Segunda temporada de "Lama dos Dias" estreia no Canal Brasil no dia 24 de maio

A segunda temporada da série "Lama dos Dias", dirigida pelo pernambucano Hilton Lacerda, estreia no Canal Brasil na sexta, dia 24 de maio. Ambientada no Recife na década de 90, a produção resgata o movimento manguebeat e propõe uma reflexão sobre o processo criativo nos dias atuais. A trama acompanha um grupo de jovens moradores da capital pernambucana, entre eles Farmácia (Geyson Luiz), que junta esforços para realizar seu filme, e EZK (Matheus Tchôca), que coloca em prática o sonho de organizar um festival de música. Os sete episódios vão ao ar no dia 24 a partir das 21h, em formato de maratona. 

"Muitas histórias que a gente reinventa, reconta, são histórias ficcionadas, mas são, de alguma forma, 'furtadas' de personagens ou de pessoas que fizeram parte da cena, inclusive eu e o Hélder (Aragão, o DJ Dolores). Não é diferente do que a gente fez na primeira temporada, mas estamos usando agora uma nova lógica", conta Hilton Lacerda sobre a nova leva de episódios. No elenco, também estão nomes como Alana Ayoká, Nash Laila, Tavinho Teixeira, Carol Cavesso, Edson Vogue, Isadora Gibson, Ênio Damasceno, Thiago Mercês e Negrita MC, além de participações especiais de Marcélia Cartaxo, Túlio Starling, Caio Macedo e Louise França, filha de Chico Science, um dos líderes do manguebeat. 

As duas narrativas que guiam a temporada são a produção do curta-metragem de Farmácia e a realização do Festival Música de Bordo, liderada por EZK. A ideia do curta surge quando Farmácia assiste a um filme de 1979 e fica encantado com as possibilidades que vê na proposta de Domingos, diretor da película, que  aceitará participar de seu projeto. 

Com a ajuda de Domingos e de seus amigos, Farmácia, mesmo sem nenhuma experiência na sétima arte, confia no seu processo criativo e em sua intuição, dedicando-se de corpo e alma ao projeto com a ambição de revolucionar o embrionário audiovisual pernambucano.

EZK, produtor reconhecido por sua maneira prática e ativa de fazer a cena cultural acontecer, dedica seus esforços ao Festival Música de Bordo e na banda Kara Feya, seu novo investimento musical depois da dissolução de sua antiga banda, a Psicopasso. 

Outras duas personagens que movimentam a trama são Maria da Saudade (Alana Ayoká) e Olívia (Carol Cavesso). Saudade é inglesa, filha de um baiano com uma moçambicana e passa a ter grande influência no grupo por conta de sua bagagem cultural e das propostas de novos comportamentos diante do mundo. Olívia é jornalista e musicista paulista que, ao chegar no Recife, encontra uma oportunidade para se firmar como cantora, compositora e formadora de opinião. Ela interfere nos rumos da Kara Feya, banda produzida por EZK.

O curta de Farmácia é produzido durante a série, mas será visto na abertura de cada episódio, dividido em sete partes. O diretor por trás de Farmácia é Hélder Aragão, o DJ Dolores, que também assina a trilha e os roteiros (esses em companhia de Hilton Lacerda, Laís Araújo e Dillner Gomes). "O curta é uma metáfora do manguebeat, do espírito do manguebeat. É uma metáfora bastante radical porque os personagens vão buscar a cura, a solução para um problema no centro da Terra, soterrado pelas várias camadas de areia e cimento, tem um pouco do espírito do manifesto dos caranguejos com cérebro. A gente tentou trazer essa leitura de uma forma mais lúdica, divertida e com esse toque de ficção científica que também era um tipo de cultura literária muito presente no núcleo inicial do manguebeat", afirma Dolores. 

Todos os episódios foram rodados em Pernambuco, em locações emblemáticas como um casarão abandonado em um dos bairros mais tradicionais do Recife e um apartamento em um prédio onde moraram personalidades como o designer e músico Mabuse (um dos principais nomes da cena mangue), DJ Dolores e Hilton Lacerda. “O prédio e o apartamento, trazem uma forte memória de um tempo, pois ali aconteceram muitas das situações retratadas na série. É uma das periferias do manguebeat”, afirma Lacerda. 

Lama dos Dias 2 (2014) (7x30')

Estreia: Sexta, 24/05, a partir das 21h

Direção: Hilton Lacerda

Classificação: 16 anos

Sinopse: Provocado por um filme do final dos anos setenta, Farmácia embarca na tentativa de realizar um curta-metragem pessoal que aponte saídas para o audiovisual pernambucano, no momento em que toda uma geração busca novas linguagens cinematográficas. Enquanto isso, EZK tenta colocar de pé um festival de música e emplacar a Banda Kara Feya, seu mais novo investimento. Em volta dessas situações, o movimento manguebeat abre novas possibilidades com o lançamento dos discos de Chico Science & Nação Zumbi e do Mundo Livre s/a. O ano é 1994, tempo de Copa do Mundo, da chegada de uma nova moeda, da morte de um ícone dos esportes no Brasil. Ano de transe total. Antigos e novos personagens surgem para revirar a Lama dos Dias, agora em estado de combustão.

FICHA TÉCNICA:

Roteiro: Hilton Lacerda, Lais Araújo, Dillner Gomes e Helder Aragão

Direção: Hilton Lacerda

Direção curta: Hélder Aragão

Trilha sonora: Hélder Aragão

Produção: Malu Campos

Produção Executiva: Malu Campos e Carla Francine


Elenco:  

Geyson Luiz

Alana Ayoká

Tavinho Teixeira

Matheus Tchôca

Isadora Gibson

Carol Cavesso

Edson Vogue

Nash Laila

Ênio Damasceno

Caio Macedo

Lula Lira

Negrita MC

Participações Especiais:

Marcélia Cartaxo

Túlio Starling

Nenhum comentário:

Canal Brasil exibe imagens inéditas do set de "Baby", longa premiado em Cannes

João Pedro Mariano e Ricardo Teodoro em "Baby". Fotos: Divulgação O Canal Brasil vai exibir um Cinejornal especial com os bastidor...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba