Crítica Filme "Maria do Caritó" - Rita Vaz



Estreou nessa semana nos cinemas brasileiros, o singelo filme “Maria do Caritó”, que tem Lilia Cabral como atriz principal.

Adaptado da obra teatral homônima de Newton Moreno, o longa trabalha com uma intertextualidade que vai da poesia, ao teatro, ao circo, e às comédias que apresentavam o melhor do interior do país.

Logo no início do longa, a personagem Maria, nos conta que “caritó” é uma prateleira que fica nas paredes das casas sertanejas, onde são colocadas coisas que ficam à espera, e no caso dela, a que não teve chance de se casar, que ficou solteira.

E mais especificamente no caso dela, como ela mesma diz, ficou solteirona, porque está à beira de completar cinquenta anos e nunca teve uma experiência amorosa e ainda é venerada como santa por sua virgindade, por todos da sua cidade.

Acontece que quando ela nasceu, devido ao parto difícil, o seu pai fez uma promessa a São Djalminha, de que se ela sobrevivesse, ela nunca perderia a virgindade.

E é essa promessa feita pelo outro, que ela sofre, porque o pai não prometeu nada, vindo dele, mas, sim, da pobre da filha, que teve seu destino selado por ele logo que nasceu.

Apesar da religiosidade que permeia a história, é uma cigana que prevê a mudança no futuro de Maria, quando um circo chega à pequena cidade.

“Maria de Caritó” é um filme poético e leve, mas, que fala também do machismo, da imposição, da truculência de políticos e religiosos que se beneficiam das crenças da população que, por um motivo ou outro, se deixa ser enganada por eles.

O diretor João Paulo Jabur fez um filme que tem uma aura bucólica, que utiliza cores e texturas partuculares e que em vários momentos nos deixa em dúvida sobre qual época estamos, mas, de forma bastante engraçada, entendemos que a época é atual.

Além desse humor leve, de trazer ares de cidade pequena e de um tipo de circo que só existe no interior do país, o longa fala também de dar a volta por cima e não aceitar um destino que possa nos fazer infelizes.

“Maria de Caritó” é uma bela fábula brasileira que fala da mulher que de uma forma ou de outra, se empodera e toma a rédea do seu destino.

Título Original: Maria do Caritó
Gênero: Comédia
Duração: 1 hora e 34 minutos
Ano de Lançamento: 2019
Direção: João Paulo Jabur
Elenco: Lilia Cabral, Gustavo Vaz, Juliana Carneiro da Cunha, Leopoldo Pacheco, Larissa Bracher, Kelzy Ecard, Fernando Neves, Alice Assef.




Nenhum comentário: