"Desterro", Dirigido poe Maria Clara Escobar, Ganha Pôster e Trailer

desterro-int

Maria Clara Escobar escreveu e dirigiu o longa metragem DESTERRO, sua primeira ficção, que selecionado para o Tiger Awards Competition no 49o Festival Internacional de Cinema de Roterdam. O longa que acaba de divulgar o pôster e trailer, fará sua estreia mundial no Festival no próximo dia 25 de janeiro.

O filme acompanha Laura (Carla Kinzo) e o que se passa dentro dela, as coisas não se encaixam. O mesmo desencaixe que está entre os corpos de Laura e Israel (Otto Jr.). DESTERRO é uma atmosfera que acompanha esses corpos em desencontro. 

DESTERRO é esse embate, essa falha. Penso que o próprio gesto de fazer um filme é sempre um pouco isso, se elaborar um desejo, pensar em imagens e nunca conseguir exatamente realizar aquilo, realizar outra coisa. Pensar o cinema e os modos de visibilidade a partir da ideia do descompasso é para mim a única forma de pensar o cinema.”, diz Maria Clara Escobar. 

Depois de dirigir o documentário OS DIAS COM ELE, sobre sua relação com seu pai, a diretora cria seu primeiro longa de ficção, DESTERRO, construído a partir de um argumento poético, com referências de poemas e poetas, em parceria com alguns colaboradores como da própria protagonista do filme Carla Kinzo e o cineasta Caetano Gotardo. O filme nasce por conta de um desejo de olhar para o que é poesia no concreto, do que é material e pensar na palavra e na imagem como um caminho de ligação com as coisas concretas. 

DESTERRO tem citações de poemas, e não se prende a vida real. Quando foi escrito, no próprio roteiro Maria Clara Escobar sinalizou em cada cena um poema como referência, ou uma imagem. “Para mim o trabalho do roteiro é pegar uma ideia ou um sentimento, transformar em palavras e depois transformar essas palavras em ideias e sentimentos de novo. Me parece que ficar restrita à ideia de que as palavras têm que gerar imagens específicas para quem vai ler o roteiro é um dogma que talvez não sirva para todo filme.”, explica a diretora. 

O elenco é composto por Carla Kinzo e Otto Jr. e conta ainda com a participações de atrizes importantes do cinema nacinal como Georgette Fadel (O Banquete), Isabél Zuaa (As Boas Maneiras), Bárbara Colen (Bacurau) e Maria José Novais Oliveira (Temporada). A fotografia é de Bruno Risas, coreografia de Flávia Meirelles, fundamental na preparação física dos atores, e direção de arte de Juliana Lobo e produção da Filmes de Abril, em co-produção da Terratreme Filmes e Frutacine. No Brasil o filme tem distribuição comercial da Embauba Filmes. 

Sinopse: 
Uma casa está em chamas. Todas as casas.
 Uma viagem resulta em várias viagens e essa é sem regresso. Muitas mulheres falam. Contam suas histórias. A perda, a morte e a luta por ser, ao lado dos outros. 

Ficha técnica:
Direção e Roteiro MARIA CLARA ESCOBAR 
Direção de Fotografia BRUNO RISAS 
Direção de Arte JULIANA LOBO 
Montagem PATRÍCIA SARAMAGO 
Som TALES MANFRINATO 
Edição de Som NAHUEL PALENQUE 
Mistura de Som LEANDRO DE LOREDO 
Produção FILMES DE ABRIL 
Co-produção TERRATREME FILMES e FRUTACINE 
Produtores PAULA PRIPAS JOÃO MATOS
IVAN EIBUSZYC 
Distribuidora EMBAÚBA FILMES 
Duração: 123 minutos 


Nenhum comentário:

Programação da Semana - Cine Passeio (26 de novembro a 02 de dezembro)

  Grandes estreias nas salas físicas + seleção especial nas salas virtuais + programação de Natal = só no #CinePasseio!  ㅤ Estreiam nest...