CineSesc apresenta Mostra de Cinema Israelense

Realizada pelo Instituto Brasil-Israel e Sesc São Paulo, com apoio do Consulado Geral de Israel em SP, a programação fica disponível de 27 de julho a 2 de agosto, gratuitamente para todo o Brasil, na plataforma Sesc Digital

                                                 Acesse  sescsp.org.br/cinemaisraelense

No próximo dia 27 de julho, inicia-se a segunda edição da Mostra de Cinema Israelense, organizada numa parceria entre Sesc e Instituto Brasil-Israel (IBI), com apoio do Consulado Geral de Israel em São Paulo. 

Neste ano, a seleção de 10 filmes, entre curtas, médias e longas-metragens de ficção e documentários, traz um recorte curatorial específico: todos eles são dirigidos por mulheres, apresentando um olhar feminino e subjetivo sobre uma temática contemporânea, a partir da perspectiva israelense, abarcando questões políticas, críticas sociais, utopias, vivências LGBTQIAP+, memória, tempo e família. 

A exibição dos filmes acontece até o dia 2 de agosto, na plataforma Sesc Digital, de forma gratuita para todo o país. 

“Durante muitos anos, as mulheres desempenharam um papel secundário no cinema israelense, com pouca voz própria e limitadas principalmente a um olhar masculino, tendencioso e sexista. Somente recentemente o cinema israelense começou a criar novas formas de representação feminina, centradas em narrativas subjetivas complexas que se concentram na vida das mulheres israelenses e no que as torna tão distintas”, diz Morris Kachani, diretor-executivo do IBI. 

“Com o surgimento de cineastas mulheres, surgem também novas maneiras de usar o cinema como uma ferramenta de empoderamento”, acrescenta. 

A abertura presencial acontece no dia 27, às 20h30, no CineSesc, com a exibição do filme “Kiss me Kosher” (2020, direção de Shirel Peleg), inédito no Brasil, baseado na história real de amor vivida pela diretora, que é israelense, e sua parceira alemã. O longa tem sido elogiado pela crítica em razão da forma com a qual aborda temas sensíveis, de maneira cômica e sutil. A sessão é gratuita e os ingressos podem ser retirados a partir das 19h, na bilheteria do cinema. Sujeito à lotação. 

A programação da Mostra de Cinema Israelense de 2023 também traz um espaço especial de retrospectiva que homenageia a atriz e diretora Ronit Elkabetz, falecida precocemente em 2016. 

Durante duas décadas e meia, Ronit Elkabetz foi a primeira-dama do cinema israelense. O sucesso internacional de Elkabetz a incentivou a buscar sua verdadeira vocação, desenvolvida durante sua carreira como atriz: dirigir sua própria história. Ela e seu irmão Shlomi criaram uma trilogia semiautobiográfica, baseada nas experiências matrimoniais de sua mãe. 

A trilogia, que estará disponível durante a Mostra de Cinema Israelense, discute a opressão social vivida por mulheres em comunidades judaicas de origem marroquina e culmina com a vontade de Viviane (Ronit) de se separar e o tribunal rabínico não concedendo o divórcio. 

A morte repentina de Elkabetz chocou a indústria cinematográfica israelense, que a considerava sua próxima estrela internacional. Uma série de atores e atrizes israelenses prestaram suas homenagens em uma cerimônia pública, demonstrando o impacto que a jovem imigrante de segunda geração marroquina havia causado no mundo do cinema.


Serviço 

Mostra de Cinema Israelense 

De 27 de julho a 2 de agosto

sescsp.org.br/cinemaisraelense

Gratuito

 

Abertura

"Kiss me Kosher", inédito no Brasil

Data: 27 de julho, quinta-feira

Cine Sesc - Rua Augusta, 2075 - Cerqueira César

Horário: 19:00 (receptivo) e 20:30 (exibição)

Grátis. Retirada de ingresso a partir das 19h. Sujeito à lotação.

Nenhum comentário:

Festival de Cinema Brasileiro de Paris anuncia programação completa de sua 26ª edição

"Nas Ondas de Dorival Caymmi", "Barravento", "Nosso Sonho" e "Meu Nome É Gal".  O Festival de Cinema...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba