Crítica Filme "Eu Sou Mais Eu" - Rita Vaz



A temática de voltar no tempo para resolver um problema atual, já foi bastante usada no cinema, mas, continua sendo um mote muito bom para novas histórias, e esse é o caso do filme “Eu Sou Mais Eu”.

Com Kéfera Buchmann no papel principal, o longa chega às telonas com um número enorme de fãs ou seguidores, mais de doze milhões.

A atriz, cada vez melhor em suas performances, nos leva de volta aos anos 2000.

Na história, Camila Mendes é uma popstar que tem uma legião de fãs e faz muito sucesso, mas, esse mesmo sucesso a deixou rude com as pessoas.

Todos à sua volta não conseguem satisfazê-la em nada e ela deixa isso bem claro.

Em meio a alguns acontecimentos e encontros com pessoas que fizeram parte de sua adolescência, Camila abre a porta de sua casa para uma fã um tanto estranha.

Para se ver livre dessa fã, ela resolve fazer logo uma selfie com ela, mas, ela não imaginava que esse momento se tornaria mágico e frustrante ao mesmo tempo, pois quando ela percebe está novamente em 2004 exatamente em um ponto onde sofria muito com bullying no colégio e não conseguia se afirmar como pessoa.

Justamente a época que na vida atual ela mais odiava lembrar.

A partir daí uma série de acontecimentos levarão Camila a se entender, aliás, muito mais a se entender do que se regenerar.

Quando uma pessoa é arrogante e rude, normalmente tem um porquê desse comportamento, e logicamente que esconde o motivo.

E é essa motivação (negativa) que vamos conhecer quando ela voltar à adolescência.
Camila vai ter a oportunidade de ser uma pessoa melhor.

O diretor Pedro Amorim entrega um filme bem resolvido, conta com um elenco enxuto (que dá conta da história), e tem uma direção de arte excelente.

Em cena vemos walkman, celular com o jogo da cobrinha, locadoras de vídeo (que saudade) e também músicas da época.

O figurino também está muito bem feito, às vezes aposta no exagero, mas acredito que seja essa a proposta.

O que mais está em questão na história são as amizades, que boas ou ruins, podem se transformar.

“Eu Sou Mais Eu” é um filme interessante de ver, leve e descompromissado. Se você é fã de Kéfera, você tem obrigação de assistir.

Título Original: Eu Sou Mais Eu
Gênero: Comédia
Duração: 1 hora e 38 minutos
Ano de Lançamento: 2019
Direção: Pedro Amorim
Elenco: Kéfera Buchmann, Giovanna Lancellotti, João Cortês, Arthur Kohl, Flavia Garrafa, Felipe Titto, Marcella Rica, Estrela Straus, André Lamoglia.

Nenhum comentário: