Crítica Filme "Minha Vida em Marte" - Rita Vaz



Mônica Martelli estreou no cinema, em 2014, com o filme “Os Homens são de Marte e é Prá lá Que eu Vou”, baseado na peça homônima que esteve, durante anos, em cartaz, com estrondoso sucesso.

Nessa história, a personagem de Mônica, Fernanda, trabalhava como organizadora de casamentos junto com seu amigo e sócio Aníbal, e o seu maior sonho era encontrar “o homem da sua vida”, e encontrou.

No novo filme, a história é continuada. Passados alguns anos, e com uma filha de cinco anos, o casal (formado no primeiro filme) está vivendo um momento de crise.

São desencontros, conflitos constantes e uma apatia que nem um dos dois consegue esconder.

Mas, Fernanda se determina a salvar seu casamento, e com a ajuda de seu fiel amigo e sócio, Aníbal, vai usar diversos estratagemas para tentar seduzir seu esposo, mais uma vez.

A partir dessa premissa, muita coisa engraçada acontece.

Digamos que o casal principal da história, não é composto por esposo e esposa e sim por amiga/sócia e amigo/sócio, Fernanda e Aníbal.

Os dois tomam conta da história, com diálogos de humor ácido e de humor fácil, e na maioria das vezes, os dois funcionam.

A dupla acaba filosofando e fazendo graça sobre vários aspectos da vida a dois, seja no foro íntimo, seja no foro público.

São vários momentos em que a dupla faz o público rir bastante, e rir de si mesmo, porque em cena, situações bastante cabíveis de acontecer no dia a dia, são ironizadas.

Mônica Martelli e Paulo Gustavo têm um timing excelente para a comédia, isso todo mundo sabe, mas, juntos funcionam muito bem, o que traz credibilidade para a trama.

A diretora Susana Garcia entrega um filme engraçado, mas com alguns pontos duvidosos, como cenas em que parece que os personagens estão sozinhos em uma cerimônia de casamento, mesmo com uma igreja cheia, e conversam entre si, como se ninguém os escutasse. Isso seria impossível e lembra bastante uma cena de teatro.

Mas, tirando esses detalhes, o longa é uma ode a amizade e ao empoderamento feminino.

Em sua jornada, Fernanda descobre o valor de uma amizade verdadeira e o valor e peso de tomar as rédeas de sua vida e não depender de mais ninguém para ser feliz, além de si mesma.

“Minha Vida em Marte” é divertido, feito para desopilar, dar risadas e ainda faz você pensar que é possível ser feliz sim, por si só. Recomendo!

Título Original: Minha Vida em Marte
Gênero: Comédia
Tempo de Duração: 1 hora e 45 minutos
Ano de Lançamento: 2018
Direção: Susana Garcia
Elenco: Mônica Martelli, Paulo Gustavo, Marcos Palmeira, Fiorella Mattheis, Gabriel Braga Nunes, Marianna Santos, Dudu Pelizzari, Lucas Capri, Anitta.

Nenhum comentário: