O Cinema Russo Marca Presença com 17 Filmes no Petra Belas Artes À La Carte

Inaugurado há menos de um ano, o Petra Belas Artes À La Carte é um streaming que reúne cults e clássicos do Cinema de todas as décadas, desde os anos 1910. Ou seja, no À La Carte você encontra mais de 100 anos de Cinema, com filmes de todos os cantos do mundo. Entre tantas nacionalidades, o cinema russo ganha destaque com 17 títulos disponíveis até o momento, um número alcançado com o recém-chegado “O Encouraçado Potemkin”, o representante mais antigo dentre os demais.

Um dos mais antigos e importantes da História, o Cinema da Rússia teve sua primeira captação de imagens em movimento datada de 1896, o registro da coroação do Czar Nicolau II.

Do período da União Soviética (1922-1991), o À La Carte tem 14 títulos, incluindo vários produzidos na fase da Perestroika, durante o governo de Mikhail Gorbachev, até a fase atual.

Confira a seleção russa do À La Carte:

“O Encouraçado Potemkin” (1925), de Serguei Eisenstein, filme que revolucionou a montagem cinematográfica, e “Aleksandr Nevsky” (1938), a saga épica do príncipe russo Alexander Nevsky, famoso por vencer os cavaleiros Teutônicos, também dirigido por Eisenstein; “Quando Voam as Cegonhas” (1957), de Mikhail Kalatozov, único filme russo a ganhar a Palma de Ouro do Festival de Cannes, um dos favoritos de Francis Ford Coppola e Martin Scorsese; “A Balada do Soldado” (1959), Grigoriy Chukhray, filme indicado à Palma de Ouro no Festival de Cannes 1960 e indicado ao Oscar 1961 de Melhor Roteiro Original; “A Infância de Ivan” (1962), primeiro longa-metragem realizado por Andrei Tarkovsky, vencedor do Leão de Ouro no Festival de Veneza, “Andrei Rublev” (1966), também de Tarkovsky, filme apresentado no Festival de Cannes 1969, “Solaris” (1972), ficção científica existencialista de Tarkovsky, “O Espelho” (1975), obra com referências autobiográficas de Tarkovsky, e “Stalker” (1979), filme que deu a Tarkovsky o prêmio especial do Júri no Festival de Cannes; “Fascismo Sem Máscara” (1965), de Mikhail Romm, considerado o mais profundo, criativo e impactante documentário realizado sobre o tema; “Dersu Uzala” (1975), de Akira Kurosawa, vencedor do Oscar 1976 de Melhor Filme Estrangeiro para a Rússia, obra de encomenda de um embaixador russo ao diretor japonês Kurosawa; “Vá e Veja” (1985), do premiado diretor Elem Klimov; “Boris Godunov” (1986), de Sergey Bondarchuk, filme baseado na obra de Alexandre Pushkin (1799–1837), o maior poeta russo na época romântica; “Cidade Zero” (1988), de Karen Shakhnazarov, filme selecionado para representar a União Soviética no Oscar 1990 de Melhor Filme Estrangeiro, e “Anna Karenina: A História de Vronsky" (2017), também de Shakhnazarov; “O Sol Enganador” (1994), de Nikita Mikhalkov, vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1995 e vencedor do Prêmio do Júri no Festival de Cannes, e “O Barbeiro da Sibéria” (1998), outro grande filme de Mikhalkov, filme escolhido para representar a Rússia no Oscar 1999 de Melhor Filme Estrangeiro.

Agora que você já sabe os russos que o À La Carte tem, aguarde para conhecer, em breve, os principais filmes do streaming, década por década, em mais de um século de cinema!

 

Sinopses: 

O ENCOURAÇADO POTEMKIN

(BRONENOSETS POTEMKIN) | URSS | 1925 | Direção: Sergei Eisenstein

Elenco: Aleksandr Antonov, Vladimir Barskiy, Grigoriy Aleksandrov

 Baseado em eventos históricos, o filme conta a história de uma rebelião no Navio de Guerra Potemkin. O que começou como um protesto, gerou uma rebelião depois que foram servidas carnes estragadas aos marujos no jantar. Eles, então, erguem a bandeira vermelha e tentam levar a revolução no navio até a sua terra natal, a cidade de Odessa.


ALEKSANDR NEVSKIY

(ALEKSANDR NEVSKIY) | URSS | 1938 | Direção: Serguey Eisenstein

Elenco: Nikolay Cherkasov, Nikolai Okhlopkov, Andrei Abrikosov

 Na primeira metade do século 13, o príncipe Aleksander Nevsk evita o confronto com os tártaros que impunham pesados tributos às cidades russas e concentra os esforços na organização de um exército popular que derrota uma ameaça mais perigosa: os temíveis Cavalheiros Teutônicos, que pretendiam se apossar do território russo, submetê-lo ao Sacro Império Romano-Germânico e erradicar sua cultura.


 

QUANDO VOAM AS CEGONHAS

(LETYAT ZHURAVLI) | URSS | 1957 | Direção: Mikhail Kalatozov

Elenco: Tatyana Samoylova, Aleksey Batalov, Vasiliy Merkurev

 Veronika e Boris, um jovem casal de namorados, é separado pela convocação do rapaz para se juntar ao Exército Vermelho durante a 2ª Guerra Mundial. Ansiosa por notícias do front, a moça é acolhida pela família de Boris quando sua casa é destruída por um bombardeio, acaba forçada a se envolver com o primo do rapaz, com quem resignadamente se casa. Mas continua a esperar por Boris.


 

A BALADA DO SOLDADO

(BALLADA O SOLDATE) | URSS | 1959 | Direção: Grigoriy Chukhray

Elenco: Vladimir Ivashov, Zhanna Prokhorenko, Antonina Maksimova

 Durante a Segunda Guerra Mundial, o soldado Alyosha, de apenas 19 anos, destrói dois tanques alemães e ganha uma medalha como recompensa pelo seu heroísmo. Em lugar da condecoração, Alyosha pede uns dias de licença para poder visitar sua mãe. No caminho para casa, o jovem compartilha com o povo os sacrifícios da vida na retaguarda, e num trem conhece uma garota pela qual se apaixona.


 

A INFÂNCIA DE IVAN

(IVANOVO DETSTVO) | URSS | 1962 | Direção: Andrei Tarkovsky

Elenco: Nikolay Burlyaev, Valentin Zubkov, Evgeniy Zharikov

 Nas frentes soviéticas da Segunda Guerra Mundial, o garoto órfão Ivan, de 12 anos, trabalha como um espião, podendo atravessar as fronteiras alemãs para coletar informação sem ser visto. Ele vive sob os cuidados de três oficiais russos que, após inúmeras missões desgastantes, eles tiram Ivan das batalhas e o enviam para a escola militar.


 

ANDREI RUBLEV

(ANDREY RUBLEV) | URSS | 1966 | Direção: Andrei Tarkovsky

Elenco: Anatoliy Solonitsyn, Ivan Lapikov, Nikolay Grinko

 Na Rússia medieval, Andrei Rublev é um monge pintor de ícones escolhido para criar os afrescos de uma catedral. Ao longo da missão, ele é confrontado com as violências do mundo, questiona a própria fé e ao salvar uma jovem, termina matando seu agressor. Depois de ano recluso em silêncio, Rublev será despertado pela crença de um jovem obstinado.


 

SOLARIS

(SOLARYS) | URSS | 1972 | Direção: Adrei Tarkovsky

Elenco: Natalya Bondarchuk, Donatas Banionis, Jüri Järvet

Cientista enviado para investigar estranhos fenômenos ocorridos na estação espacial que orbita Solaris, reencontra ali a esposa que se matara há 10 anos. Depois de ser bombardeado com raios-x, o enigmático oceano que cobre o planeta parece dotado de alguma forma de razão com poderes para penetrar o íntimo dos seres humanos e materializar suas memórias, tornando-as reais através da criação dos "visitantes".


 

O ESPELHO

(ZERKALO) | URSS | 1975 | Direção: Andrei Tarkovsky

Elenco: Margarita Terekhova, Filipp Yankovskiy, Ignat Daniltsev

Um homem na casa dos 40 anos de idade está prestes a morrer e começa a relembrar o passado, os tempos de calmaria e a guerra. Ele relembra sua mãe que sofreu depois de ser abandonada com um filho pelo marido, os horrores da guerra e a sua infância. Momentos pessoais, mas que contam a história de toda a nação russa.


 

STALKER

(STALKER) | URSS | 1976 | Direção: Andrei Tarkovsk

Elenco: Alisa Freyndlikh, Aleksandr Kaydanovskiy, Anatoliy Solonitsyn

Habilite a legenda no botão CC ao canto direito do player

Num futuro indefinido, um guia (Stalker) conduz dois homens conhecidos como Escritor e Professor a uma área proíbida, lacrada pelo governo "a Zona". Dentro dela há uma usina desativada onde existe um aposento que possui a propriedade de realizar os desejos de quem entra nele.


 

FASCISMO SEM MÁSCARA

(OBYKNOVENNYY FASHIZM) | URSS | 1965 | Direção: Mikhail Romm

Elenco: Mikhail Romm (narrador), Marlene Dietrich, Joseph Goebbels, Adolf Hitler, Joseph Stalin

Intercalando imagens do presente (1965) e material capturado do arquivo do Ministério de Propaganda do III Reich, da coleção pessoal de Hitler e fotografias apreendidas de soldados alemães da SS, Mikhail Romm, diretor e também narrador do filme, desenvolve uma aguda reflexão sobre a natureza do fascismo, enquanto reconstrói a trajetória de sua ascensão e queda. “O Fascismo de Todos os Dias” é de longe o mais profundo, criativo e impactante documentário realizado sobre o tema.


 

DERSU UZALA

(DERSU UZALA) | URSS | 1975 | Direção: Akira Kurosawa

Elenco: Maksim Munzuk, Yuriy Solomin, Mikhail Bychkov

Explorador e cartógrafo do exército russo mapeia a Sibéria no fim século 19, com a ajuda de caçador nativo avesso aos padrões mercantis de conhecimento e relação com a natureza.


 

VÁ E VEJA

(IDI I SMOTRI) | URSS | 1985 | Direção: Elem Klimov

Elenco: Aleksey Kravchenko, Olga Mironova, Liubomiras Laucevicius

Em 1943, o adolescente Floria, de uma aldeia bielorussa, encontra um velho fuzíl e se junto ao movimento guerrilheiro de resistência contra os nazistas. A ocupação da Bielirússia foi de uma selvageria sem precedentes.


 

BORIS GODUNOV

BORIS GODUNOV | URSS | 1986 | Direção: Serguey Bondarchuk

Elenco: Sergey Bondarchuk, Alyona Bondarchuk, Gennadi Mitrofanov

Sergei Bondarchuk adapta, dirige e estrela a tragédia de Pushkin, "Boris Godunov", ambientada no período 1598-1605, às vésperas da "Era das perturbações". Com a morte do czar Ivan, O terrível, Boris Godunov se torna regente e 13 anos mais tarde, em 1958, assume o trono, com aparentemente relutância, assombrado por rumores de que fora responsável pelo envenenamento do legítimo herdeiro de Ivan, o filho Dimitry. Alguns anos depois, um pretendente posa como o príncipe perdido e lidera uma revolta para derrubar Boris, personagem, a exemplo do Macbeth de Shakespeare, profundamente dividido entre a ambição e o remorso.


 

CIDADE ZERO

GOROD ZERO | URSS | 1988 | Direção: Karen Shakhnazarov

Elenco: Leonid Filatov, Oleg Basilashvili, Vladimir Menshov

Durante a perestroika, quando tudo parece estar de cabeça para baixo, Aleksei Varakin, representante de uma industria de Moscou, é enviado para uma pequena cidade para tratar com um fornecedor de máquinas de ar condicionado. O que era uma viagem de negócios corriqueira se transforma em pesadelo, à medida que Varakin se envolve em situações bizarras. Para completar o absurdo, Varakin descobre que não é possível deixar a cidade.



ANNA KARENINA: A HISTÓRIA DE VRONSKY

(ANNA KARENINA. ISTORIYA VRONSKOGO) | Rússia | 2017 | Direção: Karen Shakhnazarov

Elenco: Elizaveta Boyarskaya, Kirill Grebenshchikov, Vladimir Ilin

1904. Guerra Russo-Japonesa. Manchúria. Hospital militar russo nas estações de retirada de um vilarejo chinês parcialmente destruído. O responsável pelo Hospital, Sergei Karenin, descobre que o Conde Vronsky, ferido e em recuperação ali, é o homem que arruinou a vida de sua mãe, Anna Karenina. Sem nutrir esperanças ou esperar respostas, Karenin faz a Vronsky a pergunta que o vem atormentando por toda a vida: o que fez a sua mãe tirar a própria vida? Depois de hesitar um pouco, Vronsky concorda em contar a história de seu trágico amor por Anna Karenina, ressaltando que as pessoas só lembram o que escolhem se lembrar. Imerso no passado, Vronsky começa a rememorar uma história de 30 anos atrás e finalmente percebe o quanto, ao longo dos anos, esteve sufocado pelo passado.



O SOL ENGANADOR

(UTOMLENNYE SOLNTSEM) | Rússia | 1994 | Direção: Nikita Mikhalkov

Elenco: Nikita Mikhalkov, Ingeborga Dapkunaite, Oleg Menshikov

Rússia, verão de 1936. Kotov, um herói revolucionário e comandante do exército russo, está passando uma temporada em sua casa de campo junto de sua filha e de sua esposa. Tudo corre bem até a chegada de seu velho amigo Dimitri, um homem charmoso que logo ganha as atenções das mulheres da casa. No entanto, Kotov sabe a verdade sobre o velho conhecido e, no meio do governo de Stalin, sabe que há algum perigoso segredo escondido por trás da aparente visita social de Dimitri.


 

O BARBEIRO DA SIBÉRIA

(SIBIRSKIY TSIRYULNIK) | Rússia | 1998 | Direção: Nikita Mikhalkov

Elenco: Julia Ormond, Oleg Menshikov, Aleksey Petrenko

Douglas é um empresário e resolve se aventurar pela Sibéria, na Rússia, em 1885, para vender uma nova colheitadeira de madeira movida à vapor. Jane, assistente de Douglas, acompanha ele na viagem e acaba se apaixonando por Andrei, um oficial russo, por quem faz juras de amor. Porém, o general Radlov se encanta com a beleza dela e, para ajudar Douglas a ter uma reunião com o grão-duque, ela nega seu amor por Andrei, que acaba descobrindo e atacando o general.

Serviço:

Planos de assinatura com acesso a todos os filmes do catálogo em 2 dispositivos simultaneamente.

Valor assinatura mensal: R$ 9,90 | Valor assinatura anual: R$ 108,90

Super Lançamentos: Com valores variados, a sessão ‘super lançamentos’ traz os filmes disponíveis no cardápio para aluguel por 72hs. 

Para se cadastrar acesse: www.belasartesalacarte.com.br e clique em ASSINE.

Ou vá direto para a página de cadastro: https://www.belasartesalacarte.com.br/checkout/subscribe/signup

Aplicativos disponíveis para Android, Android TV, IPhone e Apple TV. Baixe Belas Artes À LA CARTE na Google Play ou App Store.


Nenhum comentário:

Filho de Boi é exibido pela primeira vez no Brasil dentro da 44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

Depois de passar por prestigiados festivais internacionais, Filho de Boi será exibido no Brasil. O longa baiano foi selecionado para a 44ª M...