Canal Brasil exibe maratona no Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado em 5 de junho

"O Lugar Mais Seguro do Mundo". Crédito: Divulgação

No dia 5 de junho é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente e, para celebrar a data, o Canal Brasil reuniu oito produções nacionais que propõem reflexões sobre a questão ambiental, além de um Cinejornal especial com Ailton Krenak. A Maratona Meio Ambiente ocupa a grade durante o dia todo, a partir das 8h. Um dos destaques da programação é o inédito "O Lugar Mais Seguro do Mundo", de Aline Lata e Helena Wolfenson, que encerra a mostra às 18h45. O documentário traz a história de Marlon, sobrevivente de uma das maiores tragédias socioambientais do mundo na cidade de Mariana (Minas Gerais), que foi arrasada quando uma barragem de rejeitos de mineração se rompeu. O longa mostra a nova realidade do jovem, que teve que se mudar do campo para a periferia de uma outra cidade e precisa lidar com diferentes conflitos. 

Narrado por Fernanda Montenegro, o icônico documentário de Zelito Viana “Terra dos Índios”, de 1979, abre a mostra com depoimentos de lideranças indígenas sobre a situação de seus povos, com um recorte específico do estado do Mato Grosso do Sul. "Rama Pankararu", de Pedro Sodré, traz a história de uma agente de saúde indígena que recebe uma jornalista em sua aldeia durante a reconstrução de uma escola após um incêndio criminoso. 

"Amazônia Sociedade Anônima", de Estevão Ciavatta, traz a luta da comunidade indígena Munduruku em defesa de florestas e rios na região amazônica. Outro destaque é o curta "Fôlego Vivo", realizado pela Associação dos Índios Cariris do Poço Dantas e conta a relação do povo Kariri, de uma comunidade situada na Chapada do Araripe, zona rural do Ceará, com a água. "Wild - Rede Selvagem", documentário de Dener Giovanini, tem o tráfico ilegal de animais como tema principal e mostra como essa prática prejudica, de diversas formas, o meio ambiente e a conservação da biodiversidade. 

"Amazônia, o Despertar da Florestania", de Christiane Torloni e Miguel Przewodowski, faz uma reflexão sobre a maneira como o Brasil tem lidado com a natureza e os recursos naturais, a partir de entrevistas com especialistas. O longa "Lavra", dirigido por Lucas Bambozzi, acompanha a geógrafa Camila (Camila Motta) na volta à sua terra natal, em Minas Gerais, após o maior crime ambiental do Brasil ter contaminado o rio da cidade, em uma mistura de ficção e documentário. 

 

Maratona Meio Ambiente

Horário: Quarta, 5/06, a partir das 8h

8h - Terra Dos Índios (1978) (104’), de Zelito Viana

9h50 - Rama Pankararu (2022) (98’), de Pedro Sodré

11h30 - Amazônia Sociedade Anônima (2019) (72'), de Estêvão Ciavatta

12h45 - Curta na Tela: Fôlego Vivo (2021) (25'), de Lígia Marina

13h15 - Cinejornal Especial – Ailton Krenak

13h45 - Wild - Rede Selvagem (2021) (77’), de Dener Giovanni e Júlio Mauro

15h05 - Amazônia, O Despertar da Florestania (2019) (110'), de Christiane Torloni e Miguel Przewodowski

17h - Lavra (2022) (101'), de Lucas Bambozzi

18h45 - O Lugar Mais Seguro do Mundo (2021) (71'), de Aline Lata e Helena Wolfenson - INÉDITO

Nenhum comentário:

Últimos dias: inscrições abertas até 20 de junho para concorrer a vaga no SeriesMakers com uma Bolsa Paradiso

O SeriesMakers, uma iniciativa do Series Mania, o maior festival de TV da Europa, e do Beta Group, uma potência do cinema e da TV na Europa,...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba