Crítica Filme "Era Uma Vez Um Deadpool" - Rita Vaz



O anti-herói Deadpool chegou às telas dos cinemas quebrando paradigmas e fazendo um sucesso absurdo por todo o planeta, apesar de seu modo bruto e ácido de ser.

Contra todas as expectativas de Hollywood, o público (maior) adorou o chamado Mercenário Tagarela.

Mas, apesar desse sucesso, muitas críticas surgiram, justamente pelo comportamento sem freios e medidas do personagem.

E junto com ela, uma massa enorme de pessoas, menores de idade que queriam ver o filme, mas não tinham idade suficiente para adentrar as salas de cinema.

Pois é, assistir um filme numa tela de cinema, e compartilhar com vários desconhecidos a mesma experiência, não tem preço.

Então, provavelmente pensando nesse filão de mercado, o diretor David Leitch pegou o filme, lançado em maio deste ano e fez uma versão mais leve, retirando o máximo de sangue, palavrões e cenas pesadas, e fez dele um conto de fadas.

Sim, um conto de fadas com direito a Deadpool contar a sua história, munido de um livro nas mãos e um cenário de quarto com um outro personagem sentadinho em sua cama, e pronto para ouvir a história.

Só que não é bem assim. Esse cenário existe, mas Deadpool sequestrou o diretor Fred Savage (ator, roteirista afiado) e o amarrou na cama, ele não tem saída, a não ser ouvir o conto de fadas.
O que acontece em cena é interessante.

Deadpool conta sua história de “Deadpool 2” exatamente como ela é, mas, com cortes que deixam a trama mais ligeira e menos ácida.

A pergunta é: isso tudo era necessário?

Talvez pela possibilidade daquele determinado público assistir a história na tela grande, porque todo mundo, independentemente da idade, já assistiu ao filme.

E talvez também, porque o diretor vislumbrou essa possibilidade e entregou um novo modo de ver filmes, quem sabe!

O ator Ryan Reynolds continua ótimo no papel, ainda mais solto no personagem, com essa nova possibilidade.

Como sempre, existe uma cena pós-crédito, que faz valer a pena esperar, como poucas, uma bela homenagem a Stan Lee, o pai de tantos personagens que há pouco nos deixou.

Então, se você é fã de Deadpool, vá ao cinema ver mais esse diferente episódio do herói.

Título Original: Once Upon a Deadpool
Gênero: Comédia/Ação
Tempo de Duração: 1 hora e 56 minutos
Ano de Lançamento: 2018
Direção: David Leitch
Elenco: Ryan Reynolds, Fred Savage, Josh Brolin, Morena Baccarin, Julian Dennison, Zazie Beetz, Leslie Uggams, Shioli Kutsuna.

Nenhum comentário: