O Presidente dos Estados Unidos Corre Perigo no Novo Trailer de “Invasão ao Serviço Secreto”



Depois do enorme sucesso de 'Invasão à Casa Branca' e 'Invasão a Londres', que arrecadaram mais de 370 milhões de dólares ao redor do mundo, Gerard Butler está de volta aos cinemas no papel do agente Mike Banning, em 'Invasão ao Serviço Secreto'.

Dirigido por Ric Roman Waugh ('Sem Perdão'), o terceiro longa da franquia toma um rumo inesperado: Banning torna-se um fugitivo da polícia, acusado de ser o autor de uma tentativa de assassinato ao presidente dos Estados Unidos, interpretado pelo vencedor do Oscar, Morgan Freeman.

Com roteiro assinado Robert Mark Kamen ('Carga Explosiva', 'Busca Implacável') e Matt Cook ('Polícia em Poder da Máfia'), o longa chega aos cinemas nacionais em 5 de setembro de 2019.

Trabalhar em um filme mais pessoal foi importante para Butler, que não estava interessado em repetir a mesma fórmula dos dois anteriores. Mesmo sem deixar os tiros e explosões de lado, o ator, que também assina a produção do projeto, define o filme como "uma chance de se envolver com questões mais sérias e realizar uma jornada interna em meio a toda a loucura e ação".

Procurado pelo FBI, Mike Banning precisará fazer de tudo para provar a sua inocência. "Trata-se do mesmo homem, ocupando o mesmo cargo, porém a jornada desta vez é muito mais intensa e sombria", afirma Butler para a Entertainment Weekly.

"Trabalhamos duro para não decepcionar os fãs dos dois primeiros filmes, agora você vai poder conhecer muito melhor esse personagem". Animado com a produção, o ator ainda pontua que "é tão empolgante quando você mesmo cria algo e isso acaba se transformando em uma franquia [...] é sempre incrível acompanhar um novo herói e se aventurar junto a ele".

'Invasão ao Serviço Secreto' conta ainda com Jada Pinkett Smith ('Gotham'), Lance Reddick ('John Wick 3: Parabellum'), Tim Blake Nelson ('Quarteto Fantástico'), Piper Perabo ('Se Joga, Charlie'), Nick Nolte ('Noé') e Danny Huston ('Mulher-Maravilha') no elenco.
Danny Huston
Chris Browning
Michael Landes


Nenhum comentário: