Crítica Filme "O Pintassilgo" - Rita Vaz



Baseado no livro “O Pintassilgo” da escritora Donna Tartt, que foi um fenômeno editorial em 2013, vendendo mais de um milhão e meio de cópias somente nos Estados Unidos e ganhando o prêmio Pulitzer, não era de se estranhar que o filme homônimo fosse produzido.

“O Pintassilgo” é um filme denso, com muitos personagens, histórias que são contadas fora da linha normal do tempo e tem duas horas e meia de duração.

E apesar disso tudo, o diretor John Crowley consegue entregar um filme no qual não conseguimos tirar o olho da tela.

Na história conhecemos Theodore Decker, um menino de 13 anos que está com sua mãe em um Museu em Nova York, quando o mesmo sofre um atentado terrorista.

Nesse caos, a mãe de Theo morre e ele é impulsionado por homem que também está no meio dos escombros a levar com ele o quadro “O Pintassilgo”, do pintor holandês Carel Fabritius feito em 1654.

Esse evento marca e modifica a vida de Theo e de várias outras pessoas ao longo do tempo.

Após esse fato, ele entra em uma roda vida de acontecimentos nunca imaginado antes, e ele se apegará ao único objeto que o mantém ligado à sua mãe, o quadro do pequeno pássaro acorrentado.

Theo e as outras pessoas que vivem próximas dele, perceberão que muitos fatos na vida, não acontecem por acaso. Eles acontecem por um propósito maior.

Vai depender de cada um, perceber esse propósito ou não.

“O Pintassilgo” é um filme que tem um esmero impressionante na direção de arte. São os locais, os ambientes, o clima de elegância e classe que a história pede, que estão ali muito bem retratados.

Os atores estão muito bem produzidos também, cada detalhe de seus trajes e acessórios representam pontualmente seus personagens.

“O Pintassilgo” é uma história que fala de culpa, de abandono, de amadurecimento, de amizades e muito mais.

Vá ao cinema e se dê a oportunidade de conhecer essa bela e emocionante história.

Título Original: The Goldfinch
Gênero: Drama
Tempo de Duração: 2 horas e 30 minutos 
Ano de Lançamento: 2019
Direção: John Crowley
Elenco: Ansel Elgort, Oakes Fegley, Nicole Kidman, Jeffrey Wright, Luke Wilson, Sarah Paulson, Willa Fitzgerald, Aneurin Barnard, Finn Wolfhard.



Nenhum comentário: