Crítica Filme "Marcados Para Morrer".

Dois policiais, dois companheiros, dois irmãos.
Assim são Taylor e Zavala, dois amigos que trabalham na polícia de Los Angeles, em uma das zonas mais perigosas da cidade.
No novo filme de David Ayer, a corrupção da polícia é deixada de lado para mostrar o que há de melhor em pessoas que estão engajadas na manutenção do equilíbrio da sociedade.
Durante o longa, vemos os amigos, conversando sobre diversos assuntos enquanto fazem suas rondas, e é assim que conhecemos e simpatizamos com seus personagens. Os dois são corajosos e audaciosos, enfrentam todas as situações em que se fazem necessários, e é em uma dessas operações que eles fazem a apreensão de uma quantia em dinheiro que pertence a um cartel de tráfico de drogas.
Esse cartel está sendo investigado pela polícia federal pelo tamanho do estrago que estão fazendo na cidade.
A apreensão feita por Taylor e Zavala chama a atenção dos bandidos que querem saber quem interferiu na rotina deles para eliminá-los.
Mesmo avisados de que estão “marcados para morrer”, eles não se sentem acuados e continuam em suas investigações.
Um thriller empolgante e emocionante que consegue levar o espectador para dentro da história, sentindo as mesmas emoções que os personagens.
Para quem gosta do gênero policial, um tiro certo, desculpem o trocadilho! 

Título Original: End of Watch
Gênero: Policial
Tempo de Duração: 1 hora e 49 minutos
Ano de Lançamento: 2012
Direção: David Ayer
Elenco: Jake Gyllenhaal, Michael Peña, Anna Kendrick, Cody Horn, America Ferrera, Frank Grillo, Natalie Martinez, David Harbour.
Curiosidades: O diretor David Ayer “Os Reis da Rua”além de dirigir, roteiriza o filme.

Nenhum comentário:

A VIDA INVISÍVEL no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro

  Produzido por Rodrigo Teixeira, da RT Features, A VIDA INVISÍVEL teve sua estreia mundial no Festival de Cannes de 2019, no qual conquist...