Mostra Pequenos Olhares, voltada ao público infantil e adolescente, tem suas produções divulgadas no Olhar de Cinema

A 11ª edição do Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba ocorre de 1º a 9 de junho e, depois de dois anos em formato online, retorna para o presencial com exibições em diversas salas de cinema de Curitiba.

Um dos destaques da edição de 2022 é o retorno da Mostra Pequenos Olhares, voltada às crianças e adolescentes e com o intuito de apresentar a experiência cinematográfica para as mais variadas idades, tornando-a um programa para toda a família.


Entre os longas-metragens selecionados estão o musical baiano “Alice dos Anjos”, de Daniel Leite Almeida; e a fantasia gaúcha “Despedida”, de Luciana Mazeto e Vinícius Lopes. Já entre os curtas, fazem parte da edição, “A Menina Atrás do Espelho”, de Iuri Moreno; “Capitão Tocha”, de Matheus Amorim”; “Era Uma Vez em Icapuí”, dos Alunos do Projeto Animação do Instituto Marlin Azul; “Meu Nome é Maalum”, de Luísa Copetti; “O Fundo dos Nossos Corações”, de Letícia Leão; “Ewé de Òsányìn: O Segredo das Folhas”, de Pâmela Peregrino; “Rua Dinorá”, de Natália Maria e Samuel Brasileiro; “O Templo do Rei”, de Verônica Cabral; “Rua A, Número 79: Assento Dela”, de Hyung-suk Lee; e “Sobre Amizade e Bicicletas”, da curitibana Julia Vidal.

 

Confira as sinopses completas das produções:

Longas-Metragens

Alice dos Anjos (BRA| 2021 | 76’), Dir. Daniel Leite Almeida

Alice dos Anjos é uma menina que vive no sertão nordestino e, após correr atrás de um bode preto apressado que usa terno e gravata, é transportada para um lugar mágico, repleto de personagens malucos que se tornam seus novos amigos.


Despedida (BRA | 2021 | 90‘), Dir. Luciana Mazeto e Vinicius Lopes

Durante o carnaval, Ana, uma menina de 11 anos, viaja ao interior do Sul do Brasil para o funeral de sua avó. À noite, pela janela, ela vê o fantasma da matriarca entrando na floresta perto da casa da família e decide segui-la, encontrando um mundo mágico.

 

Curtas-Metragens

A Menina Atrás do Espelho (BRA | 2022 |12’), Dir. Iuri Moreno

Uma menina se tranca em seu quarto por medo dos monstros que a ameaçam do lado de fora, até que surge atrás do espelho uma nova realidade onde esses monstros simplesmente não existem e ela é livre para ser quem é ou quiser ser.


 

Capitão Tocha (BRA |2022 |16’), Dir. Matheus Amorim
Pedro, um menino aficionado por bonecos de ação, certo dia encontra um boneco diferente, esquecido embaixo da cama de seu amigo.


 

Era Uma Vez em Icapuí (BRA | 2021 | 10’), Dir. dos alunos do Projeto Animação do Instituto Marlin Azul
Num luau em volta da fogueira, um pescador narra a aventura vivida em Icapuí em busca do tesouro guardado há muitas gerações.


 

Ewé de Òsányìn: O Segredo das Folhas (BRA| 2021 | 22”), Dir Pâmela Peregrino
Uma criança nasce com folhas em seu corpo e sua mãe busca a cura. Sua busca a leva até Òsányìn, o Orisà das folhas, que apresenta o poder das plantas e a importância da preservação ambiental.


Meu Nome é Maalum (BRA | 2021 | 8’), Dir. Luísa Copetti
Maalum é uma menina negra brasileira que nasce e cresce em um lar rodeado de amor e de referências afrocentradas. Logo que Maalum sai do seio de sua casa, ela se depara com os desafios impostos pelos discursos e práticas de uma sociedade racista.

 

O Fundo dos Nossos Corações (BRA | 2021 | 21’), Dir. Letícia Leão
Joana, uma curiosa menina de 7 anos, quer descobrir como veio ao mundo de duas barrigas.


O Templo do Rei (BRA | 2021 | 5’), Dir. Verônica Cabral
A Tranquilidade dos pacíficos cidadãos de Jaguara é interrompida quando uma velha profecia se torna real.

 

Rua A, Número 79: Assento Dela (Gayeol 79Beon | Banditbul, Coreia do Sul |2021 | 8’), Dir. Hyung-suk Lee
Pai e filha visitam um teatro onde não há ninguém.


 

Rua Dinorá (BRA | 2022 Z 17’), Dir. Natália Maia, Samuel Brasileiro
Dinorá é uma jovem atleta, que precisa vender rifas para custear uma viagem para o campeonato de karatê. Nessa pequena jornada, descobrirá a história do bairro em que mora.

 

Sobre Amizade e Bicicletas (BRA | 2022 | 12’), Dir. Julia Vidal
Thiago nunca pensou em participar da corrida de bicicletas, devido à sua condição física. Tudo muda quando ele conhece Cecília, uma corajosa menina com deficiência visual. Juntos eles vão aprender a andar de bicicleta e o significado da amizade.

 

Fique atento às novidades do festival pelo site oficial: https://www.olhardecinema.com.br


A 11ª edição do Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba tem patrocínio da Sanepar, Compagas, Copel, Uninter e Peroxidos do Brasil; apoio do Grupo Servopa, EBANX e Tintas Verginia; apoio cultural do Projeto Paradiso; e produção da Grafo. O projeto também tem recursos do Programa de Apoio de Incentivo à Cultura - Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba -, com realização do Ministério do Turismo, por meio da Secretaria Especial da Cultura.

 

Serviço:
11º Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba
Data: 1º a 9 de junho de 2022
Site oficial: www.olhardecinema.com.br
Redes sociais: Instagram | Facebook | Twitter
Patrocínio: Sanepar, Compagas, Copel, Uninter e Peroxidos do Brasil
Apoio: Grupo Servopa, EBANX e Tintas Verginia
Apoio Cultural: Projeto Paradiso
Produção: Grafo
Projeto realizado com recursos do Programa de Apoio de Incentivo à Cultura – Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba, com realização do Ministério do Turismo, por meio da Secretaria Especial da Cultura

Nenhum comentário:

Crítica Filme Miss França por Rita Vaz

  Estreia nessa quinta-feira, a comédia dramática francesa “Miss França”, dirigida pelo ator e cineasta luso-francês Ruben Alves (Uma Famí...