Crítica Filme Força Bruta


Estreia nesta quinta-feira, o ótimo filme “Força Bruta”, dirigido por Lee Sang-yong, que coloca muito ritmo nesse thriller policial, cheio de ação e comédia.

“Força Bruta” é protagonizando por Ma Dong-seok, conhecido como Don Lee (Os Eternos e Invasão Zumbi). O ator dá vida ao policial Ma Seok-do, que utiliza a força física de uma forma exagerada para executar suas missões.

Ele trabalha na Unidade Policial de Crimes de Geumcheon e recebe uma nova missão: repatriar um fugitivo que está no Vietnã.

Já no exterior, o policial Ma Seok-do e o Capitão Jeon Il-man (Guy-hwa Choi) percebem que há algo de estranho com o excesso de boa vontade do suspeito em se entregar e revelar crimes cometidos por um assustador assassino chamado Hae-sang (Sukku Son).

Ma Seok-do (personagem de Don Lee) começa uma investigação nada protocolar e segue uma trilha sangrenta até chegar ao assassino Hae-sang (vivido por Sukku Son).

O longa é o maior sucesso coreano de bilheteria em seu país de origem no ano de 2022, conquistando a marca de mais de 11,5 milhões de ingressos vendidos. 

“Força Bruta” está na lista das 30 maiores bilheterias de 2022 e ficou mais de 1 mês no topo da bilheteria local, ultrapassando os resultados de “Parasita” e “Invasão Zumbi”.

O cinema sul-coreano prova, cada vez mais, que é um exímio produtor de grandes histórias, sejam elas, dramáticas, engraçadas, de terror ou violentas, como essa.

Porém, apesar de violenta, é uma história que tem uma veia cômica muito boa, com personagens cheios de personalidade e boa vontade.

O personagem Ma Seok-do, bate e depois pergunta, mas, não sem antes ter investigado a situação, e estar certo do movimento bruto que faz.

E nesse movimento de bater, ele faz voar sangue e outras coisas mais, para todos os lados, pois, nessa história, as pessoas preferem usar fações, facas e espadas de todos os tipos, ao invés de armas de fogo.

Essa atitude do policial, o exime de ser considerado errado no que faz, na verdade, ele é certeiro na trama, e isso é muito bom no filme, parece uma válvula de escape para quem está assistindo.

“Força Bruta” é uma bela surpresa para quem gosta do gênero, pois, diverte e prende a atenção, deixando o espectador curioso do porquê de tudo aquilo estar acontecendo.

Se você é fã do cinema sul-coreano não deixe de assistir “Força Bruta”, e se você, ainda não é, assista, tenho certeza de que se tornará um grande admirador.

 

 

Nenhum comentário:

Twisters: Warner Bros. divulga álbum com trilha sonora de filme estrelado por Glen Powell e Daisy Edgar-Jones

A Warner Bros. Pictures, em parceria com a Atlantic Records, anuncia “Twisters: The Album”, trilha sonora do novo longa-metragem do estúdio,...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba