"Rashomon", de Akira Kurosawa, está entre as estreias da próxima semana


As estreias da próxima semana do Belas Artes À La Carte está repleta de obras de grandes diretores: Akira Kurosawa, Laurence Olivier,  James Ivory, Oliver Stone e Paulo Thiago. 

Na quinta-feira, 22 de julho, chegam os longas “Rashomon” (1950), de Akira Kurosawa, vencedor do Leão de Ouro de Melhor Filme no Festival de Veneza 1951 e indicado ao Oscar 1953 de Melhor Direção de Arte; “Ricardo III” (1955), de Laurence Olivier, sobre o poderoso conto de Shakespeare sobre o perverso Rei e suas conquistas; o drama de época “Um triângulo diferente” (1984), de James Ivory, que se passa em Bostom, em 1875 e acompanha o trio formado por Olive Chancellor (Vanessa Redgrave), uma das líderes do movimento feminista, a jovem Verena Tarrant (Madeleine Potter) e Basil Ransome (Christopher Reeve), um advogado de Nova York, se apaixona por Verena; e “Entre o céu e a terra” (1993), de Oliver Stone, baseado no livro "Quando o Céu e a Terra Mudaram de Lugar", que a  vietnamita Le Ly Hayslip escreveu sobre suas experiências durante e após a Guerra do Vietnã.

 Fechamos com o longa nacional “Sagarana, o duelo”, (1974), de Paulo Thiago. Adaptação de romance de João Guimarães Rosa,  o filme concorreu ao Urso de Ouro de Melhor Filme no Festival de Berlim 1974.

Além das cinco estreias semanais o À La Carte, realiza, em parceria com o Instituto Italiano de Cultura de São Paulo, a terceira edição do Cine Clube Italiano, que este mês exibe a animação “A arte da felicidade”, de Alessandro Rak. O longa, que será exibido  gratuitamente para assinantes e não assinantes, entre os dias 23 e 29 de julho, ganha um bate-papo especial no dia 28 de julho. 

Rashomon (Rashomon)

Japão, 1950, Crime, 88min, 14 anos

Direção: Akira Kurosawa

Elenco: Toshirô Mifune, Machiko Kyô, Masayuki Mori,Takashi Shimura 

Sinopse: A violação de uma noiva e o assassinato de seu marido samurai são lembrados desde a perspectiva de um bandido, da noiva, do fantasma do samurai e de um lenhador.

Curiosidades: Vencedor do Leão de Ouro de Melhor Filme no Festival de Veneza 1951 e indicado ao Oscar 1953 de Melhor Direção de Arte; Este filme é muitas vezes considerado o motivo pelo qual a Academia criou a categoria "Melhor Filme Estrangeiro" na premiação do Oscar; Durante as filmagens, o elenco abordou Akira Kurosawa com o roteiro em mãos e perguntou a ele: "O que isso significa?". A resposta que o diretor deu é que "Rashomon" é um reflexo da vida, e a vida nem sempre tem significados claros.



Nenhum comentário:

Com vozes de Giovanna Antonelli e Murilo Benício, 'Amigos Imaginários' ganha novo trailer

Longa chega aos cinemas do país em 16 de maio Assista ao trailer DUBLADO AQUI Está no ar mais uma prévia do mundo de encanto que toma cont...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba