Crítica Filme - A Torre Negra - Rita Vaz


Baseado em uma série de livros do escritor Stephen King, considerado um dos mais notáveis escritores de contos de horror fantástico e ficção de sua geração, “ A Torre Negra” é um misto de fantasia e aventura.
Dessa série de livros, um deles se chama “A Torre Negra” e conta a história de um pistoleiro e sua busca em direção à torre (negra), que seria o centro do universo, como se a partir dela, vários mundos existissem.
Por milhares de anos a torre foi protegida por pistoleiros, mas agora só resta um, Roland, o último pistoleiro, que é uma espécie de super-herói, que vai proteger a torre, esse prédio mágico que está ameaçado de desaparecer.
Essa busca intensa, envolve uma perseguição ao Homem de Preto, que é o agente dessa catástrofe eminente.
O Homem de Preto tem grandes poderes e interfere na vida das pessoas.
Ele quer destruir a torre para que todo o mal que existe além do universo, tome conta de todos os mundos, e ele reine sobre tudo.
Mas, Roland, o pistoleiro fará de tudo para chegar até ele e contará com a ajuda de um menino que vive em Nova York e tem um dom especial, que no nosso mundo não é compreendido.
Esse menino, chamado Jake, será um alvo do Homem de Preto, que precisa do poder dele para conseguir atingir seu objetivo que é destruir a torre.
Cheio de efeitos especiais e boas atuações, o filme é uma metáfora que pode ter várias interpretações, além da literal.
Um filme que fala de passagens entre tempos e mundos diferentes e confusões entre realidade e imaginação.

Título Original: The Dark Tower
Gênero: Fantasia/Aventura
Duração: 1 hora e 35 minutos
Ano de Lançamento: 2017
Direção: Nikolaj Arcel
Elenco: Idris Elba, Matthew McConaughey, Tom Taylor (IV), Claudia Kim, Fran Kranz, Abbey Lee, Katheryn Winnick, Dennis Haysbert.


RITA VAZ

Nenhum comentário: