Canal Brasil exibe "Mostra Ditadura Nunca Mais - 60 anos" com três dias de maratona

                                     "Codinome Clemente", longa inédito da maratona. Crédito: Divulgação.

O Canal Brasil vai exibir uma verdadeira maratona de produções com a temática da ditadura militar a partir de segunda, dia 1º, às 7h. Durante três dias ininterruptos, a grade do canal será ocupada por longas, curtas e séries que retratam a época mais obscura da história do país e relembram a restrição à liberdade e censura sofridas pela população brasileira e também protestos e manifestações da arte realizados nos anos de governo militar.

A programação conta também com dois curtas e um longa inéditos. O curta "Meio-Dia", exibido às 23h15 do dia 1 de abril, é dirigido por Helena Solberg e traz jovens em uma sala de aula que iniciam uma rebelião e ameaçam matar o professor como uma forma de resposta aos anos de tortura e repressão militar. No dia 2, às 22h40, o curta "Trago Notícias de Fernando", de Jáder Barreto Lima, reúne entrevista e reconstitui algumas cenas importantes sobre o Frei Fernando de Brito, padre dominicano que se firmou como uma figura importante no movimento de resistência à ditadura. A produção busca esclarecer algumas injustiças com o frei, cometidas pelos militares. 

O longa-documentário "Codinome Clemente", coproduzido pelo Canal Brasil, tem como costura principal o depoimento de seu protagonista, Carlos Eugênio Paz, músico, escritor e ex-guerrilheiro. Chamado de Clemente, ele participou da ALN (Aliança Libertadora Nacional). Dirigido e roteirizado por Isa Albuquerque, que busca retratar a geração que combateu o regime militar, o filme conta com imagens de arquivo e entrevistas de companheiros de luta de Clemente. 

Além dos conteúdos inéditos, a maratona conta com a exibição de filmes icônicos do cinema brasileiro como "Democracia em Preto e Branco", de Pedro Asbeg; "O Pastor e o Guerrilheiro", de José Eduardo Belmonte; "O Dia que Durou 21 Anos", dirigido por Camilo Tavares; "Cabra Marcado para Morrer", de Eduardo Coutinho, entre outros.


Mostra Ditadura Nunca Mais - 60 Anos

Horário: De 1/04 a 3/04, a partir das 7h do dia 1º (três dias em sequência)


Dia 1/04

7h - Jango (1984) (117’)

9h05 – Democracia em Preto e Branco (2014) (89’)

10h35 – Lamarca (127’)

12h45 – Cadê Heleny? (2022) (29’)

13h45 - Diário de Aquário (33')

14h20 - Lampião da Esquina (85')

15h45 - Ana. Sem Título, de Lúcia Murat

17h35 - Que Bom te Ver Viva (1989) (100’)

19h15 – Cadê Heleny? (2022) (29’)

19h45 - Torre das Donzelas (2019) (97’)

21h25 - Fico Te Devendo Uma Carta Sobre O Brasil (2019) (88’)

22h55 - A Entrevista, da Helena Solberg

23h15 - Meio-Dia, da Helena Solberg – INÉDITO

23h30 - O Pastor e o Guerrilheiro (2023) (115’)

01h30 - Pra Frente Brasil (1982) (105')

3h25 - O Desafio, de Paulo César Saraceni

5h05 – Marighella (doc) (2012) (95’)

6h45 – Cadê Heleny? (2022) (29’)


Dia 2/04

7h20 - Giocondo Dias - Ilustre Clandestino (2021) (91')

8h55 - Canções do Exílio (04 X 50')

12h05 - Diário de Aquário (33')

12h40 - A Entrevista, da Helena Solberg

13h - Meio-Dia, da Helena Solberg

13h45 - Memória Sufocada (2021) (75')

15h05 - O Dia que Durou 21 Anos (2011) (74')

16h20 - O Grande Irmão – O dia que durou 21 anos II (2022) (88')

17h50 - Setenta (2013) (96’)

19h30 - O Que É Isso Companheiro? (1997) (113’)

21h25 – Ação Entre Amigos (1998) (76')

22h40 - Trago Notícias de Fernando (2022) (13') – INÉDITO 

22h55 - Batismo de Sangue (2006) (110’)

0h50 - Lamarca (127’)

3h - O Pastor e o Guerrilheiro (2023) (115’)

5h00 - Que Bom te Ver Viva (1989) (100’)

6h40 - Tá Rindo de Que? – Humor e Ditadura (2019) (95’)


Dia 3/04

8h05 – A Entrevista, da Helena Solberg

8h30 - Marighella (doc) (2012) (95’)

10h10 - Libelu – Abaixo a Ditadura (2021) (90’)

11h45 - Memórias do Grupo Opinião (03X25’)

13h45 - Meio-Dia, da Helena Solberg

14h - Cabra Marcado para Morrer (1984) (119’)

16h - Mário Wallace Simonsen – Entre a Memória e a História (2013) (110')

17h55 - Dossiê Jango (2013) (102’)

19h40 - Memória Sufocada (2021) (75')

21h - Codinome Clemente – Coprodução – INÉDITO

22h45 - Sonhos e Desejos (2006) (93')

0h20 - Tatuagem, de Hilton Lacerda

2h15 - Ação Entre Amigos (1998) (76')

3h30 - Cabra Marcado para Morrer (1984) (119’)

5h35 - Utopia Distopia (2020) (72’)

Nenhum comentário:

Com vozes de Giovanna Antonelli e Murilo Benício, 'Amigos Imaginários' ganha novo trailer

Longa chega aos cinemas do país em 16 de maio Assista ao trailer DUBLADO AQUI Está no ar mais uma prévia do mundo de encanto que toma cont...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba