"O ladrão colecionador", cinema peruano, clássicos do Irã e documentários premiados são os destaques de agosto da Filmicca

O incrível documentário "o ladrão colecionador", da diretora Allison Otto, estreia exclusivamente na Filmicca dia 24/08

***O STREAMING TAMBÉM APRESENTA SUA PRIMEIRA SÉRIE CHAMADA “A ARTE DOS MUSEUS”, COM UM EPISÓDIO NOVO TODA SEGUNDA-FEIRA

FILMICCA acaba de divulgar seus lançamentos de Agosto de 2023. Entre os destaques, o streaming apresenta com exclusividade o lançamento inédito do documentário “O Ladrão Colecionador”, da diretora Allison Otto, o Cinema Peruano com quatro lançamentos, dois Clássicos do Irã em versão restaurada, documentários premiados como “Toto e Suas Irmãs” e “Ao Longo dos Anos”, o lançamento do aclamado drama polonês “A Última Família” e a primeira série da plataforma: “A Arte dos Museus”.


“O LADRÃO COLECIONADOR” – LANÇAMENTO INÉDITO E EXCLUSIVO

Este incrível documentário aborda um dos roubos de arte mais audaciosos e intrigantes de uma geração. Em 1985, "Woman-Ochre", do artista Willem de Kooning, uma das pinturas mais valiosas do século 20, desapareceu no deserto do Arizona depois de ser cortada de sua moldura no Museu de Arte da Universidade do Arizona. 32 anos depois, a pintura de 160 milhões de dólares foi encontrada pendurada na casa de Jerry e Rita Alter na zona rural do Novo México.

Em “O Ladrão Colecionador”, a diretora Allison Otto analisa profundamente como e por que esse casal bem-educado realizou um dos maiores roubos de arte de uma geração, explorando a complicada dinâmica da família, os contornos da criminalidade e até onde as pessoas irão para construírem suas próprias narrativas grandiosas.

Estreia exclusivamente no dia 24 de Agosto na FILMICCA

CINEMA PERUANO CONTEMPORÂNEO

Aos sábados de Agosto, o Cinema Peruano tem destaque na FILMICCA com lançamentos contemporâneos. O primeiro lançamento é do premiado drama “Wiñaypacha”, ou “Eternidade”, dirigido por Óscar Catacora. Primeiro longa falado na língua Aimará, esta obra-prima peruana acompanha o casal de idosos Willka e Phaxsi. Eles vivem isolados em uma parte remota dos Andes peruanos, a mais de cinco mil metros de altura, e sobrevivem às inclemências do tempo e da miséria, esperando que o vento lhes traga de volta seu filho que emigrou. Estreia dia 05 de Agosto.

No dia 12, estreia o aclamado “Rosa Chumbe”, do diretor Jonatan Relayze, onde uma policial veterana, que tem problemas com jogo e bebida, tem que cuidar de seu neto, após sua filha fugir de casa. No entanto, tudo dá errado uma noite e só um milagre pode salvá-la.

Na semana seguinte, dia 19 de Agosto, estreia o inédito “Invasão Drag”, de Alberto Castro. Em 2017, dezenas de drag queens do reality show RuPaul's Drag Race chegaram a Lima, Peru, apresentando-se em festas lotadas todos os meses. Esta é a crônica do fenômeno inesperado que mobilizou, energizou e empoderou a comunidade LGBTQIA+ peruana, em um país ainda altamente conservador, religioso e homofóbico.

Completando as estreias do Cinema Peruano em Agosto, no dia 26, está o documentário “A Jornada de Javier Heraud”. O diretor Javier Corcuera assina esta viagem vital sobre a figura essencial de Javier Heraud, poeta peruano e guerrilheiro, contada através dos olhos de sua sobrinha-neta.

“A ARTE DOS MUSEUS” – 8 MUSEUS E SUAS OBRAS-PRIMAS

Em Agosto a FILMICCA estreia sua primeira série. Com episódios novos toda segunda-feira, começando no dia 07/08, “A Arte dos Museus” é uma série documental em 8 partes, em que cada episódio foca em um país e museu diferentes. 

Os Museus são ícones em suas cidades e seus acervos representam as identidades culturais das nações. De renome mundial, eles estão em constante negociação com as mudanças no mundo. Todos os anos, milhões de visitantes fazem fila para ver os tesouros pendurados nas paredes de suas galerias. Na série encontramos os museus como seres vivos, que respiram: personagens que têm histórias e enfrentam desafios. Juntamente com amantes da arte como Vivienne Westwood, Marina Abramović, Ólafur Elíasson e Wolfgang Joop, nosso público encontra algumas das obras-primas mais poderosas do mundo - e experimenta o quão vivos esses museus são.

CLÁSSICOS DO IRà

No dia 18 de Agosto, sexta-feira, dois clássicos do cinema iraniano, restaurados pela Cineteca di Bologna, estreiam na FILMICCA 

Único filme dirigido pela poeta iraniana feminista e pioneira Forough Farrokhzad, “A Casa é Escura” encontra uma graça inesperada onde poucos pensariam em olhar: uma colônia de leprosos cujos habitantes vivem, amam, aprendem, brincam em uma comunidade isolada do resto do mundo. Farrokhzad cria um retrato profundamente empático daqueles rejeitados pela sociedade - um encontro face a face com a humanidade por trás da doença. 

Já “Tijolo e Espelho” é o marcante longa de estreia do diretor Ebrahim Golestan e uma obra moderna no cinema iraniano pré-revolução, lançando as bases para a primeira nova onda do cinema no país. Quando uma mulher misteriosa abandona um bebê no banco de trás de seu táxi numa noite, o motorista Hashem segue uma jornada pela burocracia insensível da cidade de Teerã enquanto tenta encontrar um lar para o bebê, uma situação que logo o coloca em conflito com sua carinhosa namorada Taji.


DOCUMENTÁRIOS PREMIADOS

Em 04 de Agosto, estreia o romeno “Toto e suas Irmãs”, de Alexander Nanau, que traz a surpreendente história familiar do pequeno Toto e suas irmãs mais velhas, Ana e Andreea. Durante a prisão de sua mãe, Toto aprende apaixonadamente a dançar, ler e escrever, enquanto suas irmãs tentam manter a família unida em um mundo que há muito tempo esqueceu o que deveria ser a inocência da infância. 

No dia 11 de Agosto, a plataforma estreia 3 aclamados longas do visionário diretor austríaco Nikolaus Geyrhalter. “O Pão Nosso de Cada Dia” explora a produção industrial dos alimentos e da agricultura de alta tecnologia, enquanto “Ao Longo dos Anos” é uma observação do que acontece com alguns trabalhadores braçais durante um período de 10 anos e “Homo Sapiens” mostra a finitude e fragilidade da existência humana e o fim da era industrial, e o que significa ser um ser humano. 

“Obrigado pela Chuva”, da diretora Julia Dahr, é uma premiada história de esperança da linha de frente das mudanças climáticas, onde Kisilu Musya, um pequeno agricultor do Quênia, usou sua câmera para capturar a vida de sua família, seu vilarejo e o impacto das mudanças climáticas onde vive. Estreia no dia 25 de Agosto.

“A ÚLTIMA FAMÍLIA” – ACLAMADO DRAMA POLONÊS

Baseado na bizarra história real do cultuado pintor polonês Zdzisław Beksiński, “A Última Família” é o primeiro longa de ficção do talentoso realizardo Jan P. Matuszyński. Vencedor de dezenas de prêmios, incluindo Melhor Ator no Festival de Locarno, o filme segue o artista, sua esposa e o filho deles, enquanto suas vidas são definidas pela pintura, uma série de experiências de quase morte, funerais e mudanças nas tendências da dance music.

 

Estreia dia 10 de Agosto na FILMICCA 

FILMICCA é um streaming nacional de cinema autoral, cult e independente, do clássico ao contemporâneo, e com lançamentos inéditos. Disponível para assinatura em todo o Brasil, a plataforma pode ser acessada na web e através dos apps para iOS, Android, Apple TV, Android TV e Amazon Fire TV. 


Serviço:

Onde assistir: www.filmicca.com.br ou nos apps para Android, iOS, Apple TV, Android TV e Amazon Fire TV. Os apps possuem transmissão via Chromecast e AirPlay.

** Plano Anual - R$ 60,00/ ano (Promocional até 31/12/2023) | Plano mensal: R$ 19,90/ mês

*O valor original do Plano Anual é de R$ 199,90 por ano. Valor Promocional por tempo limitado.

Estreias de Agosto 2023* | FILMICCA

Nenhum comentário:

Festival de Cinema Brasileiro de Paris anuncia programação completa de sua 26ª edição

"Nas Ondas de Dorival Caymmi", "Barravento", "Nosso Sonho" e "Meu Nome É Gal".  O Festival de Cinema...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba