Crítica Filme "Missão de Sobrevivência" por Rita Vaz

Estreia nesta quinta-feira o filme “Missão de Sobrevivência” com direção de Ric Roman Waugh (Destruição Final: O Último Refúgio” e “Invasão ao Serviço Secreto”).

Na trama, Tom Harris (Gerard Butler) é um agente secreto da CIA que está em uma ação no Oriente Médio, no Afeganistão. Depois de ter sua explosiva missão e identidade reveladas, Harris se vê encurralado no coração de um território hostil.

Agora, para escapar, ele e seu tradutor Mohammad 'Mo' Doud (Navid Negahban) precisam sair do deserto e chegar o mais rápido possível em uma base em Kandahar, que fica a 640 quilômetros de onde eles estão, fugindo de forças de elite inimigas e de espiões internacionais que querem matá-los.

“Missão de Sobrevivência” é um filme forte, potente, para quem tem estômago, pois, conta uma história que poderia estar acontecendo nesse exato momento, com soldados, repórteres, civis que estão em meio a guerras, ou em meio a situações violentas injustificadas.

O diretor Ric Roman Waugh consegue construir uma trama que fica em suspense durante toda a história, trazendo um nível de violência que, infelizmente, reconhecemos pelo pouco que assistimos pela televisão. Ele ainda conta com um ótimo elenco, com ótimos efeitos especiais e com uma fotografia de tirar o chapéu.

Sério, esse é um dos pontos altos do filme, são tomadas de paisagens do deserto, simplesmente deslumbrantes. Uma pena que elas estão em meio a uma guerra, que não dá para entender.

Gerard Butler é sinônimo de ação, e quando você vê que ele integra o elenco de um filme, sabe que é muito tiro, porrada e bomba, certo?

Nesse caso, mais ou menos, justamente porque não tem “porrada”, é tiro e bomba, mas, muitos, então, pode ficar tranquilo, que ação, perseguição, carros, helicópteros, arsenais de armas estão no filme, e trabalham muito também.


O elenco feminino está bem pequeno na história, ele traz somente a filha do agente que acaba gerando uma subtrama e um motivo para ele querer voltar para casa, e uma repórter que é sequestrada durante a história, mas, não tem muita justificativa de estar ali. Acredito que foram solicitadas para preencher a cota de personagens femininos mesmo.

“Missão de Sobrevivência” é um filme de muita ação e suspense, conta com uma trama muito boa, que envolve o espectador, e o prende do início ao fim.

Perfeito para quem é fã do gênero e fã de Gerard Butler, que sempre entrega muito mais do que a gente espera. Recomendo.

 

 


Nenhum comentário:

Festival de Cinema Brasileiro de Paris anuncia programação completa de sua 26ª edição

"Nas Ondas de Dorival Caymmi", "Barravento", "Nosso Sonho" e "Meu Nome É Gal".  O Festival de Cinema...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba