Conheça a seleção oficial das mostras Exibições Especiais, Outros Olhares e o Filme de Encerramento

Em todo o delírio de suas fábulas, Glauber Rocha antecipou muita coisa do que vê-se hoje no país. Em Antena da Raça, Paloma Rocha e Luís Abramo resgatam diálogos, trechos, cenas dos filmes e entrevistas feitas pelo diretor do Cinema Novo e os atualizam com personagens reais, atores da nossa tragédia contemporânea. É com esse filme, que intercala passado e presente, que encerramos nossa 9ª edição.

EXIBIÇÕES ESPECIAIS

Entre as mostra deste ano, está a Exibições Especiais, que conta com filmes de grandes mestres do cinema mundial e busca a redescoberta de títulos, privilegia o cinema brasileiro e abre um espaço especial para pré-estreias.

Com uma seleção reduzida nesta edição, a seleção traz apenas dois títulos que sintetizam muito bem a o objetivo da mostra. O TANGO DO VIÚVO e seu espelho deformador, é um deles. Primeiro longa-metragem do diretor chileno Raúl Ruiz, filmado em 1967, o filme só foi finalizado este ano pela viúva do cineasta, Valeria Sarmiento. O Tango do Viúvo foi encontrado recentemente, restaurado e teve a sua primeira exibição no Festival de Berlim.

Quem completa a seleção é o diretor brasileiro Karim Aïnouz, com seu filme Nardjes A. O longa também foi exibido este ano na Berlinale e conta a história da militante argelina que lhe dá nome em meio aos protestos populares contra a quinta candidatura do então presidente Bouteflika. 

Nardjes A. (Argélia/França/Alemanha/Brasil/Catar, 2020, 80 min), de Karim Aïnouz

O TANGO DO VIÚVO e seu espelho deformador (Chile, 2020, 63 min), de Raúl Ruiz e Valeria Sarmiento

 

OUTROS OLHARES 

A Mostra Outros Olhares mescla em sua seleção longas e curtas-metragens ainda mundialmente inéditos e filmes que já possuem uma trajetória em festivais e mostras internacionais recentes. São várias propostas, estilos, linguagens e abordagens feitos em torno de uma série de extremidades que reflete o mundo atual.

Fazem parte da seleção de longas-metragens os brasileiros inéditos O índio cor de rosa contra a fera invisível: a peleja de Noel Nutels, de Tiago de Almeida, e A Flecha e a Farda, de Miguel Antunes Ramos, além de O Reflexo do Lago, que esteve na seleção Festival de Berlim. Da Berlinale também chegam o indiano Crônica do Espaço, de Akshay Indikar, a co-produção França, Bélgica e Burkina Faso, Traverser (Após a Travessia), dirigido por Joël Akafou, e o longa argentino Responsabilidade Empresarial, de Jonathan Perel.

Do FIDMarseille chega a co-produção Eslovênia e República Tcheca, Oroslan, de Matjaz Ivanisin, do NY Film Festival vem Trouble, uma co-produção entre Estados Unidos e Reino Unido dirigida por Mariah Garnett e, por fim, o longa chileno Visão Noturna, dirigido por Carolina Moscoso Briceño.

Já fez seu cadastro para o Passaporte Acesso Livre? 

As inscrições vão até 2 de setembro!

O Passaporte Acesso Livre surge como um reconhecimento da importância e fidelidade de nosso público. E se um festival de cinema é movido pelas pessoas que participam dele, queremos, mais do que nunca, compartilhar essa nova experiência, estando ainda mais próximo de todos.

Nenhum comentário:

Crítica Filme - 10 Horas Para o Natal - Rita Vaz

  Chega amanhã aos cinemas brasileiros o filme “10 Horas Para o Natal”. E eu posso garantir a você, que o longa é uma grata surpresa para ...