Crítica Filme "Ted Bundy – A Irresistível Face do Mal" - Rita Vaz



Theodore Robert Bundy, mais conhecido como "Ted Bundy", foi um serial killer que matou mais de trinta mulheres (comprovadas) nos Estados Unidos na década de 1970.

A sua notoriedade ficou grande pela obviedade dos fatos e por ele mesmo ter conduzido sua defesa em determinada época e também pelo seu jeito sedutor, que mesmo durante o julgamento, conquistou muitas fãs.

A cinebiografia dirigida por Joe Berlinger é conduzida de um modo diferente do que estamos acostumados ao assistir uma história sobre um serial killer.

Apesar de a história ser brutal e repugnante, nem uma cena de violência é mostrada no filme.

Acredito que o diretor quis passar a mesma ideia que as pessoas tinham na época, a da dúvida sobre a culpa ou não de Ted Bundy.

E isso é muito bem explorado no filme. A negação da culpabilidade era tão grande, que todos, imprensa, familiares e o grande público ficavam em dúvida sobre a autoria dos crimes.

Na história conhecemos Ted na época em que ele conhece Liz Kendall, a pessoa com quem ele teria um romance prolongado.

É durante o relacionamento dos dois que os casos do serial killer aparecem nas mídias, ele é perseguido e muitas coisas acontecem.

O diretor Joe Berlinger além de contar a história de uma forma diferente do habitual, conta com a ótima atuação de Zac Efron que consegue passar dualidade em várias cenas.

São gestos, olhares, palavras, que fazem com que o espectador, que conhece a história, perceba que suas intenções estão a um pequeno passo de serem diferentes do que são apresentadas na tela.   

O restante do elenco está em sintonia na trama, mas o destaque vai para Lily Collins que entrega uma mulher apaixonada, angustiada e medrosa com relação à verdade.

A caracterização de época e o figurino estão excelentes.

“Ted Bundy – A Irresistível Face do Mal” prende a atenção do começo ao fim, tem no ator Zac Efron seu melhor trunfo, conta com algumas surpresas e deixa o espectador impressionado com tamanha monstruosidade com que um ser humano é capaz de cometer.

Perfeito para quem gosta de bons filmes baseados em histórias reais.

Título Original: Extremely Wicked, Shockingly Evil and Vile
Gênero: Suspense/Cinebiografia
Duração: 1 hora e 50 minutos
Ano de Lançamento: 2019
Direção: Joe Berlinger
Elenco: Zac Efron, Lily Collins, Kaya Scodelario, John Malkovich, Grace Victoria Cox, Jim Parsons, Haley Joel Osment, Dylan Baker.


Nenhum comentário: