Drama político AZOR está nos cinemas

Depois de uma bem-sucedida exibição na 45a Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, o drama  AZOR, longa de estreia do diretor suíço Andreas Fontana, chega aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira, dia 16 de dezembro, nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Brasília, Aracaju, Belo Horizonte, Curitiba, Manaus e Recife. O longa será lançado pela Vitrine Filmes, na mesma data, também na Espanha. 

O longa explora como dinheiro e poder andam de mãos dadas na política. Situada em algum momento dos anos de 1980, durante a ditadura na Argentina, a trama acompanha um banqueiro de Genebra que vem à América do Sul, cercado de mistério, para substituir um colega desaparecido. O protagonista é interpretado pelo belga Fabrizio Rongione (“Dois dias, uma noite”).

Fontana, que assina o roteiro com o argentino Mariano Llinás (“La Flor”, “Paulina”), conhece de perto os temas que aborda em seu filme. Neto de banqueiro, depois de se formar em Literatura Comparada em seu país, viveu em Buenos Aires, o que, segundo ele mesmo, lhe trouxe uma conexão muito forte com o país. 

“A relação entre banqueiros suíços e ditadores, como Stroessner, Marcos e Mobutu, é bastante documentada. Porém, em relação à Ditadura argentina, algumas coisas precisam ser esclarecidas, como a ligação entre os líderes militares e a Suíça. Isso precisa ser visto como uma transação financeira”, explica o diretor Andreas Fontana.

AZOR tem recebido só elogios por onde passa desde sua estreia em Berlim. Manohla Dargis, no The New York Times, define o longa como “formalmente preciso e perfeito no seu tom, um filme que choca.” Já Anthony Lane, na revista The New Yorker, aponta a qualidade do trabalho de Fontana: “é impressionante como o diretor evita a tentação de fazer um show grandioso, optando por táticas mais delicadas.” 

No Brasil, Sylvia Colombo escreve na Folha de São Paulo que: “Num país [Argentina] que já produziu dezenas de bom títulos sobre suas ditaduras militares, AZOR ressalta pela originalidade do olhar e a sofisticação do enredo.” 

AZOR será lançado no Brasil pela Vitrine Filmes 

Sinopse

Yvan De Wiel, um banqueiro privado de Genebra, viaja para a Argentina durante a Ditadura no país para substituir seu sócio, objeto de rumores preocupantes, que desapareceu sem deixar vestígios. Entre encontros discretos, piscinas e jardins sob vigilância, um duelo remoto entre dois banqueiros que, apesar dos métodos distintos, são cúmplices de uma forma de colonização discreta e sem piedade. 

Ficha Técnica

Direção: Andreas Fontana 

Roteiro: Andreas Fontana & Mariano Llinás

Elenco: Fabrizio Rongione, Elli Medeiros, Pablo Torre Nilson, Alexandre Trocki, Stéphanie Cléau

Gênero: drama, suspense

País: Suíça, França, Argentina

Ano: 2021 

Duração: 100 min.





Nenhum comentário:

Programação da Semana - Cine Passeio (20 a 26 de janeiro)

Ei, você! Vem conferir a programação da semana do seu #cinemaderua preferido!    De 20 a 26/01 temos duas estreias: o aguardado "Edua...