Nova série de true crime explora casos de mulheres que receberam pena de morte nos Estados Unidos

Cada episódio relata um crime angustiante e seu julgamento, com depoimentos exclusivos das condenadas, testemunhas, familiares, advogados e agentes da polícia

ESTREIA: 29/4, segunda-feira, 21h10

A partir da próxima segunda-feira, o A&E exibe a nova série original Condenadas à Morte (Women on Death Row). A produção conta a história das criminosas mais raras dos Estados Unidos: mulheres que foram condenadas por assassinato e sentenciadas à punição máxima, a pena de morte. Cada episódio relata um crime angustiante e seu julgamento, por meio de depoimentos exclusivos das condenadas, testemunhas, familiares da vítima, familiares das criminosas, advogados e agentes da polícia.

Condenadas à Morte também acompanha o processo de apelação, incluindo uma nova sentença em alguns casos, e mostra o impacto das novas leis de alguns estados nas condições em que as assassinas vivem na prisão enquanto esperam seu destino.

O A&E exibe episódios inéditos de segunda a quinta, às 21h10.

ESTREIA - 29/4, segunda-feira
No episódio de estreia, Shawna Forde foi condenada em 2009 pelos assassinatos de Raul Flores e de sua filha Brisenia, de 9 anos. No corredor da morte, aguardando sua execução, ela insiste em sua inocência. Shawna, seus familiares, especialistas e os profissionais que trabalharam no caso refletem sobre o crime, e como suas vidas foram afetadas devido à sentença.

30/4, terça-feira
Em 2009, Emilia Carr e seu namorado Joshua Fulgham foram condenados pelo sequestro e assassinato em primeiro grau de Heather Strong, mas somente Emilia foi condenada à morte. Ela continua a defender sua inocência e fala sobre sua experiência ao longo da investigação e sua vida no corredor da morte.

1/5, quarta-feira
Linda Carty, professora do ensino fundamental, foi condenada à morte em 2002 pelo sequestro de Ray Cabrera, um recém-nascido de três dias, e pelo sequestro e assassinato de sua mãe, Joana Rodríguez. Agora, os especialistas refletem sobre o seu caso e como a sentença de morte de Carty foi julgada.

2/5, quinta-feira
Em 23 de maio de 1995, Kerry Lyn Dalton foi condenada à morte por ter torturado e assassinado Irene Melanie May. A polícia prendeu Kerry e mais outras duas pessoas depois que algumas testemunhas relataram às autoridades que os ouviram dizer abertamente que a mataram. Tudo o que foi dito era verdade?


Classificação Indicativa: 14 anos

@CanalAE / www.facebook.com/CanalAE  / http://canalaetv.com.br/

Nenhum comentário:

Twisters: Warner Bros. divulga álbum com trilha sonora de filme estrelado por Glen Powell e Daisy Edgar-Jones

A Warner Bros. Pictures, em parceria com a Atlantic Records, anuncia “Twisters: The Album”, trilha sonora do novo longa-metragem do estúdio,...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba