Crítica Filme "Serra Pelada"




“Serra pelada” é um filme que documenta um momento importante do Brasil.

Na década de 1980 foi encontrado ouro em uma montanha no sul do Pará, pouco tempo depois de a notícia ser divulgada pelos jornais, milhares de homens provenientes de todos os cantos do Brasil chegaram por lá, atrás de riqueza.

A história desse “maior garimpo a céu aberto do mundo”, nos é contada através dos olhos de dois amigos de infância, Juliano e Joaquim.

Joaquim é professor, é casado e sua esposa está grávida. Depois de ler a notícia sobre Serra Pelada, ele decide que não quer que seu filho tenha uma vida pobre como a que ele teve e vai atrás da fortuna em forma de ouro no Pará.

Junto com ele vai também Juliano, um amigo de infância que também deseja riqueza.
Eles chegam em Serra Pelada, mas nunca poderiam imaginar a quantidade de pessoas que tinha tido a mesma idéia.  

São milhares de homens que cavam a montanha à procura de ouro. Aliás, são cenas históricas muito bem reproduzidas mostrando um verdadeiro formigueiro humano.

Os dois amigos têm um mesmo objetivo, a princípio, mas com o passar do tempo a luta por espaço, literalmente falando e a ganância irá transformar ambos.

Joaquim percebe que o sonho dourado não é tão fácil de ser atingido e que sair dele é mais difícil ainda.

Juliano que se considerava um ninguém, descobre da maneira mais cruel, que lá é o lugar dele, um lugar de ganância, onde eles mesmos faziam as leis.

Durante a história Joaquim sempre fala “esse lugar piora as pessoas” e no caso dos dois, tudo piora e é a amizade deles que será colocada à prova. 

Aos poucos os dois se transformam, assim como a montanha que hoje é um grande lago.
“Serra Pelada” é um filme grandioso, com ótimas atuações, roteiro redondo, que fala sobre amizade e sobre transformação. Recomendo!

Nenhum comentário: