Oscar 2022: 5 animações para assistir com as crianças

Produções refletem sobre relações familiares, diversidade cultural, protagonismo e uso da tecnologia

A premiação do Oscar 2022 acontece no domingo 27 de março, na Califórnia (EUA). Apesar de grandes produções como ‘Duna’ e ‘Não olhe para cima’ estarem concorrendo a categoria de ‘Melhor Filme’, produções para crianças também estão em posição de destaque. 

Na categoria ‘Animação’ e ‘Melhor Curta de Animação’ estão cinco animações infantis que podem ser um belo programa em família. Além de proporcionarem diversão para todas as idades, as produções abordam temas importantes como relações familiares, diversidade cultural, protagonismo das crianças e uso da tecnologia. Todos os filmes podem ser encontrados em plataformas de streaming.

Animação que imita a vida
Por meio da narrativa lúdica, as animações trazem aprendizados para a vida, refletindo sobre relações sociais e habilidades socioemocionais. A coordenadora de Educação Infantil do Colégio Marista Paranaense, Celize Ogg, lembra que, assim como a literatura, as animações reproduzem situações do cotidiano. “A criança se identifica com personagens e relações familiares que normalmente são retratadas nos filmes. Grande parte das vezes não é a nível consciente, ela vai depurando e estabelecendo conexões com o que vive. Isso traz muito aprendizado sobre relações sociais e desenvolve habilidades socioemocionais”, ressalta. 

A narrativa das animações indicadas ao Oscar 2022 também permite às crianças a possibilidade de elaborar sentimentos. Ao observar personagens e as suas atitudes, a criança consegue desenvolver empatia e identificar situações em que sente raiva, tristeza ou alegria.

Confira a lista de animações indicadas ao Oscar 2022:

A família Mitchell e a revolta das máquinas

A história acompanha a mudança de uma adolescente super criativa recém-aprovada no vestibular para a faculdade. A tranquilidade da viagem em família é interrompida quando aparelhos eletrônicos se revoltam e começam uma caça aos seres humanos. Diante disso, a família Mitchell precisará encontrar uma maneira de fortalecer seus laços enquanto buscam salvar o mundo da ameaça dos robôs. A animação nos convida a reconhecer a fortaleza presente nos defeitos e nas qualidades de cada um.
Disponível na Netflix

Luca

O filme mostra a história de Luca, um monstro marinho tímido, porém curioso e entusiasta de novas descobertas. Ao conhecer Alberto, ele vai explorar o mundo desconhecido da superfície. Mas toda a diversão é ameaçada por um segredo, já que ninguém do vilarejo pode saber que eles se transformam em monstros quando entram em contato com a água. A partir dessa metáfora, a animação trata de temas importantes para a infância como a autonomia e a empatia para lidar com as diferenças.
Disponível no Disney Plus


Encanto

A animação retrata a vida dos Madrigal, uma família extraordinária que vive em um povoado na Colômbia. Cada membro tem um dom especial: força excepcional, a perfeição de criar flores ou o poder de curar através da comida. Exceto Mirabel, a única sem nenhum dom aparente. Porém, quando uma ameaça coloca em risco o milagre que originou toda a magia, ela pode ser a última esperança da família. O filme traz reflexões importantes sobre empatia, relações familiares e pertencimento.
Disponível no Disney Plus

Raya e o dragão

Há 500 anos, humanos e dragões viviam em harmonia na terra mágica de Kumandra. Diante de uma catástrofe, os seres fantásticos se sacrificaram para salvar o mundo de uma força maligna. Com o passar dos anos, essa proteção antiga se enfraquece e uma jovem guerreira chamada Raya embarca na missão de encontrar o último dragão para restabelecer o equilíbrio. A história traz uma mensagem poderosa sobre a união dos povos e a necessidade de conviver de maneira harmoniosa com a natureza e com tudo que nos cerca.
Disponível no Disney Plus


A sabiá sabiazinha


Criada por uma família de ratos, a Sabiá Robin nunca se sentiu realmente aceita em sua comunidade. Ao ouvir uma história sobre como os humanos fazem pedidos à estrela da árvore de Natal, a sabiá decide imitar o gesto e pedir para que se torne um rato, como seus parentes adotivos. A narrativa de 30 minutos é uma metáfora para jornadas em busca do autoconhecimento e aceitação.

Disponível na Netflix

Saiba mais em www.colegiosmaristas.com.br.

Nenhum comentário:

Crítica Filme “Minions 2: A Origem de Gru” por Rita Vaz

Estreia nesta quinta-feira, uma das animações mais esperadas do ano. “Minions 2: A Origem de Gru”, dirigida por Kyle Balda (Meu Malvado Favo...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba