Crítica Filme "Resistência" por Rita Vaz

 

Estreia nesta quinta-feira, o ótimo filme “Resistência” sob direção do cineasta Gareth James Edwards (“Rogue One: Uma História Star Wars”, “Godzilla”).

A trama acontece dez anos após um incidente em que a IA criada para proteger a humanidade, lançou uma ogiva nuclear nos Estados Unidos.

Esse evento faz com que a IA seja banida do Ocidente, mas, continua sendo aceita no Oriente, causando assim, uma grande guerra entre os dois.

No Oriente os robôs estão inseridos na sociedade e convivem com os seres humanos como iguais, já no Ocidente, os norte-americanos querem destruir o lendário Criador, um ser misterioso que desenvolveu uma arma capaz de encerrar com a guerra e talvez extinguir com a humanidade.

Para executar essa missão, eles recrutam o ex-agente Joshua (John David Washington) que sofre pela perda de sua esposa oriental Maya (Gemma Chan). Apesar de relutar, ele aceita o desafio e junto de sua equipe parte para um território sombrio ocupado pela IA.

Mas, eles acabam fazendo uma descoberta chocante: a arma que devem destruir é, na verdade, uma inteligência artificial em forma de criança.

“Resistência” é mais um belo exemplar de como o drama e a ficção científica, juntos, produzem filmes que nos emociona e nos faz pensar em diferentes formas de convivência.

Apesar de tratar de um tema que está muito em alta, hoje em dia, a Inteligência Artificial, e de uma evolução dessa tecnologia que está bem distante da nossa realidade, o filme tem uma narrativa, das mais humanas que vi nos últimos tempos.

E digo por várias razões, que você vai ver no filme, mas, também porque essa guerra entre humanos e IA, pode ser comparada a outros setores da nossa existência, como o racismo, a xenofobia, enfim, o medo do diferente.

O diretor Gareth James Edwards conta com uma qualidade de efeitos especiais e CGI, simplesmente de altíssima qualidade, é muito impressionante o que você vai ver na telona, além de contar com um ótimo elenco e um ótimo roteiro.

Ele consegue fazer uma conexão com a plateia, como poucos cineastas conseguem.

Se você gosta de drama, de uma boa história de “sofrência” familiar, de ficção científica, de IA, de histórias onde a humanidade está em perigo, você está no caminho certo, “Resistência” tem tudo isso e um pouco mais.

“Resistência” é um excelente filme, que deve ser visto por todos, pois traz o que há de melhor na indústria cinematográfica do momento e o melhor das relações humanas em todos os momentos.

Nenhum comentário:

MUBI estreia nesta sexta GASOLINE RAINBOW, dos Irmãos Ross

Distribuidora global, serviço de streaming e produtora, a MUBI estreia GASOLINE RAINBOW , um coming of age da celebrada dupla de diretores...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba