Crítica Filme - Star Wars - Os Últimos Jedi - Rita Vaz


Star Wars – Os Últimos Jedi

“Star Wars” finalmente estreou para alegria de milhares e milhares de fãs no Brasil.
Em uma estreia simultânea, cinéfilos tiveram o prazer de assistir juntos a mais um capítulo dessa incrível história que agrada gerações distintas.
O filme é de uma beleza incrível. Figurino, atuações, efeitos especiais, enredo, jornadas, tudo muito bem encaixado.
Além de todos esses méritos, o filme é surpreendente, e surpreende porque não mostra o que a gente normalmente espera.
Por exemplo, no final do longa anterior, Rey encontra Luke Skywalker, e parecia que se iniciaria aí, uma jornada de aprendiz, mas o que acontece no filme é muito diferente do que a gente imagina.
Aquela imagem de aluno e mestre unidos, os dois se empenhando em ensinar e aprender, não rola, o que rola é um Luke ofensivo, difícil, e uma Rey persistente.
Mas, apesar de parecer que essa jornada não acontece, ela acontece sim, mas de uma forma diferente, a jornada se mostra mais interiorizada do que nunca.
Talvez seja exatamente esse o poder da força.
Enquanto isso, o exército da Primeira Ordem está quase acabando com a Aliança Rebelde, mas como a esperança é a última que morre, e é o lema da Princesa Leia, todos os ataques, subterfúgios, ideias e ajuda são bem-vindas.
O que acontece de muito interessante na história também é a ligação entre Rey e Kylo Ren, os dois se conectam e constroem uma relação à distância que vai gerar consequências inesperadas.
Sob a direção de Rian Johnson, as guerras espaciais são extremamente bem coreografadas e complexas, há de se prestar atenção no todo, para não se perder.
As atuações são excelentes como sempre, apesar de alguns personagens serem pouco desenvolvidos.
As batalhas com o sabre de luz são somente boas, nem uma me chamou a atenção como algumas sequencias anteriores da saga.
Na metade do filme, durante a possível aniquilação da Resistência, dá um pouco de cansaço, como se a história pudesse ter alguns minutos a menos ou ser resolvida mais rapidamente.
A trilha sonora é ótima, relembra o clássico com uma roupagem nova, de uma forma positiva.
E os robôs estão lá, todos, fofos e generosos como sempre.
Para finalizar, “Star Wars – Os Últimos Jedi” é um filme emocionante, dinâmico, empolgante e deixou um gosto de quero mais!!!

Título Original: Star Wars: The Last Jedi
Gênero: Ficção Científica/Ação
Duração: 2 horas e 32 minutos
Ano de Lançamento: 2017
Direção: Rian Johnson
Elenco: Daisy Ridley, John Boyega, Oscar Isaac, Mark Hamill, Adam Driver, Carrie Fisher, Kelly Marie Tran, Andy Serkis, Benicio Del Toro, Lupita Nyong’o.


RITA VAZ

Nenhum comentário: