Minha Crítica "Sem Escalas"




“Sem Escalas” é um filme tenso e com muita ação, tem um mistério que envolve o espectador e tem a proeza de fazer tudo isso dentro de um avião.
Liam Neeson se firmou de vez em papéis de filmes de ação, como o cara que é forte, bate e atira sem fazer muitas perguntas, e é exatamente o que a gente espera dele agora.
Nessa nova trama Neeson é o agente Neil Marks, que trabalha para uma companhia aérea fazendo a segurança à bordo, mas embarca como se fosse um simples passageiro justamente para ficar de olho em quer for preciso.
Dentro do avião ele começa a receber mensagens em seu celular, avisando-o de que um passageiro será morto a cada vinte minutos se uma quantia enorme de dinheiro não for depositada em determinada conta.
A princípio, ele não acredita na história, mas faz todo o procedimento padrão em caso de ameaças em um avião.
Apesar de seu esforço, vinte minutos depois um passageiro é assassinado e o drama tem início.
À bordo da grande aeronave todos os passageiros são suspeitos, e como o vôo é internacional pessoas com diferentes características físicas estão presentes, como é o caso do árabe, do afro-descendente, da loira sensual, do policial nova-iorquino e outros.
Os olhares de suspeita e acusação não são nada discretos.
Apesar de Neil estar em plena investigação de quem é o assassino e ainda encontrar uma bomba à bordo, todas as pistas apontam para ele como sendo o grande articulador desse seqüestro aéreo.
A dúvida sobre a identidade do terrorista permanece até os minutos finais do filme, deixando inclusive a platéia em dúvida.
Para quem gosta do gênero, uma pedida perfeita. Recomendo!

Nenhum comentário:

Filho de Boi é exibido pela primeira vez no Brasil dentro da 44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

Depois de passar por prestigiados festivais internacionais, Filho de Boi será exibido no Brasil. O longa baiano foi selecionado para a 44ª M...