Academia Brasileira de Cinema anuncia finalistas Grande Prêmio do Cinema Brasileiro


COMEÇA A VOTAÇÃO POPULAR PARA O
GRANDE PRÊMIO DO CINEMA BRASILEIRO
Público poderá escolher os vencedores em três categorias

Os fãs de cinema já podem participar da votação popular para definir os vencedores em três categorias da 12ª edição do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, maior premiação do cinema nacional. O público poderá escolher os seus filmes preferidos nas categorias “Melhor longa-metragem de ficção”, “Melhor longa-metragem estrangeiro” e “Melhor longa-metragem documentário” através do site www.academiabrasileiradecinema.com.br ou pela fan page (www.facebook.com/GPdoCinemaBrasileiro). A votação popular termina no dia 12 de novembro. Os vencedores receberão o Troféu Grande Otelo durante a cerimônia de premiação que será realizada no dia 13 de novembro, às 21h, na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro. O Grande Prêmio será exibido ao vivo, a partir das 20h45 no Canal Brasil, e também no site www.canalbrasil.com.br.

Os cinco filmes que disputam a preferência do público na categoria “Melhor longa-metragem de ficção” são: “Corações Sujos”, de Vicente Amorim, “Febre do Rato”, de Claudio Assis, “Gonzaga de Pai para Filho”, de Breno Silveira, “Heleno”, de José Henrique Fonseca, e “Xingu”, de Cao Hamburguer. Na categoria “melhor longa-metragem documentário”, os finalistas são “5x Pacificação”, “A Música segundo Tom Jobim”, “Raul – O início, o fim e o meio”, “Tropicália” e “Uma Longa Viagem”. Entre os estrangeiros, estão concorrendo os filmes “A Invenção de Hugo Cabret”, “A Separação”, “Argo”, “As Aventuras de Pi” e “Intocáveis”.

Do ponto de vista profissional, ao premiar os realizadores todos os anos, a Academia consolida o cineasta de cinema junto aos seus pares e à opinião pública; fortalece a família do cinema brasileiro e ressalta a importância da nossa atividade na economia”, explica Roberto Farias, presidente da Academia Brasileira de Cinema. “Do ponto de vista afetivo, é uma consagração, um carinho que os colegas dedicam ao premiado, reconhecendo seu trabalho e sua importância no cinema brasileiro”, completa.

O Grande Prêmio do Cinema Brasileiro é organizado pela Academia Brasileira de Cinema e realizado pela Espaço/Z, e conta com o patrocínio da TV Globo através da Lei Federal de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura e da Prefeitura do Rio de Janeiro através da RioFilme. A premiação tem ainda copatrocínio da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro, Cinemark e Telecine e apoio da Globo Filmes, Canal Brasil, PwC, Kinoplex, Filme B, Clear Channel, UCI Cinemas, AdoroCinema, Sony Pictures, Downtown Filmes, Lereby, Warner Bros., Paris Filmes, Fox Filmes, Europa Filmes, Mixer, O2 Filmes e Paramount Pictures.

FINALISTAS

Liderando a lista dos finalistas está o filme “Gonzaga de Pai para Filho”, de Breno Silveira, que recebeu 15 indicações, seguido de perto por “Xingu”, de Cao Hamburguer, com 13. “Corações Sujos”, de Vicente Amorim, teve dez indicações e “Heleno”, de José Henrique Fonseca, recebeu nove indicações. “2 Coelhos”, Afonso Poyart, foi indicado em oito categorias e “Febre do Rato”, de Claudio Assis, e “Paraísos Artificiais”, de Marcos Prado, teve cinco indicações. Concorrendo em três categorias aparecem os filmes “À Beira do Caminho” e “Boca”, além dos documentários “A Música segundo Tom Jobim”, “Raul – O início, o fim e o meio” e “Tropicália”. Os filmes “Sudoeste”, “Reis e Ratos”, “Luz nas Trevas – A Volta do Bandido da Luz Vermelha” e “E aí... Comeu?” receberam duas indicações cada. Com uma indicação estão “Era uma vez eu, Verônica”, “Os Penetras”, “Astro – Uma Fábula Urbana em um Rio de Janeiro Mágico”, “Disparos”, “Menos que nada”, “Violeta foi para o Céu”, “5x Pacificação”, “Marighella”, “Marcelo Yuka no caminho das Setas” e “Uma Longa Viagem”.

Os finalistas na categoria Melhor Longa-Metragem Infantil são “31 Minutos”, de Álvaro Díaz e Pedro Peirano; “Brichos – a Floresta é Nossa”, de Paulo Munhoz; “Cocoricó Conta Clássicos”, Fernando Gomes e “Peixonauta – Agente Secreto da O.S.T.R.A”, de Célia Catunda e Kiko Mistrorigo. “Brichos – a Floresta é Nossa” e “Peixonauta – Agente Secreto da O.S.T.R.A” também disputam o prêmio de Melhor Longa-Metragem de Animação.

“A Mão que Afaga”, “A Melhor Idade”, “A Onda traz o Vento Leva”, “Laura” e “O Duplo” foram selecionados para o prêmio de Melhor Curta de Ficção de 2012, enquanto “A Cidade”, “Desterro”, “Elogio da Graça”, “Filme para Poeta Cego” e “Quem tem Medo de Cris Negão?” disputam o prêmio de Melhor Curta-Metragem Documentário. Na categoria Curta-Metragem Animação foram classificados “Cabeça de Papelão”, “Dia Estrelado”, “O Ogro”, “Realejo” e “Valquíria”.

Acompanhe as novidades do Grande Prêmio:

Nenhum comentário: