Massacre de judeus na Ucrânia é tema de um dos filmes anunciados na 11º Olhar de Cinema - Festival Internacional de Curitiba

 

O 11º Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba, que ocorre de 1º a 9 de junho, anunciou os primeiros longas-metragens de sua edição. As produções fazem parte da Mostra Exibições Especiais, um espaço que reúne destaques do cinema mundial, passando por diferentes culturas e realidades, mesclando elementos do passado e presente para criar possibilidades futuras.

“As três produções selecionadas já passaram por grandes festivais internacionais, como o Festival de Cannes, o Festival Internacional de Cinema de Berlim, o Festival Internacional de Documentários de Copenhague e o Cinéma du Réel, na França, e estreiam nacionalmente na 11ª edição do Olhar de Cinema”, comenta Antonio Gonçalves, diretor artístico e um dos idealizadores do Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba.

Os longas-metragens selecionados para a Mostra Exibições Especiais são:

Babi Yar. Contexto (Babi Yar. Context, Países Baixos/Ucrânia, 2021 – 121 min), de Sergei Loznitsa.

Em setembro de 1941, uma tropa nazista, auxiliada por dois batalhões da Polícia Ucraniana, e sem qualquer resistência da população local, efetuou o massacre de mais de 33 mil judeus na ravina de Babi Yar, a noroeste de Kiev. O filme busca o contexto histórico da tragédia por meio de imagens de arquivo que documentam a ocupação alemã da Ucrânia e a década subsequente. Quando a memória se transforma em esquecimento, quando o passado ofusca o futuro, é a voz do cinema que articula a verdade.

 

Coma (Coma, França, 2022 – 80 min), de Bertrand Bonello.

O comportamento online e o consumo de conteúdo pelos olhos de uma adolescente que conduz o público através de seus sonhos e pesadelos. Navegando entre sonhos e realidade, ela é guiada por uma perturbadora e misteriosa YouTuber, Patricia Coma.

 

Rewind & Play (Rewind & Play, França, 2022 – 65 min), de Alain Gomis.

A falta de respeito com que o músico negro Thelonious Monk foi tratado no outono de 1969, após o final de sua turnê europeia, quando aparece em um programa de entrevistas para a televisão estatal francesa.

 

A relação completa de filmes selecionados para a edição será divulgada em breve.

 

A 11ª edição do Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba tem patrocínio da Sanepar, Compagas, Copel, Uninter e Peroxidos do Brasil; apoio do Grupo Servopa e Tintas Verginia; apoio cultural do Projeto Paradiso; e produção da Grafo. O projeto também tem recursos do Programa de Apoio de Incentivo à Cultura - Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba -, com realização do Ministério do Turismo, por meio da Secretaria Especial da Cultura.

 

Serviço:
11º Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba
Data: 1º a 9 de junho de 2022
Site oficial: www.olhardecinema.com.br
Redes sociais: Instagram | Facebook | Twitter | Youtube
Patrocínio: Sanepar, Compagas, Copel, Uninter e Peroxidos do Brasil
Apoio: Grupo Servopa e Tintas Verginia
Apoio Cultural: Projeto Paradiso
Produção: Grafo
Projeto realizado com recursos do Programa de Apoio de Incentivo à Cultura – Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba, com realização do Ministério do Turismo, por meio da Secretaria Especial da Cultura

 

Nenhum comentário:

"Coração de Neon" é aclamado pela crítica em Cannes como o "novo cinema popular brasileiro"

Produtores de cinema que estiveram na premiére do filme em Cannes, na França, enxergam a produção como ousada e inovadora, do enredo ao fina...