Crítica Filme “Meu Amigãozão – O Filme” por Rita Vaz


Estreia nesta quinta-feira a animação “Meu Amigãozão – O Filme”, dirigido por Andrés Lieban e roteirizado por Cláudia Breitman, e já fiquem sabendo: ela é muito divertida.

Baseada em uma das séries mais assistidas da televisão paga, “Meu Amigãozão” conversa carinhosamente com as crianças menores, através de músicas, desenhos coloridos e diálogos leves, sobre assuntos importantes para quem está em processo de formação.

Na história, Yuri, Lili e Matt se preparam para um dia especial e muito aguardado. Mas, os sonhos da turma vão por água abaixo quando descobrem que os pais mudaram os planos e agora vão juntos para uma mesma colônia de férias, com várias crianças que eles nunca viram.

Quando eles estão prestes a embarcar no ônibus da excursão, os Amigãozões entram em ação e saem correndo com seus pequenos amigos para dentro do parque.

Eles escapam para um lugar fantástico, cheio de interesses para todos. Mas, ali vive Duvi Dudum, uma criatura suspeita que quer ter todos os Amigãozões só para ele e acaba distraindo as crianças e levando Golias, Nessa e Bongo para uma ilha distante onde ele esconde muitos outros Amigãozões.

Os três amigos, precisam unir forças e encarar uma jornada cheia de aventura e mistério para salvar seus Amigãozões.

“Meu Amigãozão – O Filme” é uma aventura leve, que diverte as crianças e consegue se comunicar com ela, tratando de assuntos relevantes, como o medo, o conhecer crianças diferentes do seu círculo, e principalmente sobre amizade.

Através desse mundo colorido e fantástico, a criança se reconhece e aprende algumas lições de como encarar o seu dia a dia, se alguma situação parecida com aquelas acontecerem. Elas aprendem, que é muito bom ter amigos e que também é muito bom fazer novos amigos.

Super recomendo para pais e filhos irem ao cinema.

 

Nenhum comentário:

"Coração de Neon" é aclamado pela crítica em Cannes como o "novo cinema popular brasileiro"

Produtores de cinema que estiveram na premiére do filme em Cannes, na França, enxergam a produção como ousada e inovadora, do enredo ao fina...