Hollywood ou Bollywood?

Um Bairro de Nova York traz a perspectiva americana do contexto latino e a pergunta do milhão é: vamos assistir uma fusão de sucesso?

*Daniel Bydlowski

 

Não é nenhum segredo que a Índia é um sucesso em produções da sétima arte. Muitos passaram a conhecer Bollywood, expressão que surgiu da combinação das palavras Bombaim – antigo nome de Mumbai, onde se concentra a indústria cinematográfica na Índia, com Hollywood, a partir do longa dirigido por Danny Boyle, Quem Quer Ser Um Milionário. Estrelado por Dev Patel, o filme traz tudo que eles fazem de melhor, música, dança combinado a um roteiro histórico.

Mas os americanos não ficam atrás, também entregam excelentes produções musicais, afinal eles têm um dos palcos mais importantes do mundo, a Broadway. E é isso que Um Bairro de Nova York (In the Heights, título original) promete para junho. O longa, adaptação de uma peça criada por Lin-Manuel Miranda, narra a história de Usnavi de la Vega, proprietário de uma bodega, em Washington Heights, em Nova York, que após ganhar uma herança, decide fechar sua loja e se aposentar na República Dominicana.

Assim como nos filmes indianos em que a cultura é bastante exaltada, Um Bairro de Nova York trilha o mesmo caminho, mas para os latinos. Muito hip-hop, salsa e merengue, rap e pop estão no repertório da trilha sonora que é cativante e casa bem com os cenários vivos e alegres da grande maçã.

Com o cantor e ator Anthony Ramos Martinez, como Vega, e um elenco que conta com o próprio criador do musical, Lin-Manuel Miranda, a atriz Stephanie Beatriz, conhecida por seu papel como a detetive Rosa Diaz na série de televisão Brooklyn Nine-Nine, é de se esperar algo único.

O responsável pela direção é Jon Chu, produtor de Podres de Ricos, já o roteiro é assinado por Quiara Alegría Hudes, conhecida pelo livro In the Heights que rendeu o musical. Para os brasileiros, o filme foi apresentado em uma prévia na CCXP-19, no painel da Warner Bors.

Sobre o cineasta: O cineasta brasileiro Daniel Bydlowski é membro do Directors Guild of America e artista de realidade virtual. Faz parte do júri de festivais internacionais de cinema e pesquisa temas relacionados às novas tecnologias de mídia, como a realidade virtual e o future do cinema. Daniel também tenta conscientizar as pessoas com questões sociais ligadas à saúde, educação e bullying nas escolas. É mestre pela University of Southern California (USC), considerada a melhor faculdade de cinema dos Estados Unidos. Atualmente, cursa doutorado na University of California, em Santa Barbara, nos Estados Unidos. Recentemente, seu filme Bullies foi premiado em NewPort Beach como melhor curta infantil, no Comic-Con recebeu 2 prêmios: melhor filme fantasia e prêmio especial do júri. O Ticket for Success, também do cineasta, foi selecionado no Animamundi e ganhou de melhor curta internacional pelo Moondance International Film Festival.

Nenhum comentário:

Estreia hoje, 25/11 o ótimo e necessário filme "Deserto Particular" de Ali Muritiba.

  DESERTO PARTICULAR , do diretor Aly Muritiba, chega aos cinemas brasileiros hoje, 25 de novembro com distribuição da Pandora Filmes. O fil...