Para os Apaixonados Por Arte!


Uma equipe de pesquisadores da Holanda e da Bélgica reconstruiu com exatidão sem precedentes uma pintura oculta sob a obra "Patch of Grass" (1887), do holandês Vincent Van Gogh, por meio do uso de uma nova técnica que emprega raios X aplicados com um acelerador de partículas.
Os pesquisadores utilizaram um acelerador de partículas do instituto de pesquisas alemão DESY, com sede em Hamburgo, para aplicar um feixe de raios X sobre o quadro e medir a fluorescência das camadas de pintura, que são diferentes segundo o elemento químico que contiverem.A Universidade de Delft explicou que Van Gogh costumava reutilizar lenços para voltar a pintar sobre eles obras diferentes, os especialistas consideram que até um terço das primeiras obras do artista ocultem outras composições.Após fazer pesquisas preliminares, os cientistas descobriram vagos traços de uma cabeça sob as camadas de pintura mais superficiais. Posteriormente, o pequeno, porém intenso feixe de raios X aplicado com o acelerador de partículas permitiu, após escanear durante dois dias uma superfície de 17,5 por 17,5 centímetros, mostrar a imagem da cabeça de uma mulher.A equipe de pesquisadores pôde, assim, reconstruir o retrato oculto com uma precisão sem precedentes, principalmente graças à medição de elementos como o mercúrio e o antimônio presentes nos pigmentos usados por Van Gogh, que proporcionaram uma "foto colorida" do retrato.A universidade se mostra confiante em que esta nova técnica permitirá aos historiadores da arte entender melhor a evolução do pintor, assim como de outros muitos artistas que ocultaram obras ao voltar a pintar sobre elas.

Nenhum comentário: