‘VAGA CARNE’ e ‘SETE ANOS EM MAIO’ chegam ao cinema em Abril

 


VAGA CARNE e SETE ANOS EM MAIO chegam aos cinemas em sessões especiais a partir de 01 de abril em salas de Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro. Dirigidos, respectivamente, por Grace Passô e Ricardo Alves Jr, e Affonso Uchoa, a estreia dos médias foi adiada por causa da pandemia, e foram lançados, incialmente, em streaming, mas agora, graças à demanda das próprias salas de cinema, o público poderá vê-los como se deve, na tela grande. Em BH, será no recém-inaugurado Cinema do Centro Cultural Unimed BH – Minas, e, em SP e RJ, no Instituto Moreira Salles de cada uma das cidades.

A exibição conjunta dos filmes VAGA CARNE e SETE ANOS EM MAIO, nas salas de cinemas, seria uma ocasião muito especial para a Embaúba, que pela primeira vez colocaria médias-metragens em cartaz, de modo que foi muito frustrante quando cancelamos o lançamento, a apenas uma semana da data de estreia (19 de março de 2020). Isso ocorreu devido à chegada do coronavírus no Brasil e, naquele momento, a exibição de filmes era o menor dos problemas. Logo entendemos que o procedimento mais adequado seria o fechamento dos cinemas e o auto-confinamento, para quem pudesse, evitando a rápida disseminação do vírus. Acabamos fazendo o lançamento dos filmes pela internet, mas hoje, passados mais de dois anos, celebramos a possibilidade de finalmente exibi-los nos cinemas, mesmo que num circuito reduzido. Saudamos as salas de cinema do IMS e do Centro Cultural Unimed-BH Minas, que entenderam ser importante exibir os filmes, mesmo que eles já tivessem sido disponibilizados antes, em plataformas digitais (bem como a Cinemateca Capitólio, que exibiu os filmes quando retomou sua programação). Entendemos que, cada vez mais, os filmes poderão ser acessados de diversas formas, em diversas telas, mas que o cinema segue sendo o lugar ideal, capaz de proporcionar uma experiência inigualável, na fruição de um bom filme. Um viva para as salas de cinema!”, diz Daniel Querioz, diretor da distribuidora Embaúba Filmes.

Dirigido pela atriz Grace Passô, ao lado de Ricardo Alves Jr, VAGA CARNE é uma transcriação para as telas do monólogo teatral homônimo, também interpretado por Passô. O filme foi o escolhido para a sessão de abertura da 22a Mostra de Cinema de Tiradentes.

Compondo a sessão está também SETE ANOS EM MAIO, de Affonso Uchôa (codiretor de “Arábia”), que foi selecionado para quase 40 festivais pelo mundo e ganhou prêmios em 13 deles, como o Visions Du Réel (filme mais inovador), FilmAdrid, IndieLisboa, Festival do Rio, FestCurtas BH, Janela Internacional de Cinema do Recife e Olhar de Cinema de Curitiba; além de ter feito parte da seleção oficial da Viennale, do festival de Toronto e da 43a Mostra Internacional de Cinema em São Paulo. O filme foi escolhido ainda o melhor "Curta ou média-metragem" de 2019 pela ABRACCINE - Associação Brasileira de Críticos de Cinema.

Em VAGA CARNE, uma mulher (Grace Passô), sem saber como se mover no mundo tem o corpo invadido por uma voz. Tentando refletir sobre esse corpo, a voz ensaia como movê lo. 

SETE ANOS EM MAIO conta a história de Rafael, que há sete anos chegava em casa numa noite após o trabalho e se deparou com desconhecidos que o procuravam. Naquele momento, ele saiu carregado de sua casa e nunca mais voltou. Sua vida também nunca mais voltou a ser a mesma. 

A distribuição no Brasil desta sessão dupla nos cinemas, que totaliza 86 minutos, é da Embaúba Filmes, distribuidora sediada em Belo Horizonte, dirigida por Daniel Queiroz, que realiza uma seleção criteriosa, buscando obras para distribuição que considera fundamentais no cenário contemporâneo brasileiro mas que, por vezes, enfrentam dificuldades para chegar a um público mais amplo. 

VAGA CARNE e SETE ANOS EM MAIO, são dois filmes de extrema relevância no cenário brasileiro atual, mas de circuito restrito, por terem uma duração que não é exibida em circuito comercial de forma usual. “Os médias-metragens geralmente tem dificuldade para serem exibidos até mesmo nos festivais de cinema. Estes dois filmes, além de serem produzidos por importantes artistas da cena mineira, possuem diversos pontos de diálogo e me pareceu que a reunião dos dois, numa mesma sessão, faria muito sentido, para além de permitir a estreia comercial, em salas de cinema.”, explica Queiroz. 

Programação IMS SP (Avenida Paulista, 149):

01 e 02 de abril: 21h30

05 e 06 de abril: 16h

07 a 10 de abril: 14h

12 e 13 de abril: 14h

28 a 30 de abril: 17h30

Programação IMS RJ (Rua Marquês de São Vicente, 476):

01 e 03 de abril: 18h

10 de abril: 18h

12 e 13 de abril: 18h

https://ims.com.br/

Programação Cinema do Centro Cultural Unimed BH – Minas (Rua da Bahia, 2244):

01 a 06 de abril: 19h *sessão comentada no dia 01 de abril, 19h, com a participação dos diretores Affonso Uchôa (confirmada) e Grace Passô (a confirmar)

Nenhum comentário:

Crítica Filme Miss França por Rita Vaz

  Estreia nessa quinta-feira, a comédia dramática francesa “Miss França”, dirigida pelo ator e cineasta luso-francês Ruben Alves (Uma Famí...