MUBI exibe com exclusividade Liborio, destaque do 50º Festival de Rotterdam



A história de vida do curandeiro, líder messiânico e revolucionário da República Dominicana Papá Liborio (1876-1922) inspirou Nino Martinez Sosa a adaptá-la para o cinema, produzindo assim seu primeiro longa-metragem de ficção. 

O filme poderá ser assistido com exclusividade na plataforma MUBI, serviço global de streaming com curadoria, a partir desta sexta-feira (21/1). O longa de estreia de Nino Sosa foi exibido na mostra competitiva do Festival de Rotterdam de 2021, cuja 51ª edição começa em  26 de janeiro.

Em um roteiro estruturado em sete cenas, totalizando 99 minutos, Sosa conta a trajetória de Liborio (Olivorio Mateo Ledesma, nome de nascença), um camponês que desaparece em meio a um furacão, é considerado morto e retorna sete dias depois com a mística de profeta. Diz ter uma missão: levar o bem e combater o mal, curar os enfermos e ensinar pelo exemplo. Com seus seguidores, forma uma comunidade e se isola nas montanhas, em busca de uma total liberdade, até que fuzileiros navais dos Estados Unidos chegam para acabar com o sonho. 

Além do Festival de Rotterdam, Liborio foi selecionado também para o conceituado New Directors / New Films Festival, organizado pela Lincoln Center Film Society e pelo Museu de Arte Moderna de Nova Iorque. 

Nenhum comentário:

"Coração de Neon" é aclamado pela crítica em Cannes como o "novo cinema popular brasileiro"

Produtores de cinema que estiveram na premiére do filme em Cannes, na França, enxergam a produção como ousada e inovadora, do enredo ao fina...