Documentário "O Dia Que Durou 21 Anos" estreia no Canal Brasil no dia 24 de maio

 

O documentário "O Dia Que Durou 21 Anos", dirigido por Camilo Tavares, estreia no Canal Brasil no próximo dia 24, às 20h. O longa faz parte da programação da faixa "É Tudo Verdade", dedicada ao festival homônimo de documentários mais importante do Brasil, com curadoria do crítico de cinema, jornalista e escritor Amir Labaki. O filme traz arquivos e documentos até então nunca acessados sobre as articulações dos presidentes John F. Kennedy – assassinado em 1963, – e Lyndon Johnson para a colaboração do que veio a ser o golpe de estado no dia 31 de março de 1964, que deu origem à Ditadura Militar no Brasil.

O país tinha como presidente João Goulart, conhecido como Jango, eleito democraticamente em 1961. A motivação principal da instauração da Ditadura Militar por parte dos EUA era o medo de o Brasil se alinhar ao comunismo e influenciar os demais países da América Latina, o que prejudicaria os planos capitalistas americanos. Os Estados Unidos agiram então de modo a facilitar e criar as condições para o Golpe Militar e, posteriormente, reconhecer o regime militar como governo.

"O Dia Que Durou 21 Anos" venceu a categoria de Melhor Documentário Estrangeiro no St Tropez International Film Festival, na França, além do Prêmio Especial do Júri no 22° Arizona International Film Festival e no 29° Long Island Film Festival, ambos nos Estados Unidos. No Brasil, levou o troféu de Melhor Documentário Brasileiro em 2013 pela APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte).

No dia 31 de maio, o canal exibe, ainda como parte da programação do "É Tudo Verdade", o documentário "O Grande Irmão", coprodução do Canal Brasil e dirigido também por Camilo Tavares. O longa retrata os 17 anos de ditadura do general Augusto Pinochet, no Chile, desde o golpe de Estado. O documentário conta com materiais de arquivo inéditos e mostra, com detalhes, a participação do governo militar brasileiro no golpe de 11 de setembro de 1973, em Santiago, que tirou Salvador Allende da presidência do Chile. O filme traz depoimentos de pessoas envolvidas com o contexto político da época, como Delfim Netto, Ministro da Fazenda no governo Médici, Almino Afonso, José Serra, Orlando Sáenz, Ministro da Fazenda do Chile no governo Pinochet, e o cineasta chileno Patrício Guzmán.


O Dia Que Durou 21 Anos (2011) (74')
Horário: Quarta, 24/04, às 20h
Classificação: 14 anos
Diretora: Camilo Tavares
Sinopse: O filme traz arquivos e documentos até então nunca acessados sobre as articulações dos presidentes John F. Kennedy, assassinado em 1963, e Lyndon Johnson para a colaboração do que veio a ser o golpe, no dia 31 de março de 1964, que deu origem à Ditadura Militar no Brasil.

Grande Irmão (2022) (110’)
Horário: Quarta, 31/04, às 20h
Direção: Camilo Tavares
Classificação: 14 Anos
Sinopse: O longa retrata os 17 anos de ditadura do general Augusto Pinochet, no Chile, desde o golpe de Estado, conta com materiais inéditos de arquivo e mostra, com detalhes, a participação do governo militar brasileiro no golpe de 11 de setembro de 1973, em Santiago, que tirou Salvador Allende da presidência do Chile. 

Nenhum comentário:

Festival de Cinema Brasileiro de Paris anuncia programação completa de sua 26ª edição

"Nas Ondas de Dorival Caymmi", "Barravento", "Nosso Sonho" e "Meu Nome É Gal".  O Festival de Cinema...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba