Crítica Filme "Dolittle" - Rita Vaz




Dolittle é um personagem da literatura clássica inglesa, do escritor Hugh Lofting, que já foi traduzido para dezenas de idiomas e reportado em diversos filmes.

Em 1967 um musical intitulado “O Fantástico Doutor Dolillte” apresentou à grande massa, através do cinema, esse personagem tão especial.

E ele se tornou bastante conhecido no final da década de 1990, quando o ator Eddie Murphy personificou Dolittle, fazendo um enorme sucesso, também no cinema, tanto que o filme teve algumas sequencias.

Nessa época o que mais ligava o filme ao clássico da literatura, era o fato de o personagem falar as diferentes línguas dos animais, pois, a história foi levada para a época atual.

O diferencial desse nova longa dirigido por Stephen Gaghan é justamente a fidelidade à obra de Lofting, nele, conhecemos um Dolittle clássico, aquele do século dezenove.

No novo longa, encontramos um Dr. Dolittle isolado do mundo dos humanos, pois depois que perdeu sua esposa, o veterinário decidiu que somente a companhia dos animais lhe era suficiente.

Vivendo de um modo bastante excêntrico, ele é tirado do seu isolamento justamente pela pessoa que concedeu a ele um grande pedaço de terra, onde ele vive e cuida de seus amigos animais.

Essa pessoa é a Rainha Victória da Inglaterra, que está doente e solicita sua ajuda para encontrar um remédio que tem suas peculiaridades e só existe em um determinado local.
Ela sabe que poucas pessoas têm a inteligência e a sagacidade para tal feito.

Imbuído dessa obrigação, e com a ajuda de seus amigos animais e um novo assistente, ele sai em uma aventura onde encontrará muitos desafios, inclusive reencontrando antigos inimigos e descobrindo novas criaturas.

O diretor Stephen Gaghan faz um filme bastante divertido, colorido e cheio de aventura, e nisso ele conquista plateias tanto de adultos quanto de crianças.
Os efeitos especiais são impressionantes, extremamente bem feitos.

O ator Robert Downey Jr, parece perfeito para o papel, já que traz consigo uma excentricidade natural ao personagem.

Mas, cabe dizer que parece que ele está um tanto parecido em seus personagens, precisando, quem sabe, tirar um pouco dele mesmo, de suas interpretações.

“Dolittle” é um filme que fala de amor, de amizade, de companheirismo, de fé, de esperança, de alegria e muito mais.

Resumindo, é um filme muito positivo, daqueles que as pessoas precisam ver para se animarem e ter mais esperança na vida.

Título Original: Dolittle
Gênero: Aventura/Comédia
Duração: 1 hora e 42 minutos
Ano de Lançamento: 2020
Direção: Stephen Gaghan
Elenco: Robert Downey Jr, Antonio Banderas, Michael Sheen, Jim Broadbent, Jessie Buckley, Kasia Smutniak, Ralph Ineson, Joanna Page.

Nenhum comentário:

TEL AVIV EM CHAMAS, estreia nos cinemas dia 29 de outubro de 2020 com distribuição da Pandora Filmes. Longa exibido na seleção oficial do Fe...