34º Curta Kinoforum anuncia premiados nesta sexta-feira, 1º/09


até domingo, 3/09, programação traz encontro com João Moreira Salles, filmes de Djalma Limongi Batista e sessões com destaques e favoritos do público

Em cerimônia agendada para esta sexta-feira, 1º/09, às 20h30, na Cinemateca Brasileira, são anunciados os premiados do 34º Curta Kinoforum - Festival Internacional de Curtas de São Paulo. O evento, que teve início em 24/08, apresentou este ano 301 filmes, representando 53 países. Com todas as atividades gratuitas, o evento ocupou 45 salas de cinema e pontos de exibição na Região Metropolitana de São Paulo.

Na cerimônia são anunciados os favoritos do púbico entre os filmes brasileiros e estrangeiros da programação e uma série de prêmios. VEJA LISTA DOS PRÊMIOS AO FINAL

Na mesma data, antecedendo a cerimônia, ganha exibição ao ar livre um programa com clássicos do curta-metragem brasileiro. Denominada Curta Cinemateca, a programação tem curadoria do professor e gestor cultural Carlos Augusta Calil. Com projeção a partir das 18h30, na própria Cinemateca Brasileira, estão programados obras de Glauber Rocha ("Maranhão 66", 1966), Joaquim Pedro de Andrade ("O Aleijadinho", 1978), Leon Hirszman ("Nelson Cavaquinho", 1964), Humberto Mauro ("A Velha a Fiar", 1964), Andrea Tonacci ("Blablabla", 1968), Aloysio Raulino  ("Jardim Nova Bahia", 1971) e Olga Futemma ("Retratos de Hideko", 1981).

A programação do 34º Curta Kinoforum segue até domingo, 3/09, com destaque para o encontro “Amazônia: Entre Palavras e Imagens”, no qual o documentarista João Moreira Salles (de “Santiago”, 2006) conversa sobre sua opção pelo texto, e não por um filme, para descrever os seis meses que viveu na Amazônia. O bate-papo acontece no dia 3/09, domingo, às 16h00, na Cinemateca Brasileira.

No sábado, 2/09, e no domingo, 3/09, diversas sessões com os filmes de destaque e os favorios do público desta edição do evento ganham as telas do Centro Cultural São Paulo, do Museu da Imagem e do Som e da Cinemateca Brasileira. 

Já o cineasta Djama Limongi Batista Djalma Limongi Batista (1947-2023) tem sua inovadora produção de filmes curtos revisitada e discutida em um debate. Seu filme de estreia, “Um Clássico, Dois em Casa, Nenhum Jogo Fora”, além da ousadia temática – é tido como o primeiro curta-metragem com a temática LGBTQIA+ do Brasil –, é também a primeira realização do curso de cinema da ECA-USP. O festival exibe este e outros quatro curtas do diretor, no dia 2/09, às 16h00 e às 18h00, na Cinemateca Brasileira. Ao final da primeira projeção acontece um encontro com o jornalista Marcel Nadale, autor do livro “Djalma Limongi Batista - Livre Pensador”.

No domingo, na Cinemateca Brasileira, estão programadas ainda as últimas exibições do Foco Questões do Céu e da Terra, com filmes dirigidos por dois cineastas indígenas,  Takumã Kuikuro e Olinda Tupinambá.

O 34° Festival Internacional de Curtas de São Paulo – Curta Kinoforum é uma iniciativa da Associação Cultural Kinoforum e tem direção da produtora Zita Carvalhosa. O patrocínio é do Itaú Unibanco, Sabesp, ProAC Editais, Spcine e Casa di Conti. A realização é da Associação Cultural Kinoforum, Sesc São Paulo, Museu da Imagem e do Som, Cinemateca Brasileira, Prefeitura Municipal de São Paulo, Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo e Ministério da Cultura.


Serviço

34º Curta Kinoforum – Festival Internacional de Curtas de São Paulo

https://kinoforum.org/

até 3 de setembro de 2023

entrada franca

Nenhum comentário:

Crítica Filme "Ferrari" por Rita Vaz

Estreia nesta quinta-feira o filme “Ferrari” dirigido pelo cineasta Michael Mann, que também já dirigiu grandes produções, como “O Último do...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba