Canal Brasil exibe maratona especial em homenagem à extensa carreira de Roberto Farias

O Canal Brasil exibe, no dia 31 de maio, uma mostra especial do cineasta Roberto Farias (1932-2018). Um dos pioneiros do cinema independente do país, durante sua extensa carreira, Farias comandou a Embrafilmes, presidiu a Academia Brasileira de Cinema e criou importantes entidades da indústria, como o Conselho Nacional de Cinema, além de dirigir filmes que disputaram com obras de Bergman, Fellini e Buñuel no Festival de Cannes, nos anos 60. Para celebrar o legado do diretor, que foi um dos fundadores do Canal Brasil, a próxima sexta-feira será inteiramente dedicada à exibição de suas obras clássicas. Serão nove títulos realizados por ele, além do documentário inédito "Roberto Farias - Memórias de Um Cineasta", coprodução do Canal Brasil dirigida por sua filha, Marise Farias, que vai ao ar às 22h. 

Com um olhar intimista, Marise ilustra a paixão do pai pelo cinema e conta sua trajetória profissional e pessoal desde a infância, passando pela atuação política, econômica e cultural no audiovisual brasileiro. O filme, que teve primeira exibição no Festival de Gramado de 2023, traz depoimentos de grandes nomes do cinema brasileiro, como Luiz Carlos Barreto, Cacá Diegues e Zelito Viana. 

O filme que abre a maratona, às 8h, é "Selva Trágica", de 1964. Depois, às 9h50, vem a comédia musical "Rico Ri à Toa", que marcou a estreia de Roberto Farias na direção, em 1957. Às 11h30, o canal exibe "Toda Donzela Tem um Pai que é uma Fera", de 1966, um clássico considerado o precursor do gênero da "pornochanchada". "O Fabuloso Fittipaldi", de 1973, é um documentário sobre Emerson Fittipaldi, campeão e ícone da Fórmula 1, e estará na programação às 13h40. 

Em seguida, vai ao ar a trilogia de filmes de Roberto Carlos: às 15h20, "Roberto Carlos em Ritmo de Aventura", de 1968; às 17h, "Roberto Carlos e o Diamante Cor-de-Rosa", de 1970; e, por último, às 18h35, o terceiro filme da série, "Roberto Carlos a 300 Quilômetros por Hora", de 1971. Às 20h15, será exibido o longa que é por muitos considerado a grande obra-prima do diretor, "Assalto ao Trem Pagador", filme de 1962 baseado em uma história real. Para fechar o especial, vem "Pra frente, Brasil", que entrou na lista de 100 melhores filmes de todos os tempos da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema).


Maratona Roberto Farias

Horário: Sexta, dia 31/05, a partir das 8h


 8h - Selva Trágica (1964)

 9h50 - Rico Ri à Toa (1957)

 11h30 - Toda Donzela Tem um Pai que é uma Fera (1966)

 13h40 - O Fabuloso Fittipaldi (1973)

 15h20 - Roberto Carlos em Ritmo de Aventura (1968)

 17h - Roberto Carlos e o Diamante Cor-de-Rosa (1970)

 18h35 - Roberto Carlos a 300 Quilômetros por Hora (1971)

 20h15 - Assalto ao Trem Pagador (1962)

 22h - Roberto Farias - Memórias de Um Cineasta (2023) - INÉDITO

 23h35 - Pra Frente, Brasil (1982)

Nenhum comentário:

Segunda temporada de A Casa do Dragão chega ao catálogo da Watch Brasil, por meio da Max

A Watch Brasil, o principal hub de conteúdo para provedores de internet no Brasil, anuncia a esperada segunda temporada da aclamada série “A...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba