Jesuíta Barbosa viverá Ney Matogrosso nos cinemas com a cinebiografia “Homem com H”


Longa tem direção e roteiro de Esmir Filho e conta com o olhar criterioso do próprio Ney Matogrosso, que participa das decisões do projeto.

Com início de filmagens marcado para janeiro de 2024, a cinebiografia “Homem com H” contará com o ator Jesuíta Barbosa na pele de um dos artistas mais revolucionários da música brasileira: Ney Matogrosso. 

Acompanhada de perto por Ney, que participa do desenvolvimento do projeto e das decisões referentes ao roteiro, a obra conta com produção da Paris Entretenimento e distribuição da Paris Filmes. O ator participa de painel na CCXP23 nesta quinta, às 16h, para falar sobre o projeto.

“O processo de seleção foi concorrido”, diz o diretor e roteirista Esmir Filho, de “Os Famosos e Os Duentes da Morte”, “Verlust”, e da série “Boca a Boca”, da Netflix. “A pesquisa de elenco contou com uma grande lista de possibilidades, entre novos talentos e alguns nomes conhecidos do público. Jesuíta foi o grande destaque e nos pareceu a escolha certa, não só pelo ator maravilhoso que é, mas também por ser um artista performático como Ney”, completa. 

Subversivo e livre, o cantor coleciona fãs, sucessos e polêmicas desde a década de 1970 quando surgiu como vocalista do grupo musical Secos e Molhados. Sua influência vai além do cenário musical misturando-se com a cultura brasileira por ser quem é: uma figura naturalmente política. Para Jesuíta Barbosa, interpretar um artista tão icônico quanto Ney Matogrosso nos cinemas é um presente: “Ney é o ícone maior da cena transgressora artística brasileira, uma grande voz na música mundial. Minha felicidade não tem tamanho, é uma alegria quase sacra quando penso que vou olhar e poder experienciar as vivências deste homem incrivelmente delicado, tão importante para este país”, diz o ator. 

“Homem com H” transitará entre diferentes fases da carreira do cantor passando por sua infância, adolescência, vida adulta e maturidade. O longa é uma jornada através do tempo e acompanha um rapaz de origem humilde apaixonado pela natureza, que se liberta das opressões e figuras de autoridade, quebra preconceitos e se torna um dos artistas mais influentes de sua geração.

Nenhum comentário:

Festival de Cinema Brasileiro de Paris anuncia programação completa de sua 26ª edição

"Nas Ondas de Dorival Caymmi", "Barravento", "Nosso Sonho" e "Meu Nome É Gal".  O Festival de Cinema...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba