Crítica Filme "Correndo Atrás de Um Pai" - Rita Vaz


“Correndo Atrás de Um Pai” é uma comédia que cumpre o que promete, é um filme que diverte sem a necessidade de se pensar muito, feito para desopilar a mente.
Na história conhecemos os irmãos gêmeos, Peter e Kyle, que não são nada parecidos, tanto fisicamente, quanto na personalidade.
Enquanto Kyle é despojado, bem-sucedido, tem um casamento feliz e um filho a caminho, Peter, acabou de se divorciar, tem um relacionamento ruim com o filho, tem um trabalho que não gosta e é mal-humorado.
Os dois não se falavam há anos, até que a mãe deles se casa novamente.
Apesar do constrangimento de ambos quando se reencontram na festa, eles tentam disfarçar por respeito à mãe e ao novo padrasto.
Acontece que durante o casamento Peter descobre que sua mãe havia mentido para eles a vida inteira.
Ela tinha dito que o pai biológico dos dois havia falecido de câncer quando eles ainda eram pequenos, mas isso era uma mentira: o pai deles ainda estava vivo.
A partir dessa informação, os dois resolvem entrar em uma jornada para encontra-lo.
Mas, não será uma tarefa simples.
Seguindo as informações da mãe, e com o nome do suposto pai, eles partem pelos Estados Unidos a procura desta nova figura paterna.
O destino faz com que eles não acertem de primeira, e eles irão encontrar muitos homens que conheceram muito bem a mãe deles.
A jornada dos dois irmãos vai além da busca pelo pai, eles vão se reencontrar nessa viagem e diminuir o distanciamento enorme que havia entre eles.
Com um elenco de grandes estrelas, como Glenn Close no papel da mãe, J.K. Simmons como um possível pai, Owen Wilson como Kyle, Ed Helms como Peter e outros também importantes e conhecidos, o diretor Lawrence Sher conta uma história previsível, mas passível de risos.

Título Original: Father Figures
Gênero: Comédia Dramática
Duração: 1 hora e 53 minutos
Ano de Lançamento: 2018
Direção: Lawrence Sher
Elenco: Ed Helms, Owen Wilson. Glenn Close, Terry Bradshaw, J.K. Simmons, Christopher Walken, Ving Rhames, Retta, Harry Shearer.


RITA VAZ

Nenhum comentário: