'20 Dias em Mariupol', indicado ao Oscar de melhor documentário em longa-metragem, chega aos cinemas brasileiros em 7 de março

 


“20 Dias em Mariupol”, filme dirigido por Mstyslav Chernov, entra em cartaz oficialmente no Brasil em 7 de março de 2024, com distribuição da Synapse Distribution. Indicada ao Oscar deste ano na categoria de melhor documentário em longa-metragem, e vencedora do Festival de Sundance, a produção acompanha um grupo de jornalistas ucranianos que registram a invasão da Rússia na cidade de Mariupol. Sem saída, a equipe passa por desastres em alta escala, como o bombardeamento de um hospital-maternidade.

Mstyslav Chernov é um cineasta e fotojornalista vencedor do prêmio Pulitzer pelo trabalho de cobertura do ataque retratado no filme. Já cobriu conflitos no Iraque, Afeganistão e em Kiev, capital da Ucrânia. Para compor o documentário, ele e seus companheiros de equipe — correspondentes da The Associated Press, também produtora do longa — estiveram presentes desde o início da invasão russa, do primeiro bombardeio ao corte de água, de suprimentos e das torres de sinal. Também foram os últimos jornalistas a permanecer na cidade. Enquanto filmavam a situação local, fugiam dos soldados russos para não serem capturados.

“A primeira reação é o caos. As pessoas não sabem o que está acontecendo e entram em pânico. No começo, eu não consegui entender por que Mariupol desmoronou tão rapidamente. Agora sei que foi por falta de comunicação. Sem nenhuma informação saindo de uma cidade, sem fotos de prédios demolidos e crianças morrendo, as forças russas podiam fazer o que quisessem. Se não fosse por nós, não haveria nada (exposto). É por isso que corremos tantos riscos para poder mostrar ao mundo o que vimos, e foi isso que fez com que a Rússia estivesse suficientemente brava para nos caçar. Nunca achei que quebrar o silêncio fosse tão importante”, afirma Chernov.

Camuflada na cidade, a equipe de correspondentes presenciou muitas mortes nas ruas e em abrigos provisórios. Em um dos hospitais por que passaram, um policial ucraniano chegou a implorar para que deixassem a cidade: “Se eles (soldados russos) pegarem vocês, vão colocar todos na frente das câmeras e vão fazer vocês dizerem que tudo o que filmaram é mentira. Todos os seus esforços e tudo o que você tem feito em Mariupol será em vão”.

“20 Dias em Mariupol” já passou por quase 50 festivais internacionais, como Sundance - onde ganhou o prêmio de Melhor Documentário - Toronto e San Diego, conquistando mais de 20 prêmios no total. Além do Oscar 2024, o filme também está indicado ao BAFTA em duas categorias. No Rotten Tomatoes, o longa tem 100% de aprovação da crítica.

Sinopse

Indicado ao Oscar 2024. Guerra da Ucrânia: uma equipe de jornalistas fica presa dentro da cidade sitiada de Mariupol, após a invasão russa. Eles lutarão para continuar o trabalho de documentação das atrocidades do conflito.

Ficha técnica

Diretor: Mstyslav Chernov
Roteiro: Mstyslav Chernov
Produção: Mstyslav Chernov, Michelle Mizner, Raney Aronson-Rath e Derl McCrudden
Produção de campo: Vasilisa Stepanenko
Direção de Fotografia: Mstyslav Chernov
Edição: Michelle Mizner

Sobre a Synapse Distribution

A Synapse, selo de exibição da SOFA DGTL, licencia e lança comercialmente uma média de 50 filmes por ano. Em 2023 lançou mais de 10 filmes nos cinemas, entre eles ‘A Sindicalista’, com Isabelle Huppert, ‘Blue Jean’, vencedor do prêmio do público em Veneza, ‘Herói de Sangue’, com Omar Sy, e ‘Meu Amigo Extraordinário’, com Ben Kingsley.

Siga a Synapse Distribution nas redes sociais.

Nenhum comentário:

Festival de Cinema Brasileiro de Paris anuncia programação completa de sua 26ª edição

"Nas Ondas de Dorival Caymmi", "Barravento", "Nosso Sonho" e "Meu Nome É Gal".  O Festival de Cinema...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba