Crítica Filme "Hitchcock".


O filme “Hitchcock” não é uma grande biografia do mais famoso diretor de suspenses de todos os tempos, ele conta uma parcela importante da trajetória do artista.

A história é contada pelo próprio Hitchcock, que nos mostra como foi o processo de escolha e confecção do seu filme mais famoso “Psicose”.

Ele nos mostra que o filme foi baseado em um livro que teve como inspiração fatos reais de um assassino que ficou famoso na época, dada as circunstâncias em que matava suas vítimas.

Alfred ficou fascinado pela história desde a primeira página do livro.

Mesmo estando no auge de sua carreira e sendo um dos diretores mais respeitados da época, ele não conseguiu patrocínio para o filme.

Todos achavam a história ruim e que jamais faria sucesso.

Já conhecemos o final dessa trama, “Psicose” é um dos filmes mais emblemáticos da história do cinema.

Todo o processo que envolve a elaboração do filme é permeado por diversas histórias do próprio diretor, sua esposa, seus amigos, sua mente imaginativa, suas psicoses e seu humor cínico, ácido e por isso mesmo divertido de se ver e ouvir.

Anthony Hopkins encarna o diretor, com trejeitos, olhares, gestos, enfim desaparece para dar vida a Hitchcock.

A atriz Helen Mirren dá vida à pouco conhecida esposa de Hitchcock, Alma Reville, que apesar de não aparecer, teve papel fundamental em sua carreira dando sugestões claras e certas, editando roteiros com maestria e interferindo na direção dos filmes.

“Hitchcock” é um filme agradável de assistir, pois apesar de o diretor estar sempre voltado para filmes de suspense, sua personalidade diária mostrada no filme é de um humor e inteligência impagáveis.   

Nenhum comentário:

Conheça os vencedores do 10º CINEFANTASY realizado no Belas A La Carte

  A Mulher da Foto, Takeshi Kushida Evento aconteceu na plataforma Belas Artes à La Carte de 07 a 20 de setembro com a exibição de 140 filme...