Crítica Filme "O Doutrinador" - Rita Vaz



Baseado na HQ de mesmo nome, escrita por Luciano Cunha e lançada em 2008, pelo facebook, “O Doutrinador” chega aos cinemas com uma legião de fãs.

Quem não conhece o personagem fica bastante surpreso quando descobre sua história.

E essa surpresa aparece quando as pessoas ficam sabendo que esse anti-herói ou herói, é brasileiro e tem como objetivo exterminar com os políticos corruptos.

Interessante, não é? Pois bem, Miguel é um agente da polícia federal, que vive em um país dominado por um bando de políticos que só querem se dar bem.

Eles roubam e dividem entre si, o erário público, deixando a população perecer com falta de segurança, falta de atendimento na rede de saúde, falta de remédios e recursos básicos.

Quando Miguel sofre uma tragédia pessoal, ele se vê no limite, e começa a caçar todos os políticos envolvidos nesse caso específico, mas não deixando para trás, outros, que possam dar continuidade à roubalheira.

Por conta do destino, ele encontra uma pessoa que o ajuda nas investigações, mas, terá que enfrentar outras, que há pouco eram suas companheiras de trabalho.

Ele se torna um homem que quer vingança/justiça a qualquer custo, nem que seja com as próprias mãos.

Toda a história acontece em uma cidade imaginária, que parece conter um pouco de cada cidade brasileira e de cada rastro de corrupção também.

O diretor Gustavo Bonafé faz um filme dinâmico, com o gênero ação em alta, como há muito não se via no cinema nacional.

Os personagens são caricatos, mas são fiéis aos quadrinhos, o que vai deixar os fãs da HQ, muito contentes.

O elenco está entrosado e ótimo no filme, e o destaque vai para o ator Kiko Pissolato que encarna o Doutrinador com muita garra e muito sangue no olho.

E qualquer semelhança com nossa realidade, não é mera coincidência.

O autor da HQ, cansado de tanta hipocrisia com a política nacional, resolveu lutar do jeito que sabia, criando um personagem que fizesse uma catarse para ele e para a população brasileira.

E conseguiu! O filme proporciona excelentes momentos catárticos do início ao fim.

Por não termos um verdadeiro herói, daqueles que dá a possibilidade de julgamento ao bandido, mas termos aquele que mata todos os corruptos que estiverem ao seu alcance, sem pestanejar, portanto, temos um anti-herói, acabamos caindo naquela história na qual nos encontramos em um verdadeiro dilema moral.

A gente torce por ele, mesmo sabendo que o que acontece na tela, não deveria ser feito daquele jeito. Não deveria, mas a gente torce por ele no escurinho do cinema.

Portanto, vá ao cinema assistir “O Doutrinador”, você vai ficar surpreso com tanta com coisa boa na telona!

Título Original: O Doutrinador
Gênero: Ação/Policial
Tempo de Duração: 1 hora e 40 minutos
Ano de Lançamento: 2018
Direção: Gustavo Bonafé
Elenco: Kiko Pissolato, Samuel de Assis, Tainá Medina, Marilia Gabriela, Eduardo Moscovis, Helena Ranaldi, Natalia Lage, Natallia Rodrigues, Tuca Andrada.

Nenhum comentário: