre
Direção: Anibal Massaini
Sinopse: No dia 23 de outubro de 1940, nascia na cidade de Três Corações (MG) o filho de dona Celeste e seu Dondinho. Em 1945, a família se mudou para Bauru (SP) acompanhando o pai do então futuro artilheiro, que também foi jogador. Nessa época, o pequeno Edson já havia recebido seu famoso apelido – um desdobramento de “Bilé”, goleiro e colega de seu Dondinho. Nas divisões de base do Bauru Atlético Clube, Pelé – descoberto pelo técnico Waldemar de Brito – atraiu olhares com sua habilidade e faro de “matador”. Assim, em 1956, o garoto prodígio foi contratado pelo Santos, time do litoral paulista, onde eternizaria a camisa 10. O menino magro e franzino encontrou uma equipe profissional já formada e vencedora, na qual faria história. Entre 1959 e 61, por exemplo, conquistou 11 torneios internacionais, com a expressiva marca de 99 gols em 90 partidas. Apesar das propostas milionárias que recebeu, Pelé permaneceu no Santos por 18 anos, levantando incontáveis troféus, dentre eles duas Libertadores da América (1962 e 63), cinco Taças Brasil (1961, 62, 63, 64 e 65) – equivalente ao Campeonato Brasileiro dos dias atuais – e dois Mundiais de Clubes (1962 e 63).

Pelé Eterno (2004) (123’)
Horário: Quinta, dia 25, às 19h
Classificação: Livre
Direção: Anibal Massaini
Sinopse: No dia 23 de outubro de 1940, nascia na cidade de Três Corações (MG) o filho de dona Celeste e seu Dondinho. Em 1945, a família se mudou para Bauru (SP) acompanhando o pai do então futuro artilheiro, que também foi jogador. Nessa época, o pequeno Edson já havia recebido seu famoso apelido – um desdobramento de “Bilé”, goleiro e colega de seu Dondinho. Nas divisões de base do Bauru Atlético Clube, Pelé – descoberto pelo técnico Waldemar de Brito – atraiu olhares com sua habilidade e faro de “matador”. Assim, em 1956, o garoto prodígio foi contratado pelo Santos, time do litoral paulista, onde eternizaria a camisa 10. O menino magro e franzino encontrou uma equipe profissional já formada e vencedora, na qual faria história. Entre 1959 e 61, por exemplo, conquistou 11 torneios internacionais, com a expressiva marca de 99 gols em 90 partidas. Apesar das propostas milionárias que recebeu, Pelé permaneceu no Santos por 18 anos, levantando incontáveis troféus, dentre eles duas Libertadores da América (1962 e 63), cinco Taças Brasil (1961, 62, 63, 64 e 65) – equivalente ao Campeonato Brasileiro dos dias atuais – e dois Mundiais de Clubes (1962 e 63).