Academia Brasileira de Cinema anuncia data do Prêmio Grande Otelo


No dia 28 de agosto (quarta-feira), a Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, será o palco do Prêmio Grande Otelo, maior e mais importante premiação do audiovisual no país. A partir desta 23º edição, a Academia Brasileira de Cinema renomeia o evento (que até 2023 chamava-se Grande Prêmio do Cinema Brasileiro) e lança uma nova marca para ampliar a homenagem ao ator e comediante mineiro que é um dos maiores ícones do nosso cinema e já dava nome ao Troféu Grande Otelo. A Academia apresenta hoje também um novo site exclusivamente dedicado ao Prêmio, que reúne todos os detalhes e no qual serão anunciados os indicados e escolhidos nos turnos da premiação.

Neste ano, foram inscritas 326 obras e mais de 3000 profissionais do audiovisual brasileiro indicados para concorrerem ao Troféu Grande Otelo. Votado por profissionais das mais diversas áreas do setor, o Prêmio Grande Otelo vem passando por atualizações desde que foi criado, sempre acompanhando as mudanças do mercado audiovisual. E, com o objetivo de abranger a multiplicidade de formatos narrativos, a Academia criou este ano duas novas categorias, totalizando 29: Melhor Atriz e Melhor Ator de Série de Ficção. No total, são 29 categorias, incluindo a categoria de filmes ibero-americanos, com produções indicadas pelas academias de cinema dos 13 países associados à FIACINE (Federação Ibero-americana de Cinema).

A Academia Brasileira de Cinema vem expandindo cada vez mais suas parcerias internacionais e, além de ser responsável pela indicação da produção que representa o país na pré-seleção do Oscar de Melhor Filme Internacional, hoje também indica os filmes brasileiros a importantes premiações internacionais, como Goya (Espanha), Ariel (México), Macondo (Colombia), além das indicações em parceria com o SICAV dos concorrentes brasileiros às diversas categorias dos Prêmios Platino.

Grande Otelo (1915-1993) foi um dos responsáveis por inaugurar uma forma de fazer cinema tipicamente brasileira, deixando um legado para as próximas gerações de artistas. Ficou conhecido por dar vida a personagens representantes do povo em comédias carregadas de críticas sociais. Em parceria com Oscarito, estrelou renomados títulos nacionais e tornou-se um ícone da Atlântida Cinematográfica e do cinema brasileiro. Atuou em grandes sucessos do século XX, como “Noites Cariocas” (1935), “Este Mundo é um Pandeiro” (1946), “Três Vagabundos” (1952), “A Dupla do Barulho” (1953) e “Matar ou Correr” (1954), “Assalto ao Trem Pagador” (1962), “O Dono da Bola” (1961), “Quilombo” (1984).

Novo site: https://pgo2024.academiabrasileiradecinema.com.br/

Sobre a Academia Brasileira de Cinema 

Com sede no Rio de Janeiro e representatividade nacional, a Academia Brasileira de Cinema é uma entidade independente criada no dia 20 de maio de 2002 com a finalidade, entre outras, de instituir o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, agora Prêmio Grande Otelo, e contribuir para a discussão, promoção e fortalecimento da indústria audiovisual em todo o Brasil. A Academia Brasileira de Cinema foi reconhecida em 2020 pela Academy of Motion Picture, Arts and Sciences como única entidade credenciada para indicar o filme que representa o cinema brasileiro na categoria Melhor Longa-Metragem Internacional no Oscar, sem qualquer tutela do governo que esteja no poder.

Profissionais do setor, das mais diversas áreas, podem se associar à Academia, adquirindo assim não apenas o direito de votar no Prêmio Grande Otelo, mas de participar das assembleias e eventos que acontecem ao longo do ano, como a eleição para a comissão que escolhe o filme brasileiro indicado para representar o país no Oscar. A Academia Brasileira de Cinema e Artes Audiovisuais é presidida por Renata Almeida Magalhães e a diretoria é composta por Paulo Mendonça (vice-presidente), Bárbara Paz, Ariadne Mazzetti, Allan Deberton e Jeferson De.


Sobre o Prêmio Grande Otelo

O Prêmio Grande Otelo é organizado e votado pelos próprios profissionais do setor, uma forma da própria classe celebrar o seu trabalho e dar o devido reconhecimento ao talento de seus profissionais. A premiação é anual. Contribui para a elevação e a promoção do cinema brasileiro junto à população e ao público do país, através do reconhecimento da qualidade técnica e artística de seus filmes e da confraternização entre os profissionais da indústria.

O processo de definição dos vencedores do Prêmio Grande Otelo é dividido em duas etapas: indicação e premiação. A partir de 2004 a votação passou a ser feita via internet, pelos sócios da Academia, que recebem uma senha eletrônica para votar pela internet. O sistema tem a auditoria da empresa PwC Brasil.

Na fase de indicação são escolhidas as cinco obras e profissionais representantes de cada categoria que passam para a etapa seguinte. A escolha é feita pelos sócios – através de uma cédula de votação eletrônica com a lista completa de todos os concorrentes. Terminado o processo de apuração do primeiro turno, uma nova relação com os cinco escolhidos em cada categoria é enviada aos sócios que escolhem, então, os vencedores. Nas duas etapas a votação é secreta e a abertura das cédulas, bem como a apuração dos votos, é realizada pela PwC Brasil.

Nenhum comentário:

Twisters: Warner Bros. divulga álbum com trilha sonora de filme estrelado por Glen Powell e Daisy Edgar-Jones

A Warner Bros. Pictures, em parceria com a Atlantic Records, anuncia “Twisters: The Album”, trilha sonora do novo longa-metragem do estúdio,...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba