Crítica Filme "O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio" - Rita Vaz



Faz quatro anos que vimos pela última vez, um dos grandes ícones do cinema em ação.

Agora o “exterminador” mais querido das telonas, retorna recheado de ação, explorando cada vez mais as viagens no tempo e com muita história para contar e recontar.

“O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio”, consegue, além de aproveitar muita coisa de suas histórias anteriores, lançar novas propostas de leituras, que deixarão seus fãs, ávidos por mais continuações.

Digamos que ele faz uma limpeza na história, para começar tudo de novo. Não, isso não é spoiler, fique tranquilo.

Com a conhecida premissa de poder viajar no tempo e alterar o futuro ou o passado, os personagens clássicos do novo “Exterminador” acabam tendo suas histórias subvertidas, e ganham novos horizontes a explorar.

Com um roteiro bem costurado, o diretor Tim Miller consegue situar o espectador, além de o deixar impressionado com as cenas de ação e os efeitos especiais.

Aliás, as cenas de ação entre exterminadores, foram elevadas a um patamar bem alto.

É impressionante a qualidade das cenas, que são visualmente perfeitas. Quando você pensa que não tem mais o que inventarem, eles inventam e fazem isso muito bem.

Os efeitos especiais também estão cada vez melhores e fica difícil a gente encontrar falhas ou borrões na tela.

O elenco está muitíssimo bem em cena, trazendo, além da performance corporal, uma profundidade aos seus personagens que precisam enfrentar desafios inimagináveis.

A volta de Arnold Schwarzenegger no filme é algo esperado, mas, dessa vez, ele vai surpreender ainda mais com a história que conta, ele consegue humanizar seu T-800.

Mas, é a volta de Linda Hamilton que deixou muita gente ansiosa pela estreia do filme, e ela está muito bem, como uma pessoa que passou por tragédias na vida e viu um apocalipse.

Na nova trama Dani, uma jovem mexicana, tem sua vida transformada quando começa a ser perseguida por um homem que ela nem imagina que é do futuro e que não é um homem, e sim, uma máquina, que tem como missão matá-la.

Ela receberá ajuda de desconhecidos, mas, terá em suas mãos o destino da humanidade.

Muita ação, muitas perseguições e muitos efeitos especiais transformam essa premissa em um ótimo filme de ficção científica.

O longa tem menos humor que seus antecessores e atualiza suas histórias colocando o protagonismo em personagens femininas.

É a volta de Sarah Connor personificando a força da maturidade feminina, é Grace que luta de igual para igual com um exterminador e é Dani que tem em suas mãos o destino de bilhões de pessoas.

Mas, não pense que você já viu essa história, não, ela é bem diferente do que você está imaginando.

“O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio” dá uma nova personalidade à saga “Terminator” e ainda entrega muito entretenimento e alguma nostalgia para quem assistiu aos filmes anteriores.

Título Original: Terminator: Dark Fate
Gênero: Ficção Científica/Ação
Duração: 2 horas
Ano de Lançamento: 2019
Direção: Tim Mileer
Elenco: Arnold Schwarzenegger, Linda Hamilton, Mackenzie Davis, Gabriel Luna, Natalia Reyes, Edward Furlong, Diego Boneta, Bjorn Freiberg, Fraser James.

Nenhum comentário: