"Andança - Os Encontros e as Memórias de Beth Carvalho" estreia no Canal Brasil dia 9 de agosto



O longa inédito "Andança - Os Encontros e as Memórias de Beth Carvalho", dirigido por Pedro Bronz e coproduzido pelo Canal Brasil, estreia na grade no próximo dia 9 de agosto, às 20h. O documentário traz detalhes e imagens nunca antesdivulgadas da trajetória pessoal e musical de Beth Carvalho, que se aproximou da música através da bossa-nova, mas aos poucos descobriu a riqueza do samba e transformou esse gênero no pilar principal de sua carreira. A cantora documentou, ao longo de seus 53 anos de música, diversos momentos, encontros e ensaios de várias formas, por meio de uma super-8, vh-s, mini-dv, k7 e algumas fotos, algo incomum entre os artistas de sua geração.

 

Beth Carvalho, frequentadora assídua de pagodes, entre eles os do Cacique de Ramos, foi eternizada como Madrinha do Samba, por, além de ter resgatado compositores tradicionais como Cartola e Nelson Cavaquinho, ter sido a responsável pela revelação de artistas como Zeca Pagodinho, Almir Guineto, Sombra, Sombrinha, Arlindo Cruz, Luis Carlos da Vila, Jorge Aragão, o grupo Fundo de Quintal e muitos outros. Beth ficou conhecida, também, por ter trazido para o gênero musical no Brasil uma sonoridade específica ao introduzir em seus shows e discos instrumentos como o banjo com afinação de cavaquinho, o tan-tan e o repique de mão, que até então eram utilizados exclusivamente nos pagodes do Cacique. 

 

A música que intitula o documentário, "Andança", composta por Danilo Caymmi, Paulinho Tapajós e Edmundo Souto, foi o primeiro grande sucesso gravado por Beth e deu nome ao primeiro LP da cantora. O samba conquistou o 3º lugar do Festival Internacional da Canção, em 1968. A exibição na grade do canal faz parte da faixa "É Tudo Verdade".

 

 

“Andança - Os Encontros e as Memórias de Beth Carvalho" (2022) (115')

INÉDITO

COPRODUÇÃO

Horário:  Quarta, 9/08, às 20h

Direção: Pedro Bronz

Classificação: 12 anos

Sinopse: O filme se debruça no vasto acervo de imagens documentadas por Beth Carvalho, A Madrinha do Samba, ao longo dos 53 anos de palcos e pagodes, para traçar um recorte único e íntimo da carreira e vida dessa singular figura da cultura nacional.

Nenhum comentário:

Festival de Cinema Brasileiro de Paris anuncia programação completa de sua 26ª edição

"Nas Ondas de Dorival Caymmi", "Barravento", "Nosso Sonho" e "Meu Nome É Gal".  O Festival de Cinema...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba