O patriarca e o bacharel - Livro de Luís Martins usa teorias de Freud e Gilberto Freyre para compreender a Proclamação da República


Os bacharéis que fizeram a República em 1889 viveram um sentimento bastante difundido de remorso em relação à própria atuação histórica, numa situação verdadeiramente edipiana, de revolta de filhos contra pais. Esta é a análise central do livro O patriarca e o bacharel, de Luís Martins, um livro publicado originalmente em 1953 e elogiado por grandes nomes da cultura brasileira, que a editora Alameda relança agora.
O livro retrata como os homens que fizeram a República passaram a questioná-la ou, até, tornaram-se defensores da monarquia e de D. Pedro II. Martins usa como fonte álbuns e documentações privadas e livros de republicamos de primeira hora, além de recorrer a Gilberto Freyre e às idéias de Freud para analisar a política brasileira num momento crucial. Para Martins, D. Pedro II, com sua imensa barba, representou a figura do pai e do patriarca conservador, contra a qual se insurgiram os jovens e rebeldes bacharéis republicanos, filhos da sociedade patriarcal. Os representantes da República atacam e, simbolicamente, matam Dom Pedro II, vivendo, depois, o sentimento de remorso.
O patriarca e bacharel realiza uma leitura eclética de um momento central para a história do país e de suas elites, combinando, com raro talento de escritor (Luís Martins foi jornalista, romancista e crítico de arte), sociologia, história e psicanálise.
Sobre o autor: O carioca Luís Martins (1907-1981) foi jornalista, poeta, romancista e crítico de arte. Perseguido pelo Estado Novo após a publicação do romance Lapa (1936), mudou-se para São Paulo em 1940. Por 35 anos, foi cronista do jornal O Estado de S. Paulo, onde se tornou conhecido como LM, iniciais que usava para assinar textos.

Nenhum comentário:

Com vozes de Giovanna Antonelli e Murilo Benício, 'Amigos Imaginários' ganha novo trailer

Longa chega aos cinemas do país em 16 de maio Assista ao trailer DUBLADO AQUI Está no ar mais uma prévia do mundo de encanto que toma cont...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba